LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Homem que furtou comércio no centro é identificado e confessa crimes

Compartilhe a Life Informa:

Apesar da confissão, ele não ficou detido, mas responderá a processo criminal, optando por se tratar do vício na cidade onde sua irmã mora 

Comércio no centro é furtado duas vezes em oito dias!

Um dos homens responsáveis pelos recentes furtos a um comércio localizado no centro de São José dos Campos foi identificado pela Polícia Civil. Após uma ação da Guarda Civil Municipal (GCM), o suspeito foi abordado e conduzido à delegacia para averiguação de possíveis mandados de prisão em aberto, já que não portava documentos de identificação.

Na delegacia, o indivíduo confessou sua participação nos furtos e forneceu informações sobre onde os objetos furtados foram vendidos. As autoridades policiais tomaram as providências necessárias de Polícia Judiciária, realizando o devido interrogatório do suspeito sobre sua confissão.


Segundo apuração da Life foi feito um relatório detalhado do caso junto com as imagens para o futuro inquérito, indiciamento e processo criminal do suspeito. Além disso, foi acionado o Apoio Social da prefeitura, e o indivíduo aceitou o acolhimento, expressando o desejo de ir para a cidade onde sua irmã mora para buscar tratamento para seu vício.

O comércio atacado, uma loja de Nutrição Clínica (veja no link acima) especializada em dieta enteral e suplementação, foi alvo de dois furtos em um curto intervalo de oito dias. Os criminosos, identificados como dependentes químicos, causaram prejuízos significativos ao estabelecimento ao roubar disjuntores, cabos elétricos, registro de água e partes do encanamento.

O proprietário do comércio relatou a dificuldade em proteger o local, mesmo após investir em medidas de segurança como grades de proteção. “Estamos enfrentando desafios com moradores de rua e dependentes químicos na região central, o que tem tornado o ambiente de trabalho mais difícil. Mas, nestas duas últimas semanas tive a sensação de que o número de viciados diminuiu. Vamos torcer para que isso continue”, destacou o comerciante, que registrou dois Boletins de Ocorrência relacionados aos furtos ocorridos.

Os comerciantes e moradores da região central esperam que medidas efetivas sejam tomadas para coibir esse tipo de crime e garantir a segurança dos estabelecimentos e da população.

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos e Vale do Paraíba – SP.
Receba notícias na palma da sua mão, entre em nossos canais e facilite sua comunicação!
Para entrar no grupo Whatsapp: clique aqui
Nosso Novo Canal Whatsapp: clique aqui
Para entrar no canal Telegram: clique aqui 
Para seguir pelo Instagram: clique aqui
Para entrar no canal no YouTube: clique aqui
Denúncias, reclamações e informações:
Nossa redação 12 98187-2658

5 Respostas

  1. Como disse nosso competente vice governador e o não menos competente prefeito de São José dos Campos, nossa cidade tem todo potencial para tratamento, recuperação e ressocialização desses pobres meninos. Parabéns aos dois.
    E como dizia Lulu: assim caminha a humanidade, em passos de formiga e sem vontade.

  2. E segue a exportação de nóias, da Cracolândia para nossa cidade!
    Temos que agradecer principalmente nosso governador. O prefeitinho de São José e a corja de vereadores também são coniventes com esta “transferência” do problema…

  3. Mas, só para constar. De acordo com uma pesquisa de 2017 em Piracicaba 56% dos moradores de rua afirmam que se encontram nesta situação devido às brigas familiares. Outros 18,3% dizem que o motivo é o uso de drogas, 14,1% estão na rua por vontade própria e 9,1% apontam o desemprego como o principal motivo.
    Os dados são diferentes dos nacionais. Levantamento do Ministério da Saúde revela que o alcoolismo e o uso de drogas são os principais motivos (35%) que levam as pessoas às ruas no Brasil, seguidos pelo desemprego (30%) e as desavenças familiares (29%).
    Hoje, 2024 estes dados devem ter piorado muito.

  4. Devia estar com fome. Coitado.
    “É preciso conviver, não hostilizar”, diz padre Júlio Lancellotti.

    Krskrs A grande maioria destes moradores de rua não querem emprego não. Não querem responsabilidade e rotina não. Não querem vínculos. Preferem do jeito que tá e vão se virando enquanto tem gente sustentando suas necessidades. Recebendo marmitas e depois jogando na rua, roupas, banho de graça, campanhas dos mais diversos tipos, … O que é o céu se não um SUBORNO, e o inferno se não uma ameaça, não é!?

  5. Tenho um primo crackeiro e nóia, Pivoto, nesta situação, que trouxe prejuízos emocionais e financeiros a toda família, pois sempre foi uma escolha dele usar drogas, não estudar, roubar, não trabalhar e viver na rua. Herdou um apartamento sem ter merecido e usava o local para usar drogas com outros moradores rua. Agora voltou a dormir e perambular à noite e de madrugada na rua, dormem o dia inteiro, mas recebe dinheiro de aluguel para gastar, principalmente com drogas. Com certeza muito mais da metade destes “seres noturnos” têm histórias semelhantes. São acomodados, dissimulados, alcoolizados, drogados e escolheram viver na rua e não querem sair desta situação e as instituições religiosas e ONGs com pessoas boazinhas, querendo barganhar com Deus, mas só pioram ou prorrogam esta situação. E isto não é exclusivo do Brasil, não. Nos EUA, Japão e até Inglaterra por exemplo vivem isso em menor proporção, claro.
    Portanto, não dê esmolas, de qualquer tipo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Também

Nosso e-mail: contato@informa.life | 12 98187-2658
Life Informa | São José dos Campos – SP
Avenida Cassiano Ricardo, 601 / Sala 123
Edifício The One – Jardim Aquarius
São José dos Campos – SP – CEP 12.246-870