Lontra é flagrada novamente; bombeiros procuram o mamífero no lago do Tori, no Aquarius

Devido à quantidade de gente e cachorros, bombeiros optaram por interromper a captura – que será retomada durante a noite assim que as câmeras flagrarem a lontra novamente

Lontra é flagrada novamente; bombeiros caçam o mamífero no lago do Tori, no Aquarius
Lontra é flagrada novamente; bombeiros caçam o mamífero no lago do Tori, no Aquarius / Foto: Life

Na manhã deste sábado (13) câmeras da prefeitura de São José dos Campos flagraram novamente a lontra que vem atacando e se alimentando dos peixes que ficam no lago do Tori, no Jardim Aquarius. Bombeiros foram acionados e foram até o local com redes para capturar o mamífero. Mas, a lontra se escondeu muito bem debaixo das pedras artificiais, o que dificultou a procura por parte dos homens do Corpo de Bombeiros.

Pedaço de carpa após ataque da lontra na praça do Tori, no Aquarius / Foto: Life

Por precaução, devido à quantidade de gente, crianças e cachorros, os homens da Corporação optaram por interromper a procura – que será retomada durante a noite assim que as câmeras flagrarem a lontra novamente. A Life transmitiu ao vivo pelas redes sociais a tentativa de captura da lontra.

Primeiramente, na sexta (12) a prefeitura havia informado que se tratava de uma ariranha; informação que foi corrigida por um especialista da Univap.

Veja também

Lontra é a responsável pela morte de peixes no lago do Tori, no Jardim Aquarius. Veja vídeo!

 

LIFE | cotidiano - Publicado 14:19 | - Redação

Compartilhe a Life Informa:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube: Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

4 thoughts on “Lontra é flagrada novamente; bombeiros procuram o mamífero no lago do Tori, no Aquarius

  1. Paula+Franco+Rosa disse:

    Tadinha ela está se alimentando apenas, é caçadora e sei que não vão machuca-la e devolve-la a natureza, mas esta no papel dela coitadinha hahaha

  2. Paulo Rogério dos Santos disse:

    É muito curioso saber como um animal desses apareceu numa região tão movintada como o Aquarius,e pelo que sei a lontra é um animal aquático…será que alguém há criava e ela acabou escapando ???

  3. Yamara+Camargo+Guarnieri disse:

    Fico pensando como essa lontra chegou nessa praça porque se atravessar a avenida morre rapidamente, vir do banhado a distância além de longa teria danificado sua pele. Talvez tenha sido caçada e depois largada na Praça.
    Espero que ela seja resgatada o mais breve possível e devolvida ao local de origem.

  4. Rubens Filho disse:

    Ariranha ou lontra?
    A ariranha (Pteronura brasiliensis) é um mamífero endêmico da América do Sul. É um animal semiaquático e vivem em regiões úmidas como as margens dos rios, lagos e pântanos, sendo comum nos rios da Amazônia e do Pantanal. Vivem aproximadamente 20 anos. Possuem hábitos diurnos, vivem em bando de até dez indivíduos. Costumam fazer tocas debaixo das raízes das árvores próximas das margens dos rios, para se abrigarem durante a noite.
    Muita gente faz confusão com as duas espécies. Mas vamos desfazer essa confusão com suas principais diferenças. A primeira delas é o tamanho, as ariranhas são maiores que as lontras, podem medir até 1,80 metros de comprimento, incluindo a cauda, e pesam cerca de 35 Kg. Já as lontras chegam a medir 1,30 metros, incluindo a cauda, e pesando 25 Kg. Sendo os machos de ambas as espécies sempre maiores que as fêmeas.
    Outra diferença é que o hábito e o habitat delas são diferentes, a ariranha é diurna e a lontra é mais noturna. As ariranhas são nativas da América do Sul, as lontras podem ser encontras na Europa, nas Américas, na Ásia e na África. As lontras (Lutra lutra) possuem a pelagem um pouco mais clara que das ariranhas e também são ótimas nadadoras.
    Infelizmente tanto a ariranha quando as lontras sofrem com o risco de extinção, principalmente devido à perda do habitat, ao desmatamento para expansão da urbanização e destruição das matas ciliares. A mineração também é um fator que contribui devido a contaminação de mercúrio nos rios. E ainda, no caso das lontras, a caça para comercialização de sua pele. Segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN), o estado de conservação da ariranha está na categoria “em perigo” e o da lontra está na categoria “quase ameaçada”.
    Fonte: Instituto Últimos Refúgios

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.