Adaptação na escola sem estresse

Seu filho foi para a escola sem choro na primeira semana e depois veio a crise do “não quero ficar” e a choradeira na hora de sair de casa?
Temos algumas dicas para ajudar a retomada da rotina feliz de quem deixa o filho sorrindo na escola e pode seguir sem remorso para o trabalho.

Por Roberta Bento
O que pode ter mudado então a predisposição da criança ir e ficar na escola?
A novidade passou! A descoberta do prédio, o encontro com novos amiguinhos, a alegria da mochila e da lancheira nova, a sensação de vestir o uniforme e posar para as fotos que foram enviadas para a vovó e titios, tudo isso, passou. Diante da novidade toda, aquelas horas na escola que antes passavam voando, até pela falta de experiência de quanto tempo levaria para voltar para casa, já não é mais realidade. Agora a criança tem noção de que vai ficar uma boa parte do dia fora de casa.
Deixar um filho na creche, levar o outro para a escola passa a ser tão automático que a criança começa a desconfiar de que talvez os pais estejam curtindo muito o tempo sem ela. O inverso também é verdadeiro: se o assunto antes de sair de casa para a escola é somente trabalho, será que a criança será esquecida enquanto ficar por lá?

Vamos então às dicas para retomar aquela sensação deliciosa de poder deixar o filho sorrindo na escola e poder chegar ao trabalho sem deixar a alma no caminho até a empresa!
– Prepare na noite anterior tudo o que puder deixar adiantado para ter mais tempo com atenção dedicada para aquela preparação de quem vai para uma aventura deliciosa.
– Quer confirmar se o problema é na escola? Reserve uma hora com atenção total ao seu filho e sugira brincar de escolinha. Você é o aluno. Ele faz o papel da professora. Deixe que ele guie a aula. Chore e peça para ir embora para casa. A maneira como seu filho responderá, dirá a você tanto o que acontece na escola como também o sentimento que ele tem quando está na aula. É aqui o ponto em que você reencontrará sua paz: geralmente a explicação deles para consolar os pais, que estão neste momento no papel de alunos, fica sempre entre o comovente e uma maturidade que você jamais imaginou que seu filho tivesse.
– Caso você tenha voltado com seu filho para casa depois de uma crise de “não vou entrar na escola”, o dia não pode ser um paraíso de diversão. Nada de TV, vídeo game ou parquinho. Deixe que a criança encontre o que fazer e sozinha perceba que pode ser um tédio ficar em casa ao invés de estar na escola com os amiguinhos.
– E, por último, mas que deve ficar como número 1 na sua lista: nunca, em hipótese alguma, demonstre sofrimento no momento de deixar seu filho na escola. Chorar junto, voltar para buscar se remoendo e tentando se desculpar, só reforça a ideia de que ele não deve ficar na escola!

veja mais: www.soseducacao.com.br

LIFE | educacao - Publicado 08:03 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *