Megaferiado em SP, e lockdown na Baixada, fazem Litoral Norte se ‘blindar’ de turistas com barreiras, exames e testagens

Positivados são orientados a retornarem à cidade de origem nas duas barreiras de São Sebastião. Ilhabela obriga apresentação de exame negativo realizado no máximo 48 horas antes do embarque na balsa

Foto: Radar Litoral. (Carros são parados e ocupantes fazem teste rápido para entrar em São Sebastião)

Tradicional ponto de destino de milhões de paulistas, o litoral norte se “blinda” com a possível vinda de muitos turistas pelos próximos dez dias. As quatro cidades da RM Vale receiam que muitas pessoas cheguem à região impulsionadas pelo megaferiado decretado na capital – e que foi seguido pelas cidades do Grande ABC -, além do fato de que a Baixada Santista, outro tradicional ponto de destino, está em lockdown. A tendência lógica seria um aumento considerável rumo ao litoral norte.

Ciente do riscos, as prefeituras vêm adotando medidas. Ilhabela começará a exigir a partir das 8h do dia 26 de março, pelo prazo de 10 dias, que os visitantes apresentem exames com resultado negativo de teste RT-PCR, realizado no máximo 48 horas antes do embarque no sistema travessia (balsa e catamarā). De acordo com a prefeitura de Ilhabela, a medida não se aplica aos moradores do arquipélago, às pessoas imunizadas com a 2ª dose da vacina, aos prestadores de serviços essenciais e aos trabalhadores de estabelecimentos comerciais essenciais previstos no Decreto Municipal no 8.499/2021.

São Sebastião também se previne. A cidade faz barreiras sanitárias nos dois limites do município: na parte norte, que faz divisa com Caraguatatuba, e na parte sul, que tem limite com Bertioga. Nas duas barreiras, motoristas e passageiros são testados. Positivados são orientados a retornarem à cidade de origem. Todos os abordados recebem orientação quanto à pandemia, respondem a um questionário para controle epidemiológico e tem a temperatura aferida. Também é realizada a desinfecção dos pneus com uma solução à base de hipoclorito de sódio. A ação conta com servidores públicos da Guarda Civil Municipal, DETRAF, Vigilância Sanitária, Defesa Civil, Comunicação, Saúde e Serviços Públicos.

Em Caraguatatuba, o megaferiado fez até a vacinação ser adiada. A prefeitura enviou oficio ao governo do estado solicitando barreiras sanitárias na rodovia dos Tamoios A prefeitura de Caraguá disse também que a fiscalização em praias está a cargo da PM, já que a cidade não tem Guarda Municial,  e que proibiu estacionamentos na orla marítima e que faz a conscientização por caminhões de som, faixas e banners.

Já Ubatuba avalia fazer um rodízio de veículos para minimizar o turismo na cidade. Neste caso moradores não seriam afetados. A pauta foi enviada à Câmara para aprovação. Esta matéria será atualizada.

LIFE | cotidiano - Publicado 22:41 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube: Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

One thought on “Megaferiado em SP, e lockdown na Baixada, fazem Litoral Norte se ‘blindar’ de turistas com barreiras, exames e testagens

  1. Rubens Filho falou e disse:

    Os Caiçaras estão adorando. Sem muvuca, sem falta de água, sem lixos nas ruas e praias e preços altos pela alta demanda.. Mas, os comerciantes estão Virados no Jiraya.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *