Embraer afirma que Boeing rescindiu contrato indevidamente e que adotará medidas cabíveis

Empresa brasileira garante que cumpriu todas as condições necessárias previstas até 24 de abril de 2020

O aguardado pronunciamento aconteceu.  Em nota, a Embraer disse que acredita firmemente que a Boeing rescindiu indevidamente o Acordo Global da Operação (MTA) e fabricou falsas alegações como pretexto para tentar evitar seus compromissos de fechar a transação e pagar à Embraer o preço de compra de U$ 4,2 bilhões.

A empresa escreveu também que acredita que a Boeing adotou um padrão sistemático de atraso e violações repetidas ao MTA, devido à falta de vontade em concluir a transação, sua condição financeira, ao 737 MAX e outros problemas comerciais e de reputação.

A empresa brasileira informou ainda que crê que está em total conformidade com suas obrigações previstas no MTA e que cumpriu todas as condições necessárias previstas até 24 de abril de 2020.

A Embraer buscará todas as medidas cabíveis contra a Boeing pelos danos sofridos como resultado do cancelamento indevido e da violação do MTA.

Presidente da Embraer Francisco Gomes Neto comenta em vídeo o fim da joint venture com a Boeing

Presidente da Embraer Francisco Gomes Neto comenta em vídeo o fim da joint venture com a BoeingExecutivo afirma que…

Posted by Life on Saturday, April 25, 2020

LIFE | cotidiano - Publicado 15:31 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *