São José tem curva de covid mais achatada comparado ao Brasil, garante Vigilância Epidemiológica

A incidência dos casos positivos da doença é maior entre os moradores da região oeste, seguida da centro, norte, sul, sudeste e leste.

Foto PMSJC

Em reunião do Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus, realizada nesta quarta-feira (8), a Vigilância Epidemiológica da Prefeitura apresentou um balanço dos casos registrados da doença até o momento em São José dos Campos. De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria de Saúde, a cidade tem hoje 78 casos positivos, incluindo 2 óbitos.

O primeiro caso positivo foi registrado no dia 7 de março. O resultado do exame só foi informado nesta semana pelo Instituto Adolfo Lutz, o que indica que o vírus já estava circulando na cidade desde o início do mês passado.

Comparando o número de casos em São José dos Campos com os dados nacionais, é possível afirmar, segundo a Vigilância, que a evolução aqui vem acontecendo em velocidade menor do que no país como um todo.

Isso porque a evolução do número de casos positivos no Brasil atingiu 100 pacientes em 17 dias desde o primeiro caso registrado – ante 78 em São José.

A característica de aumento exponencial dos casos no Brasil fica clara quando se constata que em mais 7 dias o país atingiu 1.000 casos e nos 14 dias seguintes o total alcançou a cifra de 10.000 casos.

Parte desse resultado favorável para São José dos Campos, apontando uma curva de crescimento mais achatada, se deve, na avaliação da Secretaria de Saúde, ao isolamento social que é praticado desde o dia 24 de março em todo o estado de São Paulo.

Características

Dos 78 pacientes que testaram positivo, 27% estão na faixa etária acima de 60 anos, o que indica que os cuidados com a higiene devem ser reforçados e o isolamento social mantido, pois o risco de contaminação existe para todas as faixas etárias.

Há uma divisão igual entre mulheres e homens (50%) e 18 destes pacientes são profissionais de saúde (12 médicos e 6 da área de enfermagem).

Dos sintomas mais comuns apresentados, 74% foram febre, 73% tosse, 57,5% dispneia e 33% dor de garganta. Entre as comorbidades registradas por esses pacientes estão as seguintes: doença cardiovascular, diabetes e doença crônica pulmonar.

A incidência dos casos positivos é maior entre os moradores da região oeste, seguida da centro, norte, sul, sudeste e leste. Esse dado leva em consideração a proporção de casos em relação ao número de habitantes.

Internados e suspeitos

No que se refere aos 78 casos positivos, excluindo os 2 óbitos, 20 estão internados em São José dos Campos, 1 em Jacareí e 55 encontram-se em isolamento domiciliar até terminar o período de 14 dias.

A cidade tem outros 11 óbitos suspeitos de covid-19 aguardando resultado dos exames. A Vigilância Epidemiológica também monitora 504 casos suspeitos, também à espera de confirmação. Destes, 59 estão internados e 434 encontram-se em isolamento domiciliar.

Outros 16 pacientes que adoeceram e testaram positivos são considerados curados.

LIFE | cotidiano - Publicado 19:09 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

5 thoughts on “São José tem curva de covid mais achatada comparado ao Brasil, garante Vigilância Epidemiológica

  1. Alexandre disse:

    Sugestão: Faltaram os gráficos da curva SJC x Brasil e o da distribuição pelas regiões de SJC. Sem a visualização não se tem idéia imediata, há de se prender a números que acabam por não serem lidos

  2. Pinchelli disse:

    Bom de se ver que os servidores estão cumprindo rigorosamente as regras da OMS e da própria PMSJC, respeitando a distância, isolamento, uso de máscaras etc … bom de se ver !!

  3. Anna Graber disse:

    Gostaria de saber se às pessoas como eu que trabalham em supermecado vão poder tomar a vacina contra a gripe. Já que estamos em uma sona de perigo.
    Tenho prestado atenção que muitos não estão nem aí, não estão usando máscaras e luvas. Ou até o álcool gel.
    Eu percebi que tem mercado que não estão tomando cuidados com seus funcionários.

  4. Francisco disse:

    Os pacientes internados estão na rede pública?

  5. Brumo Mattos disse:

    Fake News!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *