Arma utilizada por adolescente para matar amiga pertencia ao tio, agente penitenciário

Arma tinha registro e estava em situação regular; caso chocou o país

Foto: Arma que teria sido utilizada no crime / Divulgação Polícia Civil

O crime que chocou o Brasil foi cometido com uma arma regular, que pertence a um agente penitenciário de 57 anos, que mora em Taubaté, palco da tragédia onde uma menina de 12 anos assassinou com tiro na nuca a amiga, de 13 anos. As informações constam no Boletim de Ocorrência do crime, que ocorreu na manhã de terça (27).

A Polícia Civil segue investigando como a adolescente teve acesso a arma.Existe a possibilidade do agente penitenciário  responder criminalmente, caso seja provado que houve negligência ou imprudência por parte dele.

A SSP informou que a investigação está em andamento e que mais informações não podem ser divulgadas, para não atrapalhar o trabalho policial.

LIFE | cotidiano - Publicado 00:13 | - Redação

Compartilhe a Life Informa:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube: Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

4 thoughts on “Arma utilizada por adolescente para matar amiga pertencia ao tio, agente penitenciário

  1. Raquel disse:

    Amiga? Nunca deve ter sido amiga. Quem é amigo não mata.

  2. José+Moraes disse:

    Negligência geral. Tio que não cuida de sua arma, pai e mãe da assassina que não tinha ideia do que sua filha foi capaz e familiares da vítima, que permitiu a entrada da “suposta amiga” sem outro adulto, ou responsável em casa.
    Ou seja, cenário típico para uma tragédia.

  3. Rubens Filho disse:

    Quem tem posse e porte de arma é responsável por ela. Se ela é usada para qualquer fim e nisto resulta em um crime tem que ser responsabilizado severamente. Utopia brasileira, claro!
    O que espera de um país em que “pode” dirigir embriagado, atropelar e matar pessoas e basta uma simples multa, cesta básica e serviços sociais como máxima punição.

  4. Rubens Filho disse:

    Se for para se desculpar depois é melhor não fazer mer.da antes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.