Aquarius Life: prefeito faz balanço da gestão e ouve reivindicações em ‘Olho no olho’ com moradores do bairro

ABA e Aceja representaram o Jardim Aquarius e fizeram solicitações diretamente a Felicio, secretários municipais e vereadores; encontro no hotel Mondrian durou 3 horas e meia

Foto Life

Umas das principais ações populares do prefeito Felicio Ramuth foi realizada no Jardim Aquarius na noite de quarta-feira (30). Batizado de “Olho no olho” o projeto consiste em reuniões do chefe do executivo com moradores e entidades para fazer prestação de contas, balanço da gestão e recolher sugestões. O encontro foi organizado pela Aceja (Associação dos Repr. Legais dos Edifícios e Empresas do Aquarius e Região), contou com apoio da ABA (Amigos do Bairro Aquarius) e foi realizado no hotel Mondrian – localizado na rua Aruanã.

Cerca de 50 moradores lotaram o auditório e primeiramente escutaram o prefeito por quase três horas. Ele começou sua explanação destacando a situação em que herdou a prefeitura da gestão petista de Carlinhos Almeida. “Assumimos com mais de R$ 300 milhões em dívidas. Enxugamos secretarias (de 23 para 14), reduzimos orçamentos e com foco nos quatro eixos da nossa gestão: inovar, simplificar, compartilhar recursos e se manter aberto à população, com a devida transparência dos trabalhos, conseguimos colocar a casa em ordem. A cidade hoje não deve nada, nem um centavo! Nossos pagamentos são feitos rigorosamente em dia. E como todo bom pagador conseguimos descontos”, enfatizou.

Felicio mencionou os avanços alcançados nas áreas da saúde (UBS Resolve), educação (reforma e construção de escolas e creches), social, segurança e mobilidade. “Hoje são feitas 10 mil consultas por dia pelo SUS. 60% da população de São José utiliza este sistema, mas temos 1 milhão e 400 mil cartões do SUS, já que muita gente vem de outras cidades para se consultar aqui. Vamos fazer um pente fino e priorizar as pessoas que moram em São José. Sobre a educação prometo zerar a fila das creches até 2020”, comentou.

O prefeito abordou também grandes obras e projetos como o prolongamento da Via Oeste – que já foi feito – e a troca da iluminação de toda a cidade por lâmpadas de LED – ação que está em pleno andamento. “A própria economia na conta proporcionada pela tecnologia LED vai bancar a substituição das lâmpadas por todo o município”, afirmou. Também estiveram presentes no “Olho no olho” do Jardim Aquarius os secretários de Mobilidade Urbana, Paulo Guimarães, Urbanismo e Sustentabilidade, Marcelo Manara e de Apoio Jurídico, Melissa Pulice – além do presidente da Urbam, José Nabuco, e dos vereadores Calasans Camargo e José Dimas.

Ponte estaiada e Via Cambuí garantidas até o final deste ano
Felicio garantiu que tanto a ponte Estaiada – na rotatória do Colinas – como a Via Cambuí, maior obra viária da cidade, ambas vitrines da sua gestão, estarão finalizadas até o dia 31 de dezembro de 2019.

Arena para o final de 2020
Retomada após anos de imbróglio, a construção da Arena Municipal de Esportes, no Jardim das Indústrias, terminará em dezembro de 2020. “O cronograma está em dia. Trata-se de um investimento de R$ 40 milhões. A cidade terá um ginásio moderno”, disse.

Verticalização do Terreno das Vaquinhas
Questionado pelo conselheiro da ABA, Arlindo Regis, sobre as faltas de estrutura e estudos referentes ao novo bairro que surgirá no Terreno das Vaquinhas, o prefeito justificou o zoneamento escolhido para o local utilizando como base o próprio Jardim Aquarius. As argumentações da prefeitura foram dadas em primeira mão pela Life na edição de julho da revista Aquarius Life.

“Utilizamos como modelo o projeto feito pelo professor Arlindo (Régis) e mantemos a enorme praça que terá o dobro das dimensões da Ulisses Guimarães. Os recuos entre os prédios serão maiores do que os existentes no Aquarius. Ruas e avenidas mais largas. Terrenos maiores. Teremos fachadas ativas. Será um novo Aquarius sem os defeitos do atual bairro. Todos o que se instalarem no terreno terão que fazer os devidos estudos de impactos de vizinhança e as contrapartidas. Este adensamento faz parte da nossa política de criar centralidades. Mais para frente devem ocorrer a duplicação da avenida Cassiano Ricardo e o alargamento total da Via Oeste”, relatou

Segurança
Atravessando o melhor período no que dispõe sobre índices criminais desde 2002, São José dos Campos possui índice de homicídios de 5 por 100 mil habitantes – número melhor do que cidades como Curitiba e Florianópolis. A segurança será reforçada com a implantação de mil novas câmeras.

“O processo de licitação está em fase final. As câmeras farão leitura das placas de automóveis e até reconhecimento facial. Todo o sistema estará interligado com as polícias Civil e Militar”, contou o prefeito. Segundo ele a zona oeste possui 94 câmeras, sendo 8 no Aquarius. “Todo o perímetro do bairro é vigiado”, revelou

Mobilidade
O secretário Paulo Guimarães enfatizou a implantação da Zona Azul no bairro e os novos modais de transporte. “Serão 390 vagas e 7 parquímetros. Vale destacar também o grande número de viagens de bicicletas e patinetes compartilhados, além dos aplicativos de transporte. Para se ter uma ideia Uber e 99 têm faturado R$ 14 milhões ao mês, sendo que as empresas que operam no transporte coletivo faturam R$ 15 milhões”, frisou.

Osvaldo Lecques
Conselheiros da ABA solicitaram a readequação das faixas de pedestres e a exclusão dos tachões que foram colocados recentemente na rua. “Não há espaço para sair dos prédios sem passar pelos tachões. Foi uma tentativa de melhoria que não deu certo. A prefeitura precisa rever as condições de tráfego da rua Osvaldo Lecques”, disse um morador. O secretário Paulo Guimarães ficou de averiguar a solicitação.

José Pulga
Uma faixa de pedestre foi pedida na rua José Pulga, em frente ao edifício Sport Tower. Moradores relataram que enfrentam dificuldade tanto para sair com os carros da garagem devido à alta velocidade dos outros motoristas como para atravessar a via. Paulo Guimarães ficou de averiguar o pedido.


Ofício da ABA
Após o evento conselheiros da ABA entregaram – nas mãos do prefeito – um ofício solicitando prioridade em quaro tópicos:  controle de adensamento e realização de estudos de impacto no Terreno das Vaquinhas, fortalecimento nas rondas da Guarda Civil Municipal e novas câmeras em praças, colocação de radar ou travessia elevada na rua Osvaldo Lecques e soluções para o tráfego no sentido da rotatória do Colinas.

Outras obras de grande impacto

Nova ligação entre as avenidas Evangélicos e Salinas (previsão de término em maio de 2020)

Rotatória do Gás na zona leste (previsão de término em agosto de 2020)

Linha Verde (obra de mobilidade que se inicia pela zona sul em fevereiro de 2020)

Membros da ACEJA (Associação dos Repr. Legais dos Edifícios e Empresas do Aquarius e Região)

 

LIFE | aquarius-life - Publicado 20:10 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

3 thoughts on “Aquarius Life: prefeito faz balanço da gestão e ouve reivindicações em ‘Olho no olho’ com moradores do bairro

  1. Luis disse:

    O Prefeito Felicio mentiu tantas vezes sobre a tal dívida de 300 milhões que agora nem liga mais de continuar mentindo, confiante de que já virou verdade. Mas seu secretário da Fazenda o desmente. Confira: http://www.ovale.com.br/_templates/materia/mobile.php?materia=/_conteudo/2017/07/politica/11352-apos-rever-calculo-governo-de-sao-jose-esperar-zerar-deficit-ate-o-fim-de-julho.html

  2. julio torres disse:

    Muito boa ideia de levar o prefeito ao nosso bairro, pena que não foi muito bem divulgada para os moradores, eu não sabia, e teria ido com certeza se soubesse.
    A sociedade de amigos do bairro precisa ser mais visível aos moradores.

  3. Georges Christian Costaridis disse:

    Ponte Estaiada: ligando a saída da casa do prefeito ao mundo, sem trânsito! Verticalização do terreno das vaquinhas? Sob o mote de “trazer mais desenvolvimento” foi no mais fácil: especulação imobiliária gerando mais uma baita soma de IPTUs para o cofrinho! Quem quer fazer desenvolvimento atua em regiões periféricas! Os defeitos do atual bairro é única e exclusivamente responsabilidade de vocês, que permitiram entupi-lo com prédios para todo, lado pois é uma bela soma para ajudar a gerar caixa para os salários, mesmo quando a gente pedia que parassem.Quantas novas indústrias de peso vieram? Quantos empregos na indústria foram gerados? Pintar faixa e cortar grama eu também sei mandar fazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *