Você está satisfeito com o trânsito de SJC?

Participe das oficinas de mobilidade urbana promovidas pela prefeitura; objetivo é reunir o poder público e a sociedade civil para discutir quais políticas podem ser adotadas para vencer os desafios atuais!

Nos dias 2, 3, 4 e 6 de dezembro a Prefeitura de São José dos Campos convida os moradores para avaliarem o cenário atual da mobilidade urbana no município e discutir soluções e alternativas para os próximos anos. Nessas datas serão realizadas as oficinas para a elaboração do Plano de Mobilidade Urbana.
O objetivo dos encontros é reunir o poder público e sociedade civil para que se discuta quais políticas podem ser adotadas para vencer os desafios atuais de mobilidade. As oficinas acontecem uma semana após as discussões sobre a Lei de Zoneamento. As audiências públicas pretendem mobilizar a população para o debate sobre o desenvolvimento de São José e para recolher sugestões dos moradores sobre qual o modelo de cidade que se deseja para o futuro.
Na região central as oficinas serão realizadas no dia 3/12 a partir das 18h30 no Sesc e no dia 6/12 a partir das 9h no Vicentina Aranha.

Obras no centro garantem mais segurança
A Avenida São José, no trecho ao lado da Igreja Matriz, na região central da cidade, está passando por obras para alargamento do passeio. O canteiro central terá uma expansão de cinco metros e a calçada, de um metro. A área também passará a contar com rampas de acessibilidade com piso tátil. A mudança visa ampliar o espaço e oferecer mais segurança para a circulação do pedestre. A obra faz parte das ações que estão sendo desenvolvidas na cidade para reforçar o respeito e proteção ao pedestre, com o objetivo de diminuir o número de acidentes e atropelamentos na cidade.

Campanha de proteção ao pedestre tem ação de reforço nas travessias
A Prefeitura começou uma nova etapa da campanha que destaca a importância do respeito dos motoristas com os pedestres. Após a fase inicial de conscientização sobre a travessia preferencial do pedestre nas faixas, agora estão sendo realizadas operações “Pare e Siga” nas travessias em que não há semáforos para pedestres na região central da cidade. A ação antecede a etapa em que haverá o reforço da fiscalização, que deverá acontecer em dezembro.
O monitoramento é realizado atualmente, mas será intensificado para coibir abusos e dar mais segurança à população. Nessa nova etapa da operação “Pare e Siga”, agentes de trânsito auxiliam motoristas e pedestres no exercício da preferência. Quando houver alguém sinalizando que deseja atravessar a via, os veículos serão parados, fazendo com que o motorista exercite o respeito à faixa. Os pedestres serão lembrados de utilizar sempre a faixa, sinalizar ao condutor, ter certeza de que foram vistos pelo condutor e somente atravessar depois que o veículo parar.
O condutor que não respeitar o direito do pedestre na faixa de travessia incorre em infração gravíssima com multa de R$ 191,54 e perda de sete pontos na carteira, de acordo com o artigo 214, incisos I, II e III, do Código de Trânsito Brasileiro.

Acidentes neste ano aumentam em comparação a 2013!
Maioria dos registros se refere a colisões

O trânsito joseense apresenta um ligeiro aumento nos acidentes neste ano em comparação a 2013. Nos seis primeiros meses de 2014 foram registrados 1.031 acidentes. Deste total, os atropelamentos foram 157, ocupando a terceira posição no balanço das ocorrências. A maioria dos registros de acidentes se refere a colisões: as transversais foram 209 e as laterais, 183. Já no primeiro semestre de 2013 foram 968 acidentes. Os atropelamentos estavam em segundo lugar com 178 ocorrências, precedidos das colisões laterais, com 255 registros.
Considerando os 36 acidentes com mortes ocorridos neste ano, em nove deles as vítimas eram pedestres – mesmo número registrado em 2013, quando ocorreram 24 acidentes com 9 óbitos.

Motociclistas são alvo de campanhas

Se os pedestres têm a preferência, garantida pela Lei de Mobilidade, os motociclistas são alvo de campanhas e ações devido ao número de acidentes com motos. Nos seis primeiros meses deste ano, do total de 1.237 vítimas, 608 eram motociclistas. Em 2013, esse número foi de 552, em um universo de 1.162 vítimas de acidentes.
Dos 36 acidentes fatais desse primeiro semestre, em 15 as vítimas eram motociclistas. No ano passado, foram 24 acidentes, e em sete deles o principal grupo de risco era o de motociclistas. Entre as causas associadas aos acidentes com motocicletas estão: falta de habilitação, embriaguez ou pouca experiência na direção.
Para mudar esse quadro e reduzir os índices, são realizadas blitze educativas, palestras em empresas, universidades e centros de formação e operações do programa Lei Seca. Além dessas ações permanentes, a Prefeitura tem realizado operações de fiscalização, em parceria com a Polícia Militar.

 

LIFE | destaques - Publicado 14:17 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Baixe nosso aplicativo para facilitar ainda mais o seu acesso.

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *