De olho na concessão privada, aeroporto de São José passa a ser gerido pela prefeitura

Convênio com a Infraero tem duração de 35 anos e o objetivo é alavancar o subutilizado aeroporto por meio de voos comerciais e executivos, movimentação de cargas e operadoras de e-commerce. “É um momento histórico para a cidade”, resume o prefeito, Felicio Ramuth

Foto: Life (Felicio Ramuth entre o secretário municipal, Mano, e o deputado federal, Eduardo Cury)

Com uma das melhores pistas do país e reformado recentemente, o aeroporto de São José dos Campos passa a ser gerido pela prefeitura municipal. O convênio com o Ministério da Infraestrutura, que abrange a Infraero, possui validade de 35 anos. O objetivo é fazer a concessão com a iniciativa privada para que o aeroporto joseense, praticamente subutilizado ao longo do desenvolvimento econômico da região, possa decolar de vez por meio de novos voos comerciais e executivos, movimentação de cargas e operadoras de e-commerce. O anúncio oficial foi feito nesta quarta (2) pelo prefeito Felicio Ramuth, acompanhado do secretário municipal de Inovação e Desenvolvimento Econômico, Alberto Mano Marques, e do deputado federal, Eduardo Cury.

“É um sonho antigo que agora se torna realidade. Trata-se de um momento histórico para a cidade. Temos totais condições de alavancar diversos nichos de negócio conforme a nossa realidade e a demanda do mercado. Antes era mais complicado, já que a Infraero administra muitos aeroportos. Mas, agora, todos os trâmites serão mais simplificados por meio da iniciativa privada”, afirmou o prefeito, Felicio Ramuth. O secretário Mano fez questão de destacar as várias possibilidades de utilização do aeroporto de São José dos Campos.

“Agora o aeroporto cumprirá sua função regional. Teremos uma oportunidade enorme com o país se restabelecendo economicamente. Poderemos ter diversos voos regionais e até internacionais. Isso tudo está sendo desenhado com muito cuidado e estudo da demando do mercado. Também temos as grandes operadoras de e-commerce, o turismo religioso, o litoral norte, sul de Minas e o sul Fluminense. São inúmeras possibilidades de negócio. Isso nas mãos do município fica muito mais fácil. Já tivemos doze empresas interessadas no aeroporto”, enfatizou.

Principal responsável pelo elo com Brasília, Cury fez questão de agradecer o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. “Não foi fácil, mas conseguimos o aval do ministério. Nos governos anteriores a questão era muito dividida. Agora, com militares (Tarcísio é militar da reserva brasileiro) na pasta, a questão ficou mais direta. É um marco para o desenvolvimento de São José dos Campos”, relatou o deputado federal com exclusividade à Life.

Conforme o contrato, assinado em 30 de novembro, a Infraero deve ficar à frente do espaço até 31 de dezembro de 2021, mas pode sair antes caso a concessão ocorra previamente ao período.

Entrevistas em vídeo

Veja a entrevistas em vídeo com o prefeito Felicio Ramuth, o secretário Alberto Mano e o deputado federal, Eduardo Cury.

Aeroporto

O Aeroporto iniciou a operação na década de 1940, com a inauguração do Aeroclube. Somente em 1996 ele passou a ser administrado pela Infraero. Em 2004, o aeroporto foi batizado de “Professor Urbano Ernesto Stumpf”, um coronel-aviador gaúcho que atuou no ITA. Em 2014, o aeroporto passou por uma reforma, com a ampliação do terminal de passageiros, que passou a ter 5.902m2. A capacidade de atendimento passou a ser de 600 mil passageiros por ano.

 

LIFE | cotidiano - Publicado 16:37 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *