Feita como solução para o trânsito, Ponte estaiada satura em 5 anos, indica estudo!

Universidade Federal do ABC fez perícia a pedido da Justiça; estudo também apontou que adequação semafórica teria eficácia semelhante à nova ponte no trânsito da rotatória do Colinas

Foto: Sinai Faingold

O posicionamento de diversos especialistas em engenharia de tráfego entrevistados pela Life desde o lançamento da ponte estaiada foi confirmado por perícia realizada pela UFABC (Universidade Federal do ABC) e divulgada recentemente. Segundo o estudo a ponte estaiada ficará saturada até 2025.
O laudo foi feito a pedido do MP e da Defensoria Pública – órgãos que contestaram a eficácia da ponte desde o início do projeto. O estudo comparou quatro cenários: um sem qualquer intervenção; um apenas com otimização da programação semafórica; um com adequações semafóricas e outras obras viárias, excluídas as pontes; e outro com as pontes estaiadas. A perícia concluiu que a ponte estaiada tem capacidade de absorver apenas 12% a mais de veículos do que o cenário que contava apenas com otimização semafórica. O laudo concluiu ainda que o Arco, além de não propiciar ganhos ao transporte público, deve aumentar o tempo das viagens de ônibus em 23% até 2028. Uma das grandes preocupações dos motoristas consistem na descida da avenida São João em direção ao centro.
“A ponte estaiada não atende este fluxo, os carros continuam enfrentando o semáforo na rotatória, e para piorar, a prefeitura excluiu o retorno para o condomínio Colinas e o shopping, aumentando ainda mais o fluxo de carros na descida da avenida. E daqui a seis anos teremos mais de 10 mil moradores. Cadê o estudo?”, desabafa o designer, Diogo Teixeira de Almeida, morador do Jardim Aquarius.

Defensoria Pública
Segundo Jairo Salvador a inexistência dos motivos utilizados para justificar o gasto milionário da obra pode resultar em acusação por improbidade. “Como esta obra já está sendo acompanhada pelo Tribunal de Contas e pelo órgão do Ministério Público, acredito que se, ao final, restar decidido que foram violados princípios da Administração, estes órgãos adotarão as medidas necessárias” afirma Salvador.

Prefeitura
A gestão de Felicio questionou o prazo de 10 dias para defesa conforme determinação do juiz Silvio José Pinheiro dos Santos, da 1ª Vara da Fazenda Pública. O município pediu para o prazo ser ampliado para 30 dias. A Life entrou em contato com a prefeitura e aguarda retorno. Assim que o posicionamento for dado esta matéria será atualizada.

LIFE | cotidiano - Publicado 21:39 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Baixe nosso aplicativo para facilitar ainda mais o seu acesso.

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

15 thoughts on “Feita como solução para o trânsito, Ponte estaiada satura em 5 anos, indica estudo!

  1. José Moraes disse:

    Creio que o alto investimento só se justificaria se fosse eliminado o semáforo e a rotatória que continua existindo sob o Arco da Inovação. E além disso, que os acessos ao Colinas e Extra fossem readequados, sem prejudicar usuários, tanto do transporte público como aqueles que viriam motorizados.

    • Georges Christian Costaridis disse:

      Soluções melhores tem sim, capacidade e vontade já é outra estória. Vamos no bonitinho pra postal que é o que importa.

  2. Robson lopes disse:

    Ponte da vergonha! O representante de engenharia q assinou a obra ñ tem um pingo de vergonha na cara. Cafajeste. Ponte estaiada de milhões pra atravessar um córego de 4 metros de largura. Um fdp. Brincadeira inutil com o dinheiro público. Um viaduto de 1/10 do valor resolveria…

    • José Maria Paranhos disse:

      A ponte é sobre outras pistas, não sobre o córrego somente, esperteza.

  3. Bruno disse:

    Para os gringos aqui que vive na Suécia tudo é ruim, tudo é uma vergonha, desde a duplicacao do viaduto vista verde e kanebo, via norte,oeste, anel viário então nem se fala, os prefeitos eram loucos, foi a pior obra feita em São José, agora a vidraça é uma ponte, via cambui e rotatória do gás. Nada está bom para esses gringos. Fiquem onde estão e nos deixe aqui em paz.

  4. Vera Andrade disse:

    Não precisava gastar com o estudo… Inúmeros leigos como eu já haviam previstos que essa obra foi mal projetada sendo que a ajuda dela para escoar o trânsito seria mínima e saturaria em breve, basta hoje observar nos horários de pico quantos carros estão sob a ponte e quantos estão sobre a ponte!!!!!
    Esse recurso poderia estar na saúde, educação e principalmente na segurança Joseense!!!!!!

  5. Marco disse:

    Te taram fazer essa ponte só para parecer cidade grande. Qzeram fazer para postal somente.

  6. NESTOR NOGUEIRA DE ALBUQUERQUE disse:

    Cinco anos é apenas um, no máximo dois mandatos do mesmo Prefeito.
    Óbvio que não foi pensada para a comunidade, que (teoricamente) é eterna…

  7. Dóris disse:

    Só espero que ess3 prefeito não seja reeleito…por N motivos….dois deles essa Ponte que mal se vê um ou dois carros passando nela ….e o corte dos cobradores….pra mim é se depender de mim…esse prefeito sai… .essa Ponte e o acabamento dos cobradores são coisas que renderam muito dim dim a esse prefeito….

  8. Michel disse:

    Só resta rir!!!

  9. Antonio disse:

    o prefeito anterior fez alguma coisa em 4 anos?

  10. Erik disse:

    Poxa vida, gente. Eu não imagino como uma melhoria semafórica poderia ser feita considerando que há um grande fluxo de carros nos 4 sentidos da rotatório do colinas. E ainda temos que considerar que em pelo menos 2 lados (talvez 3) também há um grande fluxo de pedestres principalmente entre o shopping e o mercado.
    O fluxo de carros que mesmo sem passar pelas pontes, também é beneficiado por reduzir o fluxo de carros que ficam parados nos semáforos.
    Foi sim um gasto alto, mas também foram altos os gastos viários mencionados pelo colega acima, além da via oeste, via norte, entre outras.
    Depois que nos acostumarmos com essa via, daí o benefício poderia ser medido.

  11. José disse:

    A UFABC é um notório antro PeTista. Portanto, a conclusão deste estudo é suspeita. Poderia o MP liberar os dados que forneceram à UFABC e poderiam liberar o estudo completo?
    Historicamente, o MP tem um viés esquerdista e sempre ataca as iniciativas de prefeitos que fazem oposição ao PT.
    Assim, com tantas instituições que poderiam avaliar o trânsito de SJC, qual a motivação do MP para escolher justamente a UFABC?

  12. José Maria Paranhos disse:

    Deve ser a mesma perícia do promotor de justiça que disse à época que o anel viário era um “erro” e não deveria ter sido construído, e na Heitor Vila Lobos não deveria-se ter autorizado 20 anos atrás construção de prédios porque em alguns anos o trânsito seria inviável…
    Na cabeça de gente retrógrada o progresso não entra, não adianta.

  13. Georges Christian Costaridis disse:

    Uma obra desse quilate que liga nada a lugar nenhum… todo o trânsito pesado se dá da Cassiano para a São João e na transversal, na Jorge Zarur. A lógica seria facilitar o tráfego justamente de tudo que passa embaixo do elefante branco mas priorizou 2 alças que ora se vê uns 2 carros por minuto utilizando-as e todo mundo embolado embaixo. Quem será o especialista em transporte público que teve essa brilhante solução?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *