Iniciadas obras da Ponte Estaiada com geração de 250 vagas de emprego

Currículos devem ser encaminhados ao PAT; opções para diversas funções

Foto: divulgação PMSJC

Apesar da pressão contrária, está em andamento as obras para a construção da Ponte Estaiada na rotatória do Colinas. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (25) pelo prefeito Felicio Ramuth. O início dos trabalhos gera 250 vagas de emprego em São José dos Campos. Currículos devem ser levados ao PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador), que fica na praça Afonso Pena, n.º 175, no centro. Estão disponíveis oportunidades profissionais para as seguintes funções: ajudante, pedreiro, carpinteiro, montador de andaime, soldador, sinaleiro, motorista de veículo leve, motorista de veículo pesado, eletricista, auxiliar de topografia, operador de motorista munck, operador de retroescavadeira, copeira e auxiliar de serviços gerais.

Ponte Estaiada – O empreendimento será financiado pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). Com valor de R$ 48,5 milhões, a obra tem previsão de entrega de 14 meses, após o início da construção. Diariamente, 180 mil veículos passam pelo local com destino a todas as regiões da cidade. Além de melhorar o trânsito, a obra será um importante corredor de transporte público. Em torno de 60 mil pessoas usam as 18 linhas que circulam pelo local.

Oposição segue com fortes críticas – Na opinião do vereador petista, Wagner Balieiro, não houve estudo que justifique a necessidade de uma obra tão cara. “Não teve debate, nem audiência pública de orçamento. Os bairros não foram ouvidos. A população não demandava esta obra. Tudo está sendo feito após a definição da empresa como o licenciamento ambiental. Aliás, na região da rotatória passa uma grande tubulação de rede de esgoto que leva para a estação de bombeamento do Vidoca”, afirmou em entrevista exclusiva concedida na redação da Aquarius Life. Para Balieiro a verba poderia ser utilizada em outros projetos. “Com o dinheiro da ponte estaiada poderia ser feita a continuação da Via Oeste até Jacareí, a compra da área do Parque Betânia ou até mesmo a expansão da malha cicloviária para toda a cidade”, enfatizou.

Empresa envolvida em escândalos – A Queiroz Galvão, que vai construir a ponte, é uma das principais investigadas na Operação Lavajato. A empresa chegou a ser proibida recentemente pela Justiça de firmar contratos com o Governo Federal em razão de fraudes milionárias em licitações de obras da Petrobrás e encontra-se com problemas junto ao Tribunal de Contas da União. Também há acusações sobre formação de cartéis no Rio de Janeiro. A reportagem entrou em contato com a Queiroz Galvão, mas não obteve retorno até o fechamento desta edição. 

 Prefeitura – Questionada sobre as questões éticas que envolvem a contratação da Queiroz Galvão, a prefeitura rebateu que não há nenhuma obstrução legal que impeça o vínculo contratual com a Queiroz Galvão e que a construtora tem mais de R$ 3 bilhões em obras na região. Ainda segundo o posicionamento, a ponte será uma solução inovadora para a mobilidade urbana da cidade.

 

 

 

LIFE | cotidiano - Publicado 12:23 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube:
Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

One thought on “Iniciadas obras da Ponte Estaiada com geração de 250 vagas de emprego

  1. Marta Giacomin disse:

    Quem mais poderia ser contra senão o PT ? Quando que, eles foram a favor de projetos de outros partidos ?
    Eles só, são do contra.
    Sou moradora do Aquarius, a ponte vai ser muito bom para os usuários, só quem usa este anel viário em horário de pico sabe o quanto é moroso.
    Parabéns ao prefeito pelo projeto, um administrado com olhar de futuro, seu nome e administração ficará marcado para sempre nesta obra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *