LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Adolescente de 16 anos executa a tiros pais e irmã em SP

Compartilhe a Life Informa:

Ele usou a pistola que o pai trabalha na Guarda de Jundiaí; menor alegou que não se dava bem com os pais e planejou o crime após ter o celular retirado pela família

Adolescente de 16 anos executa a tiros pais e irmã em SP
Adolescente de 16 anos executa a tiros pais e irmã em SP / Foto: reprodução vídeo mídias sociais

Uma história macabra e surreal, marcada pelo violência dentro de casa e pelo sangue frio de um assassino que não demonstra arrependimento. A história a seguir lembra a trajetória do joseense Gustavo Pissardo, que em 1994 assassinou os pais, a irmã, os avós e foi à praia. Trinta anos depois uma história similar se repete, tendo como cenário a capital paulista e não São José dos Campos e Campinas, como nos crimes de Pissardo.

Fique por dentro de tudo o que acontece em São José dos Campos e região em nosso portal informa.life. Para ter a notícia mais rápida, junte-se ao nosso canal do WhatsApp ou aos nossos grupos de avisos rápidos.


Desta vez um adolescente de 16 anos matou a tiros seus pais adotivos e a irmã após uma discussão familiar na Vila Jaguara, zona oeste de São Paulo. O crime ocorreu na sexta-feira (17), mas só foi descoberto na noite de domingo (19), quando o jovem ligou para a polícia e relatou o ocorrido.

Segundo o boletim de ocorrência, o adolescente afirmou que sempre teve desentendimentos com os pais adotivos. Na quinta-feira (16), após uma discussão em que os pais o chamaram de “vagabundo” e tiraram seu celular, impedindo-o de fazer uma apresentação da escola, o jovem planejou as mortes.

Execução dos Homicídios

O adolescente sabia onde o pai, um guarda civil de 57 anos que trabalhava em Jundiaí, guardava a arma. Na sexta-feira, aproveitando que estava sozinho em casa, ele pegou a arma e fez um teste atirando na cama dos pais. Por volta das 13h30, o pai chegou em casa após buscar a filha de 16 anos na escola. O jovem então atirou nas costas do pai, na cozinha, e em seguida, subiu ao andar superior e atirou na irmã.

Após os homicídios, o adolescente voltou para a cozinha e almoçou. Em seguida, foi para a academia e retornou para casa para aguardar a chegada da mãe. Por volta das 19h, ele abriu o portão para a mãe e atirou nela. Durante o final de semana, o jovem manteve sua rotina, saindo para ir à academia e à padaria para comprar comida.

Confissão e Consequências

Na noite de domingo (19), o adolescente ligou para a polícia para comunicar os crimes. Em seu relato, ele afirmou que já havia pensado em matar os pais em outras ocasiões, mas nunca chegou a elaborar um plano. Segundo o boletim de ocorrência, ele também mencionou que teve de matar a irmã porque ela estava presente e que não se arrependeu dos crimes.

Repercussões Legais

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), o caso foi registrado no 33º DP (Pirituba) como ato infracional de homicídio e feminicídio, posse ou porte ilegal de arma de fogo, e vilipêndio a cadáver. O adolescente foi apreendido e encaminhado para a Fundação Casa.

Veja também

Encontrado corpo de PM que estava sumido há 37 dias no litoral

 

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos e Vale do Paraíba – SP.
Receba notícias na palma da sua mão, entre em nossos canais e facilite sua comunicação!
Para entrar no grupo Whatsapp: clique aqui
Nosso Novo Canal Whatsapp: clique aqui
Para entrar no canal Telegram: clique aqui 
Para seguir pelo Instagram: clique aqui
Para entrar no canal no YouTube: clique aqui
Denúncias, reclamações e informações:
Nossa redação 12 98187-2658

9 Respostas

  1. Um, assassino frio, vai ficar uns dias na cadeia porque é de menor, vai sair para fazer tudo de novo. Deus que nos guarde , desses assassinos mal e perversos.

  2. É isso mesmo – Iharars – se nem do nosso sangue é garantido – imagine de *origem desconhecida*.

    Quando a cabeça não pensa – o corpo que padece.

    Cabecinha de vento essas pessoas quererem adotar crianças sem – pesquisar suas origens.

    Deixam se levar pela carência – e esquecem de raciocinarem.

    Toda carinha bonitinha e sorriso cativante conquista pessoas – principalmente – as carentes de maturidade.

    Mas, logo irão crescer – e mostrar sua face.

    Adotar alguém sem conhecer suas origens – É DAR UM TIRO NO ESCURO.

    Se não acertar – será ACERTADO pelo maldoso.

    Essa família aí morreu de graça!

    Por pura falta de inteligência – mesmo!

    Tenho dó é da filha – que pagou pela *falta de inteligência* de seus progenitores.

    1. Iharars e Alexandre. Burros pra caramba, heim! Que raciocínio e conclusão de mer.da.
      Estão argumentando como causa principal e desencadeante deste crime bárbaro a ADOÇÃO ? O ato de adotar uma criança? Estão baseando-se neste único caso isolado no momento ? É sério, seus Zés Ruelas!?
      Diz qual dado científico, metodologia e outros casos semelhantes no Brasil e em outros países com a devida estatística e a percentagem de filhos biológicos matando pais biológicos comparado-se com filhos adotivos assassinando seus pais adotivos.
      Típico comentários de sociopatas carregado de achismos, preconceitos e idio.tices.

      Óbvio que este menino é um psicopata.
      Que tem como características : Sem remorso, sem emoções ( podem ter prazer com a morte e súplica alheia, raiva e frustração qdo. o plano não dá certo ou discórdia), manipulador, narcisista, controle do poder, estar no comando. Procura Justificativas.
      Ódio a longo prazo, possível depressão, incompatibilidade com parentes, falta de empatia, auto controle, …

  3. *** carentes de maternidade

    Tenho 03 amigas que adotaram.

    01 tem que pagar aluguel pro adotado – fumar suas drogas – longe dela.

    As outras 02 – tem que levar macarronada aos domingos em presídios.

    Cada um vive a vida – de acordo com suas escolhas – né ?

    1. Também tenho na família quatro casos de adoção, que aliás na década de 70 e 80 era comum. Apenas um virou morador de rua e usuário de drogas mesmo com todas oportunidades.
      Desculpe minha grosseria no meu comentário. Peço desculpas pelas palavras.

      Mas, a questão não é o fato de ser adotado que o torna vagabundo ou criminoso. Dar um ou pouco mais de exemplos conhecidos não dá para expandir para uma população total. É generalizar. Venha com dados de pesquisa com proporção e comparação. E não com achismo.
      Se basear em achismos únicos e suposições absolutas a partir somente da observação pessoal sem levar em conta os viés e variáveis é muito mais fácil e cômodo do que averiguar os fatos concretos e verídicos.
      Muita das vezes transformamos e tornamos aquela experiência ruim desagradável e insatisfatória extensível e perpétuo.
      Não podemos nos basear num único ou poucos exemplos ruins ou até bons e propagar universalmente. Ou seja, não generalize baseando-se num só ou poucos exemplos.

  4. Ninguém esteve generalizando – apenas relatando experiências e orientando uma pré-adoção (pesquisar a origem) pra evitar problemas futuros.

    Agora, quem entendeu diferente igual a ti Rubens – paciência né ?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Também

Nosso e-mail: contato@informa.life | 12 98187-2658
Life Informa | São José dos Campos – SP
Avenida Cassiano Ricardo, 601 / Sala 123
Edifício The One – Jardim Aquarius
São José dos Campos – SP – CEP 12.246-870