Oeste Life: GCM é contratada por associações de moradores para coibir fluxos no Urbanova

Contrato tem validade de três meses e valor de R$ 11.440

Um grupo de sete associações de moradores do bairro Urbanova, na zona oeste, assinou convênio com a prefeitura de São José dos Campos nesta segunda-feira (22) para contratação da Atividade Complementar da GCM (Guarda Civil Municipal) com o objetivo de prevenir a realização de fluxos do funk e festas com aglomerações nas ruas do bairro.

O contrato de três meses é de R$ 11.440. O valor será disponibilizado para os guardas que prestarem o serviço em seus horários de folga. Eles atuarão no entorno dos condomínios.

O modelo adotado no Urbanova e que reforçará as operações já existentes no local pode ser expandido para outros bairros, de acordo com o interesse das associações de moradores.

A ampliação das ações da Atividade Complementar da GCM e do programa São José Unida para reduzir os índices de criminalidade integra o Plano de Gestão 2021-2024.

“A GCM vai nos ajudar a prevenir fluxos e festas a ceú aberto, que têm perturbado nosso sono e prejudicado nossa saúde. Com isto, teremos mais sossego, segurança e qualidade de vida”, disse o diretor-presidente da Associação Mônaco, Rodrigo Haram.

“Nossa expectativa ao contratar a Atividade Complementar da GCM é muito positiva. Esperamos resolver estes problemas de fluxos e perturbação do sossego, que nos causam muitos transtornos”, afirmou o diretor de segurança da Associação Alphaville, Eliseo Yoshihara.

Aglomerações

A contratação da Atividade Complementar da GCM por associações de moradores e condomínios integra pacote de ações da prefeitura para coibir os fluxos e aglomerações, reduzindo a propagação da covid-19 no município.

Em todos os finais de semana e feriados são realizadas ações integradas com participação de guardas civis municipais, agentes do DFPM (Departamento de Fiscalização de Posturas Municipais), agentes de Mobilidade Urbana e policiais Militares através da Atividade Complementar.

Também já estão em vigor a lei que limita o horário de funcionamento das adegas e similares e o convênio entre a Administração municipal e a Polícia Militar para a fiscalização do trânsito.

Os policiais estão credenciados para a fiscalização do trânsito de competência do município (uso do solo) e já estão multando veículos estacionados de forma irregular.

A Secretaria de Mobilidade Urbana está finalizando a produção de mapa onde há maior incidência de fluxos. Nesses locais, serão colocadas placas de proibido estacionar justamente nos horários onde os fluxos acontecem.

Os munícipes podem denunciar aglomerações e descumprimentos das regras de isolamento social pela Central 156 e pelos telefones 153 (GCM), 190 (COI/Copom) e 3901-4120 (DFPM).

LIFE | cotidiano - Publicado 11:17 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

7 thoughts on “Oeste Life: GCM é contratada por associações de moradores para coibir fluxos no Urbanova

  1. Anderson disse:

    A Folga não deveria ser para descanso e preparo para os dias que trabalharão?
    Entendo o desespero dos moradores, mas isso é obrigação do poder público.
    Garantir a segurança não é um processo privado.

  2. Jose disse:

    Para mim, isto é desonesto e elitista.
    Primeiro pagamos os impostos e a GCM é pública e sustentada por todos que pagam estes impostos sejam os já previlegiasse dos condomínios ou os moradores das vilas.
    Segundo, o atendimento tem que equânime aos moradores de condomínio e moradores dos bairros! O que neste caso está claro que não será!!

    • Carlos disse:

      leia de novo, senhor. Foi assinado um convênio para que a GCM atue com seus funcionários de folga e estes receberão hora extra pelo serviço fora da escala. Ou seja, nada muda no atendimento dos outros bairros. Se estes podem pagar a mais para ter segurança com um convênio da prefeitura, sim é elitista, porém não desonesto.

    • Fernando disse:

      Bem vindo… herança lusitana! Assim como outros jeitinhos de ser lubridiado

  3. Bruno disse:

    Ou seja, o cidadão PAGA impostos, não é atendido, pois a prefeitura é incompetente e leniente, daí, o povo tem que colocar a mão no bolso, para ser atendido? Ok. Isso é o que podemos chamar de prevaricação! Temos justiça? Não! Fodam-se todos!

  4. Fernando disse:

    Este é o Brasil. Pagamos duas vezes pela mesma coisa, e ainda assim, não fica bem feita.
    Pagamos com o imposto, e depois, para o mesmo agente!!!!! Fazer o que deveria ter sido feito inicialmente…….. é como a Br4h4m.a .. colocam milho na cerveja e dps cobram mais caro pela puro malte, que é o que eles ja deviam estar fazendo.. rss

  5. Georges C. Costaridis disse:

    A prefeitura já cobra muito bem impostos e esses devem ser revertidos ao atendimento de sua população, não só garantir salários bem gordinhos. Jamais deveria ser o caso de pagar por fora para fazerem isso. Lamentável esse “convênio”. O correto é demandar que a prefeitura faça a sua obrigação. Resumo: quem tem grana garante seu sossego comprando favor da prefeitura e quem não tem aguarde que os fluxos só vão mudar de lugar.Esse é o verdadeiro país do rabo abanando o cachorro. Que belo exemplo de administração hein Sr. Felício e cia.?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *