Virada do Sesi-SP sobre o Rio


Ponteiro faz 26 pontos e, com vitória por 3 a 2, time paulista chega aos 32 pontos e fica a três do time carioca na classificação da Superliga

O clássico entre Rio de Janeiro e Sesi-SP promoveu o encontro entre sete vice-campeões olímpicos em Londres 2012 e dos dois únicos brasileiros campeões da Superliga masculina como técnico e jogador. No entanto, quem roubou a cena e incendiou o jogo no Maracanãzinho foi o temperamental Lorena. Provocado e provocando a torcida que lotou o ginásio com 8.200 pessoas, o jogador do Sesi-SP anotou 26 pontos, foi o maior pontuador da partida e se mostrou decisivo na reação paulistana, após o time estar perdendo por 2 sets a 0. No fim, o Sesi-SP acabou com a invencibilidade do Rio de Janeiro dentro de casa ao vencer por 3 a 2 (21/25, 22/25, 25/20, 26/24 e 15/12) e diminuir a diferença para os cariocas na tabela de classificação para apenas três pontos (35 a 32). O Rio, por sua vez, pode ainda perder a liderança para o Cruzeiro, que enfrenta o Pindamonhangaba neste domingo.

As duas equipes voltam à quadra na próxima quinta-feira pela 5ª rodada da Superliga. Tanto Rio de Janeiro quanto Sesi-SP terão partidas complicadas pela frente. Enquanto o time de Bruninho e Dante vai até Araçatuba enfrentar o Vôlei Futuro, do levantador Ricardinho, às 21h, o Sesi-SP recebe o vice-líder Cruzeiro, às 18h, no ginásio da Vila Leopoldina, na capital paulista.

– Foi uma partida difícil e equilibrada. Eles marcaram bem a nossa saída de jogo no terceiro e no quarto sets. Deixamos a equipes deles crescer na partida e perdemos um pouco a concentração em alguns momentos. Sabíamos que o jogo iria ser dessa forma – lamentou Bruninho, levantador do Rio de Janeiro.

O jogo

Como todo clássico, o jogo começou quente e com muitos erros de saque dos dois lados. Mais regular no ataque, o Sesi-SP largou na frente e liderou a parcial até a primeira parada técnica, com uma pequena vantagem de 8 a 6. Na volta, o Rio de Janeiro reagiu, engrenou uma sequência de pontos, virou para 12 a 9 e não perdeu mais o controle da parcial. Sem cometer erros, os donos da casa praticamente não desperdiçaram mais os ataques e venceram o primeiro set por 25 a 21, em 29 minutos.

O segundo set começou parecido com o primeiro. Só que desta vez quem comandou o placar até a primeira parada técnica foi o Rio. A vantagem de 8 a 7 definia bem o equilíbrio do confronto. No entanto, novamente, o time carioca voltou melhor e conseguiu abriu uma vantagem confortável de quatro pontos (16 a 12).

O prejuízo no marcador obrigou Giovane a mexer na equipe. O treinador trocou o levantador Thiaguinho e o ponteiro Cleber por Everaldo e Ary, respectivamente. As mudanças surtiram efeito e a diferença carioca que chegou a ser de cinco pontos caiu para apenas um (19 a 18). O time paulista chegou a ter duas oportunidades de empatar a partida, mas desperdiçou dois contra-ataques e pagou caro por isso. Sem cometer erros na reta final do set e com Thiago Alves inspirado, o Rio fez 25 a 22, em 28 minutos, e aumentou a vantagem para 2 a 0.

Lorena comanda a virada paulista

Apesar da derrota, Giovane manteve as alterações e voltou para o tudo ou nada com o mesmo time que terminou a parcial anterior. A decisão do treinador foi acertada. Com um volume de jogo maior, e se aproveitando do relaxamento natural dos donos da casa, o Sesi-SP abriu 15 a 10. Foi a vez de Marcelo Fronckowiak usar o seu banco e fazer a inversão do 5 em 1, colocando Guilherme e Théo nos lugares de Bruninho e Paulo Victor. As mexidas deram certo, e a diferença caiu para apenas dois pontos antes da segunda parada técnica (16 a 14). Mas a reação parou por aí. Liderado pelo oposto Lorena, que acordou os torcedores do time paulista e incendiou o Maracanãzinho, o Sesi-SP fez 25 a 20, novamente em 29 minutos. Provocado pela torcida local, o ponteiro comemorava cada ponto com a intensidade de um título.

Embalado pela vitória na parcial anterior, os paulistas entraram com tudo no quarto set. Liderado pelo jovem ponteiro Ary, de apenas 21 anos, o Sesi-SP fez 4 a 2 e deu a impressão de que dominaria o set. Até que Lucão foi para o saque e por lá ficou. Foram quatro pontos consecutivos, entre eles dois aces do central da seleção brasileira. A diferença de três pontos, porém, desapareceu que nem poeira e o Sesi-SP virou o marcador novamente. Mas como num jogo de gato e rato, o Rio deu o troco e deixou tudo igual.

Era difícil arriscar um palpite. O set se arrastou até os momentos decisivos com as duas equipes se alternando na liderança. Até que Murilo e Lorena resolveram fazer a diferença. O primeiro chamou a responsabilidade para ele e não errou mais, e o segundo marcou os três últimos pontos da vitória do Sesi-SP por 26 a 24, em 33 minutos. Lorena não só pontuou, como vibrou muito depois de cada bola virada e pediu o apoio da arquibancada – composta em sua grande maioria pela torcida rival.

O tieb-break começou quente. Com as duas equipes muito modificadas em relação aos times que começaram a partida, o marcador seguiu empatado até o oitavo ponto, quando o Rio fez dois pontos seguidos, abriu uma folga de dois pontinhos e parecia que manteria a invencibilidade em casa. Mas numa reação fantástica, os visitantes fizeram 15 a 12 e estragaram a festa do grande público que encheu o Maracanãzinho.

 


LIFE | esportes - Publicado 19:39 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube:
Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *