Refugiados ucranianos recebem apoio social e saúde em São José dos Campos

As refugiadas ucranianas na praça Ulysses Guimarães: em pouco tempo em São José, já tiveram acesso aos serviços públicos municipais

Refugiados ucranianos recebem apoio social e saúde em São José dos Campos
Refugiados ucranianos recebem apoio social e saúde em São José dos Campos Foto: PMSJC

Segunda-feira, 23 de maio, 11h15. O sol ainda tímido após uma manhã nublada e fria aquece a música ucraniana Valentina Fuhol, de 65 anos.

Sentada na arquibancada da praça Ulysses Guimarães, um dos principais cartões-postais de São José dos Campos, ela recorda sua chegada à cidade há menos de um mês, acompanhada por 33 compatriotas obrigados a deixarem seu país às pressas, apenas com as roupas do corpo e mochilas, após a invasão da Rússia.

Ao fugirem da guerra, chegaram aqui com os corações despedaçados e angustiados por terem que partir sem os familiares e com a incerteza de como seria o futuro em um país distante.

Mais do que calor — 30° C naquele sábado, 26 de março, contra -5° C da Ucrânia — encontraram solidariedade, amor ao próximo e calor humano que aquecem as almas e renovam as esperança de dias melhores, com paz e harmonia entre os povos.

Ainda é cedo para saberem quando voltarão para seu país no Leste Europeu, mas Valentina e seus companheiros já descobriram a hospitalidade e a generosidade dos brasileiros.

“Fiquei muito feliz de ver como os brasileiros são abertos e amorosos. Gostei de tudo. Do amor das pessoas, do calor e das frutas”, disse a música, que veio para o Brasil com a filha de 45 anos e os netos de 11, 12 e 17 anos.

Apoio social e saúde

Nesta segunda (23), ela e seus compatriotas deram mais um passo importante no processo de regularização de suas situações no Brasil.

Um grupo de 11 ucranianos, juntamente com seus filhos, esteve no Cras (Centro de Referência de Assistência Social) Centro para fazerem o CadÚnico (Cadastro Único).

A ação, que integra uma parceria entre a Prefeitura e a Igreja da Cidade, que acolheu os refugiados, lhes permitirá ter acesso aos benefícios sociais municipais, estaduais e federais.

A partir das informações cadastradas, é possível que as famílias sejam selecionadas para diversos programas sociais, como Auxílio Brasil, Tarifa Social de Energia, Isenção de Taxas em Concursos Públicos e Viva Leite, entre outros.

A Prefeitura também está ajudando o grupo com a disponibilização do Odontomóvel para atendimentos e tratamentos odontológicos.

Eles também fizeram cartões do SUS (Sistema Único de Saúde) e CRAs (Cadastros de Regulação Ambulatorial), o que lhes propiciou serem vacinados contra a covid-19 e a poliomielite. Agora, estão se adequando ao calendário brasileiro de imunização contra diversas doenças.

Em outra frente de atuação, já obtiveram novos CPFs e deram entrada, na Polícia Federal, no processo para vistos de permanência no Brasil.

Ajuda humanitária

Cauana Souza, que tem 28 anos e atua como intérprete dos ucranianos desde a chegada deles ao Brasil, destacou a importância da Prefeitura para melhoria da vida dos refugiados.

“A Prefeitura tem ajudado demais. O apoio da Prefeitura para que eles tenham acesso ao CadÚnico, aos cartões SUS e ao Odontomóvel foi imprescindível”, afirmou Cauana, que trabalha na base de Missões da Igreja da Cidade e morou 6 anos na Rússia.

Há 10 anos no Brasil e casada com um brasileiro, a russa Olga Germano da Silva, de 35 anos, também atuou como intérprete do grupo no Cras Centro.

“Estou muito feliz de poder ajudá-los e fiz questão de me voluntariar para este trabalho como intérprete. Amo os brasileiros, os russos e os ucranianos”, disse Olga, que estava com a filha de 8 anos.

Quem também teve uma manhã especial foi a entrevistadora social Daiane Duque Galvão Oliveira, de 30 anos.

“Estou muito feliz. Já tinha feito CadÚnicos de estrangeiros, como haitianos e venezuelanos. Mas foi a primeira vez que atendi refugiados de guerra. Quando vi todo aquele horror na televisão, não imaginava que em tão pouco tempo teria a oportunidade de ajudá-los”.

Veja Também

Com o apoio da Igreja da Cidade, São José dos Campos recebe 47 refugiados ucranianos!

 

LIFE | cotidiano - Publicado 17:37 | - Redação

Compartilhe a Life Informa:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube: Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

20 thoughts on “Refugiados ucranianos recebem apoio social e saúde em São José dos Campos

  1. Arthur Baiardi Rosa disse:

    O grande linder Putin vai salvar o mundo desses nazistas judeus, e tornar a mãe Rússia grande de novo como era na época da união soviética.

    • Bruno+-+oficial+👮‍♀️ disse:

      Prezado Arthur Rosa, procure ajuda psiquiátrica, urgente!

      • José Roberto Rachella disse:

        Précisa mesmo! Ele deve
        ter voltado do coma depois de 70 anos e acha que está ainda em 1944.

  2. Eli disse:

    Arthur Baiardi,
    Já passou da hora de vc aumentar a dose do seu remédio, tá falando besteira! Vá se tratar urgente!

  3. Dioneio Alves disse:

    Esse Arthur Baiardi Rosa escreveu tantas bobagens que mostra estar em outro mundo, talvez seja autista ou viva em uma outra realidade onde a desinformação leva a dizer idiotices. Vishiii

    • Elis disse:

      Caro Sr. Os Autistas são pessoas com características diferentes e não dizem idiotices. Por favor, procure saber para não os comparar com o tipo acima. Revise teu texto.

    • Claudio da paixão disse:

      Sejam bem vindos …se puder ajudar em algo fico a disposição
      Só falar a quem procurar ou instituição
      Que nosso país seja sempre solidário

  4. Sidney SC Yamanaka disse:

    Artur Rosa … depois de tamanha bobagem, amigo , só falta vc falar que vai votar no Lula para presidente …

  5. Moisés Bizetto disse:

    Como cristãos devemos recebe-los com todo apoio humanitario , mas uma pergunta , sera que não temos também moradores que necessitam desta atenção por parte da prefeitura ?

    • Rosemary disse:

      Eu trabalho como ACS em SJC. E os nativos daqui têm acesso a esses serviços também. CRAS e CREAS? Os joseenses conhecem, têm acesso, usam. Essa semana, estarei na pesagem do Auxílio Brasil, o antigo Bolsa Família. A condição de continuar recebendo, é vir à pesagem com o que é pedido, vacinação em dia, entre outros. Eu parabenizo, quem traz tudo. Há 7 anos trabalho com isso, e ainda preciso explicar de novo, e de novo, a importância do acompanhamento. Quem se move , e é pró ativo em Sanja, consegue ser cuidado.

  6. Claudia Pereira disse:

    Boa Moisés…eu concordo com tudo q vc disse, …se tem pra eles , q lógico, temos q ajudar mesmo, mas primeiramente pra nós, moradores de São José, vezes carentes de serviço básico de saúde….Vamos Rever Isso Gerenciadores de São José dos Campos…

  7. Mizael disse:

    Só não os façam tirar titulo de eleitores, e os obriguem a votar no genocida do bolsonaro!

  8. Wellington Ramos disse:

    Infelizmente existe pessoas como esse Artur..
    Mas rebatendo o comentário desse Zé ruela, se eu tivesse oportunidade eu daria um fim nesse Putin e no seus apoiadores…mas lamento, Deus a de ser justo ao seus povo que nesse momento precisa de uma misericórdia e de muita benção..
    Cuide de cada pessoa em nossa cidade e fortaleça essas famílias refugiadas…mas que nossos governantes tbm olhe para a nossa população que aqui reside em sjc..tanto lá como aqui precisamos de apoio de cidadania,” temos aqui pais indo preso por tenta alimentar suas famílias 👪 , e etc..enfim tanta coisa mas é isso

    • Wellington Ramos disse:

      Digo ser fácil e rápido o trâmite dos apoio a população da nossa cidade, não estou dizendo que não tenha isso pra população da nossa cidade..a mãe da minha filha tenta que tenta e sem sucesso..ela conseguiu foi só o cadinho único agora os do governo federal como esse auxílio Brasil tá foda…fora que tem umas e outra família que usa isso pra churrasquinho e cerveja…e pessoas que realmente precisa toma no toba…teria que ter uma fiscalização mas rígidas aos beneficiários contemplados, mas fica aqui meu modo de pensar e visão sobre as coisas…e pelo modo que somos tratado …

  9. Lucineia disse:

    Sim muito lindo TD essa ajuda p quem viveu o horror ,mas uma coisa e certa esse povo tem trabalhar o poder se manter a prefeitura o governo não pode ficar tirando dos brasileiros p darem p eles eu mesmo estou com marido a 3anos câncer e não consigo nem u ajuda de nada p meu marido só pq perdeu o tempo INSS ele deixou de pagar pq perdeu emprego aí ficou difícil pq veio da roça e tivemos filha com muitos problema de saúde hoje ele presisa ep prefeitura somos invisível eu acho que dá TD e ajuda p quem nem e brasileiro e fácil mas brasileiro que trabalhou e contribuiu e teve problemas saúde não o mundo sempre uns tem que ser tratado como invisível mesmo não e fácil não ter família não ter saúde mas p suportar certos tipos de coisas mas quando vejo tanta reportagem com pessoas felizes eu fico tbm mas acho injusto governo Brasil deveria fazer carta p esses países e fazer presidente deles pagarem as despesas brasileiro não pode pagar TD vês as contas

  10. Lucineia disse:

    Sim muito lindo TD essa ajuda p quem viveu o horror ,mas uma coisa e certa esse povo tem trabalhar o poder se manter a prefeitura o governo não pode ficar tirando dos brasileiros p darem p eles eu mesmo estou com marido a 3anos câncer e não consigo nem u ajuda de nada p meu marido só pq perdeu o tempo INSS ele deixou de pagar pq perdeu emprego aí ficou difícil pq veio da roça e tivemos filha com muitos problema de saúde hoje ele presisa ep prefeitura somos invisível eu acho que dá TD e ajuda p quem nem e brasileiro e fácil mas brasileiro que trabalhou e contribuiu e teve problemas saúde não o mundo sempre uns tem que ser tratado como invisível mesmo não e fácil não ter família não ter saúde mas p suportar certos tipos de coisas mas quando vejo tanta reportagem com pessoas felizes eu fico tbm mas acho injusto governo Brasil deveria fazer carta p esses países e fazer presidente deles pagarem as despesas brasileiro não pode pagar TD vês as contas até auxílio Brasil eles irão ter meu marido 50 anos brasileiro doente não consegue não entendo esse Brasil

  11. Almir disse:

    Eu tenho um filho especial e não consigo nada como essa outra pessoa disse que os nativos de SJC tem tudo isso desculpa não consigo nada porque o meu salário que e $ 1.600,00 ultrapassa o limite que se pode ter direito a qualquer coisa e eu moro no bosque eu trabalho no Jd Aquarius e tem famílias da Ucrânia que estão morando aqui no Jd Aquarius será que ele vão ter a visita da assistência social que eu tive na minha casa e que a pessoa ficou em dúvida do meu fogão de seis bocas e eu vi eles recebendo tudo novo em cxs geladeira fogão e cama box tudo novo ,agora se a igreja tem condição tudo bem e uma coisa que ela tem os seus donativos de peso por pessoa de alto padrão agora dizer que os nativos tem esse direito desculpa não tem

  12. Marcos Morais disse:

    Nossa, vi tantos comentários, um que o Putin é o grande líder, o outro que o Lula não é de sua confiança, outro que o Bolsonaro não presta e imaginem, que os joseenses tem que ser priorizados em relação aos refugiados. Que tristes tempos nós vivemos!!!

  13. Edmílson GUILHERME DA silva disse:

    Bom dia a todos,que compreendem a melhor forma de ajudar a quem precisa.Eu Aquir gostaria de abrigar na minha residência uma ucraniana,se possível nao como empregada e SIM conviver como 7m casal.Se alguém souber e puder ajudar air agradeço. Em Alagoas eu moro.

  14. Edmílson GUILHERME DA silva disse:

    Quero muito conhecer uma mulher ucraniana e dá abrigo, mais que seja solteira pode ter filhos .Soi de Alagoas Nordeste do Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.