LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Campanha “Não Dê Esmola, Dê Cidadania” em São José dos Campos: Um passo para a transformação social

Compartilhe a Life Informa:

Campanha Não Dê Esmola, Dê Cidadania em São José dos Campos
Foto Life

A Prefeitura de São José dos Campos lançou uma campanha de grande relevância para a cidade e seus cidadãos: “Não Dê Esmola, Dê Cidadania”. Essa iniciativa visa expandir a divulgação dos serviços oferecidos pela Prefeitura a indivíduos em situação de vulnerabilidade social. O objetivo principal é desencorajar a prática de dar esmolas, pois isso muitas vezes impede que essas pessoas recebam o suporte necessário e permaneçam nas ruas.

É fundamental compreender que a doação financeira, por si só, não proporciona a saída das ruas para esses indivíduos. A Prefeitura possui todas as ferramentas e recursos necessários para o acolhimento e assistência a essas pessoas. Basta discar 153 e informar a localização do indivíduo, e o carro do Apoio Social será direcionado até o local.

A equipe de abordagem conta com 69 agentes dedicados, distribuídos em 10 vans e três carros de suporte, prontos para acolher essas pessoas 24 horas por dia, incluindo fins de semana e feriados.


Os abrigos municipais estão devidamente preparados para receber todos os indivíduos em situação de rua. Aqueles que aceitam auxílio são encaminhados ao Centro Pop, onde passam por uma triagem e são direcionados para o local mais adequado às suas necessidades.

Veja a entrevista com o prefeito Anderson Farias e o secretário de Apoio Social, Antero Beraldo.

Além disso, a Prefeitura oferece oficinas e atividades de convívio e socialização através do Centro Pop. Isso visa não apenas prover assistência imediata, mas também estimular o desenvolvimento pessoal e profissional dos beneficiados, proporcionando-lhes uma melhor qualidade de vida e a chance de reintegrar-se ao mercado de trabalho.

Portanto, a mensagem é clara: “Não Doe, ligue 153!” Somente assim seremos capazes de oferecer verdadeira cidadania a esses indivíduos em situação de vulnerabilidade social.

Vacinação contra a gripe é prorrogada até o final de outubro (informa.life)

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos e Vale do Paraíba – SP.
Receba notícias na palma da sua mão, entre em nossos canais e facilite sua comunicação!
Para entrar no grupo Whatsapp: clique aqui
Nosso Novo Canal Whatsapp: clique aqui
Para entrar no canal Telegram: clique aqui 
Para seguir pelo Instagram: clique aqui
Para entrar no canal no YouTube: clique aqui
Denúncias, reclamações e informações:
Nossa redação 12 98187-2658

21 Respostas

  1. Precisamos fazer campanha para as tampas redondas do esgoto que ficam no meio da rua…..to cansado de perder alinhamento, danificar pneus, rodas, armotecedores e embuchamento alem de ter que ficar andando em zigue-zague na rua desviando desses buracos aprovados pela PMCSJC….

    1. Sem chance. Vai dar trabalho. Então, para evitar a fadiga, não irão arrumar os buracos, desníveis, remendos e falta de qualidade da pavimentação.

  2. E os Noias do Campos dos Alemaes….que ficam acampados no pinheirinho juntando lixos, bloqueando calçadas, usando drogas em plena luz do dia….será que a Prefeitura desconhece a existencia?

  3. Ué, ao invés de dar esmola é só o governo cumprir com a promessa: ”Dê PICANHA” . Nao foi esse o combinado? Vote em mim e eu darei PICANHA.

  4. De que adianta ligar para 153? A gente liga mas as solicitações não são atendidas. várias demandas como poda de árvores, manutenção de vias, má sinalização de trânsito, etc só entram na lista de protocolos que nunca são atendidos. E a corrida eleitoral já começou…….

    1. Eu já liguei para anti-pichação, este muitas vezes, morador de rua dormindo na calçada e galho pendurado em fio de alta tensão. Em todas fui atendido. A abertura da chamada é mais rápido pelo site da prefeitura.

  5. Deixo aqui, uma sugestão para uma Campanha em larga escala, “respeite os pedestres, estes tem preferência, obedeça as faixas de segurança”, senhores motoristas, mesmo quando não tiver semáforos.

  6. Sugiro uma melhor: não dê esmola, dê emprego. Com a palavra os “nobres representantes” do bolso próprio.

    1. Krskrs A grande maioria destes moradores de rua não querem emprego não. Não querem responsabilidade e rotina não. Não querem vínculos. Preferem do jeito que tá e vão se virando enquanto tem gente sustentando suas necessidades. Recebendo marmitas e depois jogando na rua, roupas, banho de graça, campanhas dos mais diversos tipos, … O que é o céu se não um SUBORNO, e o inferno se não uma ameaça, não é!?

      1. É verdade. E enquanto estiverem nas ruas vão continuar nos ameaçando nós semáforos, ocupando praças e nós tendo que fugir deles.
        Muito importante essa campanha.

  7. Concordo com a iniciativa, acho válida porém precisa ter uma boa divulgação,para que possa acontecer.
    Reclamar e não colocar em prática que não vai resolver nada, a cidade toda tem coisas pra melhorar,todos querem algo, mas tbm todos precisam fazer para que possa chegar na solicitação de cada um, reclamar e não por em prática o que está proposto, não vai resolver,
    Bora colocar isso em prática que vai ser uma solicitação a menos, e assim chegar no que muitos esperam …

    1. Vendo o seu, percebo que você é o especialista. Tá com dó, leva pra sua casa e o sustente.

  8. Governo da cidade nao esta agindo na causa raiz…somente fazendo marketing para aparecer q esta fazendo algo para “conter”….o problema é mais embaixo…. falta de planejamento estrategico…enquanto isso os noias ficam arrecadando dinheiro no semaforo ou fazendo pequenos furtos para manter seus vicios na droga…Campo dos Alemaes vendo droga 24h por dia na cara dos minicipes….e estamos de maos atadas…..incopetencia da Policia…nao…e sim da justiça pois os traficantes esao presos e saem bo mesmo dia…e voltam a traficar….infelizmente alguns comentaristas aqui nao conhecem SJC….o problema é mais embaixo….precisa atuar na causa raiz…

  9. Eu não dou esmola e nada que sustente alguém em situação de rua. Quem realmente precisa de ajuda sabe o caminho e como conseguir, não vai ficar pedindo comida, dinheiro e nem vendendo balinha ou paçoca em farol com desculpinha furada todo sujo.

    Apoio a campanha e que as pessoas abram os olhos! SP está um lixo por conta de religiosos dando comida (café da manhã, almoço, janta e café da noite) para vagabundos nas praças. Enquanto isso os albergues vazios e tudo que é arrecadado em faróis por estes moradores vai para mão de traficantes.

    Vamos acordar e cuidar da cidade!

    1. Concordo em gênero, número e grau. Plenamente.
      Tenho um primo crackeiro e nóia, Pivoto, nesta situação, que trouxe prejuízos emocionais e financeiros a toda família, pois sempre foi uma escolha dele usar drogas, não estudar, roubar, não trabalhar e viver na rua. Herdou um apartamento sem ter merecido e usava o local para usar drogas com outros moradores rua. Agora voltou a dormir e perambular à noite e de madrugada na rua, dormem o dia inteiro, mas recebe dinheiro de aluguel para gastar, principalmente com drogas. Com certeza muito mais da metade destes “seres noturnos” têm histórias semelhantes. São acomodados, dissimulados, alcoolizados, drogados e escolheram viver na rua e não querem sair desta situação e as instituições religiosas e ONGs com pessoas boazinhas, querendo barganhar com Deus, mas só pioram ou prorrogam esta situação. E isto não é exclusivo do Brasil, não. Nos EUA, Japão e até Inglaterra por exemplo vivem isso em menor proporção, claro.
      Portanto, não dê esmolas, de qualquer tipo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Também

Nosso e-mail: contato@informa.life | 12 98187-2658
Life Informa | São José dos Campos – SP
Avenida Cassiano Ricardo, 601 / Sala 123
Edifício The One – Jardim Aquarius
São José dos Campos – SP – CEP 12.246-870