GM propõe redução de piso e terceirização da fábrica

Empresa também quer o fim da estabilidade para lesionados e do transporte fretado. Montadora justifica as reduções como resultado de sua reestruturação

 

O embate entre GM e sindicato tem divulgado mais um capítulo. O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos publicou à imprensa a proposta da empresa aos funcionários. São 28 itens requisitados pela montadora para não desativar a planta joseense – que emprega cerca de 4,8 mil funcionários.

Dentre as propostas constam a redução do piso salarial de R$ 2,3 mil para R$ 1,6 mil, a terceirização em toda a fábrica e o fim da estabilidade para lesionados, que impactaria diretamente cerca de 1,3 mil trabalhadores.

A GM também quer aumentar e flexibilizar a jornada de trabalho, implantar o banco de horas (permite pagar hora extra com folgas), encerrar o transporte fretado e adotar medidas aprovadas na Reforma Trabalhista, como a jornada intermitente. A montadora justifica as reduções como resultado de sua reestruturação.

As negociações entre sindicato e empresas seguem em andamento.

 

 

 

LIFE | cotidiano - Publicado 17:47 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *