Com cerveja e ‘cinturão’, nova façanha de seu Áureo tem recorde pessoal em percurso de 217 km na Mantiqueira!

Maluco Beleza das ultramaratonas foi de São João da Boa Vista-SP a Paraisópolis-MG pelos morros e picos da imponente Serra da Mantiqueira. Chuva, lama, esgotamento físico e o inseparável apoio do irmão com o Fusquinha: confira tudo sobre a última aventura de seu Áureo

O ano de 2021 nem bem começou e já está a mil por hora para seu Áureo. Sua perseverança e força de vontade lhe garantiram mais um grande resultado nas impressionantes supermaratonas. Como faz todo ano desde a primeira edição da prova internacional “Brazil 135+”, lançada em 2006, o Maluco Beleza das corridas completou os incríveis 217 quilômetros, desta vez em 33h e 40 minutos.

 

A largada do percurso – que atravessa o estado de São Paulo para Minas Gerais pela serra da Mantiqueira – foi dada em 14 de janeiro em São João da Boa Vista-SP. O esportista de São José dos Campos, que possui uma banca de jornal na avenida Cassiano Ricardo, cruzou a linha de chegada, no município de Paraisópolis-MG, com o oitavo melhor tempo na classificação geral.

“Largamos de São João da Boa Vista às 11h13 (por ordem de chegada) em direção à Águas da Prata-SP. Neste primeiro trecho foram 30 quilômetros com o cinturão, que em mesmo confeccionei, totalmente abastecido. No km 20 descolou a parte da frente do tênis. De imediato, saquei o esparadrapo do cinturão, fiz o reparo e segui até Águas tendo como preocupação somente a hidratação e alimentação. Em Águas me encontrei com o apoio (irmão). Repus tudo o que já havia consumido. Ingeri também meus primeiros 100 ml de cerveja bem gelada como prêmio, tudo dentro do tempo planejando”, conta seu Áureo.

A próxima etapa em direção ao município de Andradas-MG ocorreu sem problemas – situação que mudou quando os competidores estavam em direção à Serra dos Limas. “Começou a chover, o que fez com que todos revessem as estratégias de deslocamento. Os carros de apoio tiveram que ir por outra rota, deixando os atletas sozinhos debaixo de muita chuva gelada e com muito peso nas mochilas. A chuva durou cinco horas. Muitos atletas de perderam. Carros atolaram. Fui literalmente com a lanterna nos dentes iluminando o caminho. Com as mãos apoiava no barranco. Colocava os pés onde corria a água, já que desta forma escorregava menos que no meio da estrada. Foi um caos para muitos, mas tirei bom proveito da situação mantendo um ritmo bom de deslocamento e consegui ultrapassar vários competidores”, destacou.

Cansado e sonolento, seu Áureo reencontrou o irmão, que logo sacou um café com leite quente e umas bolachas salgadas. Na cidade de Inconfidentes-MG pausa para um merecido sono. Quanto tempo? Apenas 40 minutos. “Deitei às 3h40 e acordei às 4h20. Eu estava bem, mas meu irmão extremamente cansado, lutando contra o sono. Mas, conseguimos ir. Passamos por Borda-MG, Tocos-MG e Estiva-MG tomando muito cuidado com nossa estratégia e mantendo uma alimentação cada vez mais leve com uva, manga, sorvete, suco e água de coco”, relata o entrevistado.

Ainda com gás para queimar e a quatro quilômetros de Consolação-MG, a penúltima cidade a ser vencida, seu Aúreo fez alguns cálculos científicos e concluiu que, teoricamente e com muito esforço, era possível melhorar o tempo em relação ao ano passado. “Fiz uma checagem física para ter certeza de que nada doía muito. É como sempre digo a todos que fazem esta prova: se você correu até o km 150 com responsabilidade, e se o seu apoio estiver olhando para a mesma chegada que você, é hora de usar o pouquinho de nitro que resta e acelerar! Ajustei o tênis especial e saímos como loucos para Paraisopolis-MG, última cidade”.

A dupla deixou Consolação-MG às 17h38 e mesmo debaixo de chuva seguiu firme e forte rumo ao destino final. “Fomos com a faca nos dentes! Arrisquei dentro da capacidade aeróbica que me restava. Foi meio insano. Ia ultrapassando os competidores e certamente eles pensavam ‘ih, o tiozinho ficou louco’. Não havia quase ninguém trotando, muito menos correndo”, contou. A aguardada chegada final ocorreu às 20h50, e com direito a novo recorde pessoal.

“Apesar de toda dificuldade do percurso e das árduas condições climáticas conseguimos melhorar o tempo. Fomos recebidos com muita alegria e festa. Agradecemos a todos que nos ajudaram a ir para mais este desafio casca grossa. Todos têm seu valor, mesmo os mais pequenos gestos quando somados se tornam grandes. Tentamos honrar cada um em forma de agradecimento. Faço questão de dar um agradecimento especial ao meu irmão, Rodrigo. Considero que ele fez metade da prova. Consegui fazer jus ao seu esforço e me mantive brigando na frente”, encerrou o entrevistado.

Seu Áureo tem apoio da Vinac (consórcios) e da S.H.A.(alimentos).

Veja abaixo outras matérias com façanhas obtidas por seu Áureo.

https://informa.life/maluco-beleza-ultramaratonas-aureo-obtem-facanha-prova-internacional/ 

Incansável, ultramaratonista seu Áureo vence Circuito Extreme em percurso de 51 km

LIFE | cotidiano - Publicado 15:43 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *