Zona Central apresenta queda em todos os índices criminais

Taxa de homicídio diminuiu 75%; furtos de veículos 68%
Bairros da região central como Jardim Esplanada, Apolo, Vila Ema e Vila Adyana apresentaram queda consideráveis em todos os índices criminais no ano passado em comparação com 2019. Os dados correspondem às ocorrências registradas no 1º Distrito Policial, que atende toda a região. Os números foram obtidos com exclusividade pela reportagem.

1º DP – ÁREA CENTRAL (Dados comparativos entre 2019 e 2020)

Furtos / outros – queda de 30%
Furtos de veículos – queda de 68%,
Homicídio – queda de 75%
Roubos / Outros – queda de 20%
Roubo de veículos – queda de 70%,
Estupro – queda de 25%

Furtos de Carros
Antes em alta, os furtos de veículos tiveram queda de 77%. Roubos de veículos (com grave ameaça) apresentaram baixa de 42%. “Tínhamos alguns pontos visados pelos marginais. Foi detectado que havia quadrilhas especializadas da Grande SP que vinham para atuar aqui, em locais de grande concentração de veículos como o Jardim Esplanada.

Major da Polícia Militar e coordenador operacional do 1º Batalhão, Alain Kalczuck.

Fizemos emprego de estratégias operacionais com policiamento inteligente, combinados com a locação e indicação de radares OCR, que fazem a leitura das placas”, explica o Major da Polícia Militar e coordenador operacional do 1º Batalhão, Alain Kalczuck.

1º Batalhão também apresenta bons índices
A área abrangida é ampla e consiste em todos os bairros situados à esquerda (zonas central, oeste, norte e parte da leste) da Via Dutra, que corta a cidade. “A maior parte dos indicadores criminais do 1º Batalhão são registrados nas regiões central e oeste. Os índices na zona norte são menores, assim como na leste”, destaca Alain. Confira entrevista!

Life – Esplanada, Vila Ema e Apolo são regiões seguras?
Major Alain – Levando em consideração as baixas ocorrências, pode-se dizer que são bairros seguros, mas tivemos casos de roubos de bolsas e celulares na região do Esplanada, próximo à Anchieta. A pessoa deve manter uma conduta preventiva em relação aos seus pertences. Mas, com relação a roubos de veículos e residências o índice é praticamente nulo. No Esplanada diminuíram as vagas de estacionamento, o que também contribuiu.

Life – Qual a sua percepção sobre a lei das adegas. O decreto ajudou a coibir os fluxos?
Major Alain – É uma lei que contribui para a diminuição dos fluxos, principalmente naqueles que aconteciam nas imediações das adegas, tínhamos vários casos destes na cidade. É uma lei que veio para ajudar, sim!

Life – Quais os novos desafios como Major da Policia Militar?
Major Alain – Antes eu era comandante da Companhia responsável pelas regiões central e oeste, eu me preocupava diretamente com essas regiões, já agora como Major, atuando como coordenador operacional do Batalhão, eu tenho minha visão voltada para o Batalhão como um todo. São estes os novos desafios. Vou continuar assessorando o tenente corornel Warley, comandante do 1º Batalhão, a estar direcionando nossos recursos operacionais da melhor maneira com plano de policiamento inteligente para seguir na redução dos índices criminais, contribuindo com a qualidade de vida em São José dos Campos. Quem tem grande participação nestes resultados é o próprio tenente coronel Warley, que como gestor do Batalhão direcionou muito bem estas questões.

Life – Quais foram os seus maiores aprendizados dentro da PM?
Major Alain – Pergunta bem complexa. Já estou há 25 anos na PM, ingressei com 18 anos. A profissão é muito bonita, faz com que você tenha contato com pessoas e com situações que normalmente você não teria. Na grande parte das vezes é um órgão público que vai ter o primeiro contato com a pessoa quando ela se encontra em uma situação de fragilidade. É uma profissão que dá uma sensação muito boa na questão de ser útil em ajudar o próximo, seja prestando um auxílio emergencial, dando uma informação ou efetuando a prisão de um contraventor da lei, retirando o contraventor do convívio social. É uma profissão que você se sente como ajudante das questões sociais. É uma profissão que tem dificuldades, que envolve riscos, degradações, mas tenho muito orgulho, exerço com bastante dedicação e vou trilhar até onde Deus permitir.

Life – São José não registrou latrocínio em 2020. É uma marca importante, que confirma a boa segurança pública da cidade?
Major Alain – Nossa meta é sempre zero, pois envolve vida. Bens materiais podem ser reparados, a vida não. Tivemos foco grande de atuação nos crimes de letalidade violenta e nos roubos. O zero é reflexo de um planejamento operacional, de uma direção de recursos estratégicos para coibir não só os crimes de letalidade violenta como roubos. Também colaboram para este número as investigações feitas pela Policia Civil e o apoio dado pela GCM, que muitas vezes realiza operações em conjunto com a Polícia Militar. Investimento em tecnologia com câmera OCR e de monitoramento também auxilia nos bons resultados”, destaca.

LIFE | centro - Publicado 19:57 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *