Venda ilegal de medicamentos para emagrecer é alvo de operação da Polícia Civil em São José

Seis pessoas foram presas em operação da Polícia Civil na quarta-feira(4), no cumprimento de 12 mandatos de busca e apreensão que investiga a venda ilegal de medicamentos para emagrecer em São José dos Campos.

Divulgação Polícia Civil

As quatro mulheres e dois homens presos são suspeitos de vender os produtos para emagrecimento por meio de redes sociais. Segundo a Polícia Civil, influenciadoras ofereciam os medicamentos e chás como emagrecedores com substâncias naturais, mas que na verdade continham substâncias controladas.

Nos materiais que eram vendidos foram encontrados substâncias como Hidroclortiazida (diurético), Bupropiona (antidepressivo usado em tratamento contra o tabagismo), Fluoxetina (antidepressivo), Sibutramina (inibidor de apetite e anorexígeno) e Bisacodil (laxativo).

O que preocupa as autoridades são as vendas pela internet, devido ao fato de o comprador desconhecer a procedência desses produtos, inclusive o endereço.

Todo medicamento tem um registro obrigatório da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em que descreve o número das embalagens que pode ser consultado no site da Anvisa. Basta preencher os dados com o número de registro do produto. É importante lembrar que sendo fitoterápico ou não, é necessário ter o registro da Anvisa.

Consumir medicamentos para emagrecer sem orientação médica pode colocar a saúde em risco. “Não existe um produto 100% natural que proporciona a perda de peso corporal da noite para o dia. As pessoas precisam reconhecer que quando vem com esta proposta, provavelmente há uma história mal contada”, explica Vanessa Ezaki, gerente Técnica de Vigilância Sanitária da Agevisa.

De acordo com a especialista existem muitos medicamentos no mercado vendidos como fitoterápicos circulando em vários estados, sem o registro da Anvisa, criando uma falsa ilusão de perda de peso repentina. “Alguns produtos trazem um selo com a bandeira dos Estados Unidos, dando a entender que naquele país é liberado, enganando o usuário” alerta a técnica.

Vanessa afirma ainda que não existem fitoterápicos e nem medicamentos que promovam o emagrecimento acelerado sem que esteja associado a uma dieta balanceada e à pratica de atividade física. “A gente sabe que os sintomas de quem ingere esses produtos incluem, aumento dos batimentos cardíacos, ansiedade e muitas vezes stress e secura na boca. Nenhum produto natural poderia causar esse mal, e quando passa a obter esses sintomas é preciso desconfiar”, finaliza.

LIFE | cotidiano - Publicado 14:38 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube:
Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

2 thoughts on “Venda ilegal de medicamentos para emagrecer é alvo de operação da Polícia Civil em São José

  1. Rubens Filho disse me disse:

    A eterna busca obsessiva de muitos seres humanos do séc XXI : Emagrecer, enriquecer e melhorar o desempenho sexual seja por via oral, parenteral ou a..na.l.
    Ser, ter ou parecer? Eis a questão!

  2. Rubens Filho disse:

    A eterna busca obsessiva de muitos seres humanos do séc XXI: Emagrecer, enriquecer, bodybuilderser e melhorar o desempenho sexual seja por via oral, parenteral ou a..na.l e no fim para achar e ter que tratar algum distúrbio comportamental e de dependência.
    Ser, ter ou parecer? Eis a questão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *