Joia do Fluminense, joseense se inspira em Neymar para brilhar no profissional!

Promessa do time sub-17, Pedrinho se inspira no craque brasileiro e sonha em jogar pela Seleção

Longe de casa, mas com a família no peito e a bola nos pés, Pedro Henrique de Paula Oliveira, mais conhecido como Pedrinho ou Xuxa, é meio-campista da base sub-17 do Fluminense. Seu maior sonho é se tornar jogador profissional de futebol.

Nascido em São José dos Campos, mesmo se não tivesse a menor ideia do que fazer, o mundo faria questão de o guiar. Seus pais contam que desde criança o garoto já chamava a atenção de quem o via em campo. “Olhavam para ele jogando bola e diziam para a gente ‘coloca esse menino na escolinha, ele tem talento, ele é diferente’. A gente não entendia muito bem, mas com o tempo passamos a enxergar o amor dele pelo futebol. É algo dele, só dele”, diz a mãe, Daniela.

Aos nove anos, a visão de Pedrinho sobre o futebol mudou completamente quando entrou em sua primeira escolinha, o Moreira’s Sport, famoso por revelar grandes jogadores como Casemiro, atualmente no Real Madrid, da Espanha, e Ricardo Goulart, hoje no Palmeiras. Lá, se desenvolveu como jogador, participou de campeonatos regionais como o Joseense e a Copa Monsenhor e foi se habituando ao cotidiano de um atleta. A experiência e vivência lhe permitiram enxergar o futebol como carreira e paixão, ao passo em que treinadores, colegas, família e olheiros o observavam encantados com a naturalidade que jogava.

Atuando pelo Moreira’s, Pedro disputou um campeonato interno na sede do Palmeiras. Por se destacar, acabou sendo chamado para fazer parte das divisões de base do clube alviverde, onde ficou dos 12 até os 14 anos. Após o período no clube palestrino, o joseense retornou ao Moreira’s – onde permaneceu até 2017, ano especial em sua vida, já que foi quando recebeu, com 15 anos de idade, o convite do Fluminense para fazer testes e integrar, caso aprovado. as categorias de base do time. No Rio, passou por algumas semanas de avaliações e por fim foi contratado pelo Tricolor carioca.

Hoje morando em Xerém-RJ, local da sede das divisões de base do Flu, o garoto sonha em seguir no clube, estrear como profissional e ser convocado para a seleção brasileira. Pedrinho Também se imagina jogando na Europa e acumulando títulos. “Quero muito dar uma condição melhor para minha família”.

 Dia a dia no clube

Como todo bom jogador, Pedro tem rotina de treinos pesada: na parte da manhã treina em campo e participa de atividades na academia do clube, descansa um pouco à tarde, e no período da noite estuda. “Nesse ano, provavelmente a rotina seja mais intensa por conta dos campeonatos que teremos, mas estou preparado, sempre sonhei com isso”, conta o menino, que faz questão de exaltar a estrutura do clube “É excelente, só tenho que agradecer ao clube por ter acreditado em mim Somos tratados antes de atletas , como seres humanos, e temos toda a ajuda possível com nutricionistas, alimentação, fisioterapeutas, psicólogos, assistentes sociais, preparadores físicos, equipe técnica; isso tudo faz muita diferença no resultado final, sou grato a Deus e ao Fluminense por estar aqui”.

Inspiração e alegria nas pernas

Apesar de ser meio campista, Pedrinho é versátil e atua também como ponta. Jogador rápido e inteligente, tem como principal característica servir os companheiros com assistências para gols, mas sem esquecer seu faro artilheiro e o futebol arte. “Quando estou melhor colocado tento fazer gols também, além de gostar muito de fazer algumas jogadas com canetas e chapéus nos adversários”, conta o menino, sorrindo.

Destemido, tem como sua maior inspiração Neymar Jr. De acordo com Pedrinho, o estilo de jogo rápido e sem medo do craque brasileiro, sempre indo pra cima dos adversários de forma ousada e inteligente, é o que mais lhe encanta.

Os “Fla x Flu’s” de Pedrinho

O centenário clássico carioca marca histórias na memória de Pedrinho da mesma forma como selava a rivalidade feijão com arroz entre os jornalistas Nelson Rodrigues, tricolor, e Mario Filho, rubro-negro. O jovem jogador diz que o jogo mais inesquecível de sua carreira – até então – foi seu primeiro Fla x Flu como titular, duelo que ele descreve como a maior rivalidade que já presenciou; “Fla x Flu é o jogo mais disputado, é um jogo de detalhes. Ganhar esse clássico tem um sabor diferente para ambos os lados”.

A saudade que recompensa

Morando em Xerém, Pedro fica a maior parte do tempo longe da família e dos amigos. No ano passado, foi poucas vezes à São José por conta da rotina de treinos, escola e campeonatos. Apesar disso, sempre que possível, arranja tempo em feriados e férias para matar a saudade das pessoas que ama.

Este ano será um ano mais difícil para o garoto voltar à sua cidade natal, pois participará de campeonatos importantes como o  Campeonato Carioca, a Copa BH e a Copa do Brasil. Apesar de toda a falta que a família faz, ele sabe que são desafios que precisam ser enfrentados para que consiga alcançar seus maiores sonhos. Pedrinho então, segue assim: de casa para Xerém, de Xerém para o Brasil, e quem sabe, do Brasil para o mundo. Se depender dele, vai acontecer!

LIFE | cotidiano - Publicado 18:23 | - Redação

Compartilhe a Life Informa:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube: Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.