Para PM, Aquarius é um bairro “muito seguro”!

Análise do novo comandante das áreas central e oeste é confirmada nos baixos índices de criminalidade registrados no bairro. “O principal problema atual da zona oeste consiste em furtos e roubos a residências no Jardim das Indústrias”, afirma Capitão Sadi Fernando Stamborowski

Capitão Sadi

Pouquíssimos delitos graves aliados aos reforços de contingente, ronda de bicicletas e base comunitária móvel. O resultado é um Jardim Aquarius muito seguro, que atualmente contrasta com casos de furtos e roubos a residências registrados no vizinho Jardim das Indústrias.
“Os condomínios horizontais oferecem segurança aos moradores. Notamos certa vulnerabilidade nos prédios, principalmente no entra e sai de pessoas. Os porteiros devem ter total controle no acesso de residentes e visitantes. Mas de uma forma geral, o bairro é muito seguro”, afirma o Capitão da Polícia Militar, Sadi Fernando Stamborowski, novo responsável pelas áreas centro e oeste, no lugar do Capitão Oliveira Garcia – remanejado para a zona leste.
Para justificar sua análise, Capitão Sadi enfatiza que nos últimos anos foi registrado apenas um homicídio no Jardim Aquarius – motivado por briga de bar na Avenida Cassiano Ricardo – e uma tentativa de furto, no Banco Santander em 2011. “São casos isolados. A sensação de insegurança que alguns moradores podem sentir destoa da realidade. O Jardim Aquarius é um bairro tranquilo no quesito ‘segurança’ e um dos melhores da cidade em qualidade de vida. Na zona oeste o principal problema ocorre no Jardim das Indústrias. Em um período de quinze dias, três casas foram assaltadas por marginais armados”, conta o Capitão.
Segundo ele, fatores como o fácil deslocamento pelo interior (Avenida João Batista Soares de Queiroz Júnior, em formato de ferradura) do Jardim das Indústrias e a proximidade com a Dutra – que funciona como rota de fuga – atraem os crimino-sos. “A área oeste ganhou recentemente reforço de 15 policias, além de rondas de bicicletas e a base comuni-tária móvel. A população deve contribuir e ligar para o 190 assim que notar qualquer atitude suspeita. Uma boa comunicação com os vizinhos também é recomendável”, revela.

Confira temas abordados na entrevista exclusiva, concedida na subunidade da Avenida Tívoli.

Segurança reforçada em duas rodas – A segurança do bairro ganhou reforço em duas rodas com a atuação das equipes de bicicleta da Polícia Militar. As rondas ocorrem diariamente, tanto no Jardim Aquarius como no Jardim das Indústrias. A região vem contando também com a operação de uma unidade da base comunitária móvel.

Carrefour tem alto índice de furto de veículos – Segundo informações do Capitão da Polícia Militar, boa parte do furto de veículos no Jardim Aquarius se concentra no hipermercado Carrefour. A falta de controle dos veículos e a proximidade com a Dutra seriam os principais motivos.

Traficante no Jardim Aquarius – No bairro reside um suposto líder do tráfico de drogas. “É um traficante grande, que age fora do bairro, mas mora no Aquarius. Estamos monitorando o mesmo há dois meses, as patrulhas têm imagem dele e estamos de olho, aguardando a comprovação do crime para detê-lo”, relata o Capitão Sadi.

Comando na Cassiano Ricardo em horários de pico – O fato de a Avenida Cassiano Ricardo ser o principal corredor viário da zona oeste estimula ações da Polícia Militar no local, tanto na realização da operação “direção segura” como na captura de marginais.

Barulho na Praça Ulisses Guimarães – “A PM depende da prefeitura para atuar com a devida eficácia. As viaturas chegam ao local, os jovens abaixam o volume. Quando saem, eles aumentam novamente. A lei não abrange corretamente esta questão. É uma demanda que atrapalha a segurança”, avalia o Capitão Sadi.

Foto Aquarius Life

Tablets nas viaturas – A informação divulgada recentemente de que boa parte dos tablets das viaturas da PM paulista enfrentava problema de funcionamento não se encaixa na realidade de São José dos Campos. “Aqui mais de 80% funcionam corretamente. Todas as viaturas contam com os tablets, que realizam pesquisa em tempo real. É uma grande ferramenta, que auxilia muito os policiais na rua”, conta o Capitão. Encontra-se em estudo a possibilidade de a região do Vale receber o segundo helicóptero Águia.

Câmeras de segurança – Utensílio de segurança indispensável hoje em dia, as câmeras contribuem diretamente com o trabalho policial. Em seqüestro relâmpago realizado recentemente no Jardim Esplanada, a PM chegou até os marginais por meio de imagens. “Com a instalação das câmeras inteligentes por parte da prefeitura, a tendência é baixar os índices de roubo e furto de veículos”, avalia.

Facções criminosas e confronto entre policiais e marginais – Segundo o capitão, não há nada que confirme que as recentes execuções de policiais fora de serviço na Grande São Paulo tenham sido praticadas por membros de facções criminosas. “Se existe embate, não foi nesses últimos dois meses”, relata. Ainda conforme o entrevistado, um integrante do PCC foi preso na favela Santa Cruz. “Facções criminosas atuam no Vale, mas em menor escala que outras regiões do estado”, comenta.
Efetivo – Conforme o Capitão, não existe estudo que especifique a quanti-dade ideal de efetivo policial para determinada região. “Varia de acordo com as características e particularidades de cada região. A PM do estado de São Paulo leva em conta a população fixa, população flutuante, indicadores criminais e necessidades locais. O efetivo em São José conta com cerca de 900 homens. É um bom número, suficiente para a cidade”, destaca.

Escalada da violência no Vale – Dados da Secretaria de Segurança Pública mostram contraste entre São José e outras cidades do Vale. Enquanto SJC vem mantendo índices “aceitáveis” de violência, o mesmo não ocorre em Jacareí e Taubaté. “São José é uma cidade segura. Aqui o poder público e as autoridades se preocupam com o município, sua economia e qualidade de vida. Esse conjunto desestimula os marginais, que acabam migrando para outras cidades”, conta. Para se ter uma ideia, a capital do estado apresenta índice de 10,3 homicídios por 100 mil habitantes, ante menos de 6 homicídios por 100 mil habitantes contabilizados em SJC

 

Carrefour garante preocupação com a segurança dos clientes

Em nota, o Carrefour esclarece que está analisando os casos reportados de incidentes de furtos de veículos no estacionamento da unidade de São José dos Campos. A rede ainda informa que o estacionamento em questão possui seguro contra roubo e furto e conta com uma equipe de seguranças, porteiros e fiscais, além de câmeras de monitoramento. O Carrefour ressalta também sua preocupação com o bem-estar de seus clientes e colaboradores no ambiente de suas lojas e reforça constantemente seus procedimentos de segurança.

LIFE | oeste - Publicado 05:50 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube:
Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *