Irresponsabilidade e egoísmo com vista para o Banhado!

Fluxos seguem a todo vapor na avenida Anchieta, atormentando a vizinhança e contribuindo para a proliferação do novo coronavírus pela cidade

Foto Life

Mesmo com o agravamento recente da pandemia da Covid-19 em São José dos Campos, as movimentações e aglomerações seguem intensas em alguns pontos da cidade ao longo deste lindo outono de 2021. A situação é preocupante, já que o inverno chegará em breve e a projeção é de aumento no número de casos por todo o país. Na realidade joseense, locais como Urbanova, Jardim Aquarius, Campo dos Alemães, e a avenida Anchieta, no Jardim Esplanada, se destacam com grandes e frequentes concentrações de pessoas, sendo que a grande maioria não utiliza máscara e nem parece preocupada com a pandemia.
Na imponente avenida Anchieta, o visual da Serra da Mantiqueira e do Banhado serve de atrativo para centenas, e às vezes milhares de frequentadores – que têm a oportunidade de fazer exatamente tudo aquilo que é vetado pelos protocolos de segurança de combate ao novo coronavírus: aglomerações e interações entre diferentes grupos, o que logicamente contribui para a proliferação do vírus pelo município.
Paralelo à questão da pandemia, os fluxos na Anchieta seguem atormentando a vida de milhares de moradores da região do Esplanada. Seja o som produzido pelos funks ou o barulho ensurdecedor dos escapamentos de motos, a certeza é que os finais de semana se tornaram literalmente um inferno. “Já nos habituamos. Todas as madrugadas dos finais de semana e os finais de tarde são marcados pelo barulho das motos. Ao cair da noite ainda estamos fazendo algo e dá para relevar. Mas, quando precisamos descansar dentro da nossa própria casa e somos privados deste direito, a raiva e o sentimento de impotência são absurdos. Não aguento mais. Vou morar em outro lugar”, desabafa a arquiteta, Maria Julia Fernandes Pereira. Outras questões como os lixos deixado pelas ruas também impactam o ambiente paisagístico da avenida Anchieta, além do consumo exacerbado de drogas e álcool.
“Nas manhãs seguintes aos fluxos parece que passou um furacão pela avenida. Sem contar os pinos de cocaína, as bitucas de cigarro e pontas de maconha jogados pela calçada. É muito triste. E a questão vai além, já que os jovens se autodestroem, mas levam junto familiares, amigos e a própria sociedade. De que adianta uma parte seguir os protocolos de segurança e o distanciamento enquanto outros se aglomeram e incentivam à proliferação do vírus? É complicado demais. Isso faz com que em breve tenhamos um novo fechamento comercial. A irresponsabilidade e o egoísmo de alguns causam problemas a todo um coletivo. O Brasil é literalmente uma brincadeira sem graça”, desabafa o engenheiro, Juliano Costa S. Barros.
Os munícipes podem denunciar aglomerações e descumprimentos das regras de isolamento social por meio dos canais oficiais: Central 156 (telefone, site e aplicativo) e pelos telefones 153 (Guarda Civil Municipal), 190 (COI/Copom) e 3901-4120 (DFPM).

Prefeitura
Para tentar minimizar o problema dos fluxos, a prefeitura realizou algumas medidas recentes como a restrição do funcionamento das adegas, criação de um convênio remunerado entre associações de moradores e a Guarda Civil Municipal (modelo que está em funcionamento no Urbanova), instalação de placas antifluxo em alguns pontos da cidade (veja em informa.life) e assinatura de parceria com a Polícia Militar para que homens da Corporação tenham autonomia para aplicar multas de trânsito no município.
A prefeitura informou também que realiza, em conjunto com a Polícia Militar, ações constantes de combate aos fluxos e aglomerações, tanto na avenida Anchieta como em outros locais de São José dos Campos. Ainda de acordo com a administração, a Fiscalização tem sido atuante e tem fechado festas clandestinas em todos os finais de semana.

Polícia Militar
A Polícia Militar informou que monitora, por meio do seu setor de inteligência, todos os pontos onde ocorrem fluxos em São José dos Campos. Sobre a avenida Anchieta, a Polícia Militar informou que realiza blitz com frequência no local – além das rondas ostensivas diárias com foco no patrulhamento preventivo.
Ainda segundo a PM, diversas operações” Lei Seca” vêm sendo realizadas em avenidas de grande circulação da cidade.

LIFE | cotidiano - Publicado 20:02 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube:
Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

4 thoughts on “Irresponsabilidade e egoísmo com vista para o Banhado!

  1. Bruno - oficial 👮‍♀️ disse:

    O Prefeito está em Ibiza?

    • Georges C. Costaridis disse:

      O prefeito não mora nem perto de onde a bagunça acontece, então fica procurando verba de governo para fazer outro elefante branco.

  2. Georges C. Costaridis disse:

    criação de um convênio remunerado entre associações de moradores e a Guarda Civil Municipal é de matar…leão de chácara para quem é remunerado para servir a todo mundo? muita cara dura desse prefeito.

  3. Marcelo Eugênio da Fonseca disse:

    O ideal é proibir som na avenida e restringir o consumo de bebidas aos bares e restaurantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *