‘Me deixa trabalhar’! Classes protestam em frente ao TJ contra decisão que mantém São José na fase laranja

Cerca de 40 profissionais dos ramos de bares, restaurantes, salões e academias pleiteiam o livre direito ao trabalho

Foto: Life

Impedidos de trabalhar desde o início do Plano São Paulo, profissionais dos ramos de bares, restaurantes, salões de beleza e academias promovem uma nova manifestação na manhã desta segunda (3). O ato pacífico ocorre em frente ao Tribunal de Justiça, no Jardim Aquarius. Há bastante policiamento no local. Ao longo de quatro meses os nichos só puderam trabalhar na semana passada por meio de um decreto municipal, que foi derrubado pela magistrada Laís Helena de Carvalho Scamilla Jardim, da 2ª Vara da Fazenda Pública.

Segundo a juiza comete ao Estado a competência para dispor sobre as medidas de contenção à propagação do novo Coronavírus e que o município tem autonomia apenas para adotar medidas mais restritivas que aquelas norteadas pelo governo estadual. De acordo com o presidente do SINHORES (Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de São José dos Campos e região), os donos de bares e restaurantes devem promover novos protestos ao longo desta semana.

“Precisamos trabalhar. Na semana passada reabrimos de terça a sexta. Tivemos que repor estoque e muitos produtos são perecíveis. Como fica agora”, questiona Antonio Ferreira Junior.

A Life procurou a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça, mas não obteve sucesso.

 

LIFE | cotidiano - Publicado 10:51 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

8 thoughts on “‘Me deixa trabalhar’! Classes protestam em frente ao TJ contra decisão que mantém São José na fase laranja

  1. Junior disse:

    Deveriam mudar o nome do protesto para “Me deixa me matar”.
    Com mais de 90 mil mortos, a pior gestão de pandemia do mundo e omissão de dados.
    Porém o que importa é o lucro dos empresários.

    • Regiane Shirley Pivato disse:

      Vc com certeza não precisa né amigo

    • NATALI MARIA FURTADO disse:

      Isso é hipócrisia, vc não se colocar no lugar do outro por nenhum momento. Pura hipocrisia. Isso é lamentável

  2. Bruno disse:

    Na verdade é: “Me deixa contaminar, e matar, os que foram infectados”. Tudo o que importa é salvar a minha BMW e meu apartamento no Aquarius! Como vou ostentar?

  3. Simone disse:

    DEIXA O POVO TRABALHAR!
    Não é porque os bares e restaurantes poderão abrir que o povo é obrigado a frequentar.

  4. Henrique de Medeiros Galvão disse:

    Em primeiro lugar sempre a Saúde

  5. Henrique de Medeiros Galvão disse:

    Em primeiro lugar sempre a Saúde acima de tudo.

  6. Henrique de Medeiros Galvão disse:

    Em primeiro lugar sempre a Saúde acima de tudo., vida acima de tudo, gente morrendo e o prefeito preocupado com a eleição e os empresários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *