Banco é condenado a indenizar cliente vítima de golpe do WhatsApp

Correntista logo informou o ocorrido, mas instituição não agiu.

Foto rede social

A 45ª Vara Cível Central da Capital Paulista condenou um banco a pagar indenização por danos morais, fixada em R$ 5 mil, a cliente que sofreu golpe da clonagem do WhatsApp. A instituição também deverá restituir o valor indevidamente retirado da conta.
Consta nos autos que uma amiga da autora da ação teve seu WhatsApp clonado e um estelionatário, se passando pela amiga, pediu para que a vítima depositasse aproximadamente R$ 3 mil em sua conta. Apenas três minutos após o depósito, a correntista percebeu que se tratava de um golpe e entrou em contato com o banco pedindo o estorno do valor. Entretanto, o pedido foi ignorado.
Segundo o juiz Guilherme Ferreira da Cruz, a própria instituição financeira arguiu que se trata de um golpe comum. Ou seja, afirmou o magistrado, os consumidores possuem a legítima expectativa de “terem à sua disposição mecanismos aptos a agir eficazmente para impedir ou, no mínimo, minimizar as consequências lesivas dessa fraude já tão conhecida do sistema financeiro nacional”.
O juiz destacou a “inação do banco diante da prática de conhecida fraude”, já que em seu entender não é razoável que uma instituição do porte do réu não consiga agir para atender reclamação feita três minutos após o golpe. Assim, “caracteriza-se o ato ilícito diante da ofensa danosa à esfera de dignidade e aos direitos básicos da consumidora, a quem o Estado deve defender, reprimindo todos os abusos praticados no mercado, tanto que, a partir da consagração do direito subjetivo constitucional à dignidade, o dano moral deve ser entendido como sua mera violação”, afirmou Guilherme Ferreira da Cruz. “O dever de indenizar decorre – de modo imediato – da quebra da confiança e da justa expectativa da consumidora, vítima direta do conhecido estelionato”, completou.
Cabe recurso de decisão.
A Life postou este caso, que foi na capital, pois temos centenas de leitores que já caíram neste golpe em São José. Não deposite nada para nenhum amigo ou familiares que fizerem pedidos por whatsapp, sem antes ligar para pessoa e confirmar o pedido.

LIFE | cotidiano - Publicado 08:02 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube:
Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

3 thoughts on “Banco é condenado a indenizar cliente vítima de golpe do WhatsApp

  1. Georges C. Costaridis disse:

    Vc recebe um whats pedindo 3 mil de ajuda e nem liga para a pessoa para saber se é isso mesmo? Aí vai lá , deposita os 3 mil e acha que o banco tem bola de cristal para saber que é caso de golpe? Que justiça maluca.

  2. Ismael de Almeida Neto disse:

    Sinceramente um amigo que não sabe os dados de outro amigo como pode depositar assim?
    Hoje em dia com o pix, digita a chave e aparece todos os dados do beneficiado.
    Acho que foi um golpe sobre outro golpe.. kkkkk

  3. Boris disse:

    Essa é uma prática muito comum dos estelionatários.
    Uma vez meu amigo Bruno oficial falou que estava com dívidas e pediu para que eu aplicasse tudo em sua poupança. Não pensei duas vezes e fiz isso com todo gosto e estima que tenho por ele.
    A nossa sorte é que não se tratava de golpe, tanto é que vez ou outra ele pede que eu repita a operação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *