LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Imagens mostram professor Marcelo Pardini entrando sozinho em trilha

Compartilhe a Life Informa:

Corpo do professor, que ficou desaparecido por oito dias, foi encontrado em área de trilha no Jardim Aquarius, na manhã de quinta (14); investigações continuam

A Polícia Civil obteve imagens de câmeras de segurança que mostram o professor Marcelo Pardini, 40 anos, entrando sozinho em um matagal na região do Jardim Aquarius, zona oeste de São José dos Campos. Marcelo foi encontrado morto no local na manhã de quinta-feira (14).

As imagens, que não foram disponibilizadas para a imprensa, têm reforçado a tese de que o professor não sofreu violência praticada por outra pessoa. A polícia suspeitava que ele poderia ter sido “sequestrado” por pessoas para quem ele devia dinheiro, devido ao seu vício em apostas.


O delegado Neimar Camargo Mendes, responsável pelo caso, afirmou que as imagens serão anexadas ao inquérito em andamento. “Vamos fazer uma reconstituição de como foram os fatos. Na imagem, ele aparece entrando sozinho no mato. Vamos juntar esses fatos ao inquérito”, disse o delegado.

A polícia também investiga a conduta de dois homens que foram identificados como as pessoas que abordaram Marcelo no dia 6 de setembro, a data em que ele desapareceu. Segundo as investigações, o professor conseguiu escapar desses dois homens e, em seguida, foi visto pela câmera de segurança entrando no matagal do Aquarius.

Nos próximos dias, os investigadores pretendem ouvir os dois homens para quem Marcelo devia dinheiro, a fim de apurar sua conduta e entender melhor a sequência de eventos que antecederam a descoberta do corpo do professor.

O corpo de Marcelo foi sepultado na manhã de sexta-feira (15) no Cemitério Horto São Dimas, localizado no Jardim Ismênia, um bairro da zona leste de São José dos Campos. A família informou que não houve velório. A polícia continua a investigação para esclarecer os detalhes do caso.

 

 

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos e Vale do Paraíba – SP.
Receba notícias na palma da sua mão, entre em nossos canais e facilite sua comunicação!
Para entrar no grupo Whatsapp: clique aqui
Nosso Novo Canal Whatsapp: clique aqui
Para entrar no canal Telegram: clique aqui 
Para seguir pelo Instagram: clique aqui
Para entrar no canal no YouTube: clique aqui
Denúncias, reclamações e informações:
Nossa redação 12 98187-2658

7 Respostas

  1. A reportagem não informa se o corpo tinha perfurações ou algo que apontasse o motivo da morte… de qualquer forma dever para agiotas e não pagar o destino é esse mesmo…

  2. Infelizmente agiotagem hj em dia continua a ser um delito sem solução e ediondo. Fora as gangs do Brasil existem a agiotagem dos Columbianos e dos Venezulanos e a Polícia não consegue combater este mau. Tb temos um MAU sem dedo que comanda o país. Fica difícil né?

    1. Antes tínhamos um mau que usava o dedo para incentivar o uso de arma de fogo de forma indiscriminada…fora outras atrocidades, a lista é enorme!

    2. Seu comentário denota claramente seu preconceito, aliás você é cheio de preconceitos. Melhor não ter um dedo, do que não ter um cérebro igual a você, um inútil que resume sua vidinha medíocre a fazer comentários negativos em toda notícia do site.

  3. O crime organizado cada mais mais organizado, e São José não escapa. Esses agiotas são uma verdadeira máfia. Se utilizam da vulnerabilidade das pessoas ao vicio. Assim como o tráfico de drogas. Já passou da hora dos nossos governantes começarem a tomar medidas de internação compulsória mediante autorização da família e laudo médico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Também

Nosso e-mail: contato@informa.life | 12 98187-2658
Life Informa | São José dos Campos – SP
Avenida Cassiano Ricardo, 601 / Sala 123
Edifício The One – Jardim Aquarius
São José dos Campos – SP – CEP 12.246-870