Encerradas operações dos patinetes e das bikes da Grow em São José

Empresa justifica decisão por ajuste operacional. Outras 13 cidades brasileiras também tiveram os serviços cancelados

Foto: Life

Má notícia para os adeptos das bikes e dos patinetes compartilhados da empresa Grow. Em comunicado emitido na tarde desta quarta (22) a Grow informou que encerrou as operações em São José dos Campos e outras 13 cidades brasileiras (veja abaixo).

De acordo com a empresa, as medidas fazem parte de um processo de reestruturação da companhia. As bicicletas já foram recolhidas das ruas e serão submetidas a processos de checagem e verificação das condições de operação e segurança. Os patinetes poderão ser encontrados apenas em São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Curitiba (PR).

Outras cidades

Além de São José, as operações da Grow foram encerradas em Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campinas (SP), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), Guarapari (ES), Porto Alegre (RS), Santos (SP), São Vicente (SP), São José dos Campos (SP), São José (SC), Torres (RS), Vitória (ES) e Vila Velha (ES).

Reembolso 

Segue resposta da Grow na íntegra: “Os usuários que tiverem adquirido créditos não utilizados devem solicitar reembolso no botão de ‘ajuda’ do app ou pela central de ajuda, no site – https://support.ongrin.com/hc/pt-br

LIFE | cotidiano - Publicado 18:17 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

5 thoughts on “Encerradas operações dos patinetes e das bikes da Grow em São José

  1. Rui disse:

    Também pudera! Com os preços absurdos…. Essas esmtesas querem ter lucro fäcil.

    • Márcio moreno disse:

      Não compensa o valor é muito caro por um pequeno período e não aguentava ver estas bicicletas atrapalhando.

  2. Márcio Francisco Martins disse:

    Não compensa o valor é muito caro por um pequeno período e não aguentava ver estas bicicletas atrapalhando.

  3. Eduardo Seabra disse:

    A gente então “deve solicitar” que nos devolvam o que é nosso, não nos reembolsam se a gente não preencher o formulário?
    Recebíamos spam deles no email e no celular quase que diariamente, porque não nos mandaram essa informação por email?
    Essa empresa apenas presta um servicinho de quinta categoria, ruim e caro, não é surpresa que não dê certo.
    Agora um monte de pessoas vai arcar com esse prejuízo, afinal quem vai perder seu tempo indo atrás da merrequinha que eles pegaram?
    Só pra completar meu desabafo:
    Podiam avisar com antecedência que parariam de funcionar “Dia tal nossas operações serão terminadas”, assim ninguém mais depositaria dinheiro no aplicativo deles. Mas foram mal intencionados, ficou muito claro isso, sabiam que íam tirar as bicicletas e os patinetes mas guardaram silêncio para que o dinheiro não parasse de entrar.
    Então, pedir ao ladrão que devolva o que roubou parece meio esquisito.

  4. Brutus disse:

    Não fará falta alguma!!! Sabe o motivo? Os ogros que faziam uso, crianças, cujos pais cretinos, não supervisionava seus filhos; adultos cretinos que corriam nas praças. Os adultos, inclusive, faziam racha na praça! Quando não temos pessoas de bom senso, o melhor é não ter o serviço! No Aquarius, onde pensamos ter pessoas com bom senso, nos decepcionamos, pois muitos agem feito animais irracionais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *