Suicídio: tirando o tema do escuro

Embora ainda seja um tema sobre o qual a maioria das pessoas não se sente confortável em abordar, pesquisas recentes apontam que o interesse na busca de informações sobre o assunto tem sido crescente. Nos últimos dois meses, a discussão tornou-se ainda mais ampla, após o grande volume de debates e reflexões em torno do jogo da “Baleia Azul” e também de “13 Reasons Why” (que no momento é a série mais popular exibida pela NETFLIX).

Foto: Pixel

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), quase um milhão de pessoas morrem, por ano, em decorrência de suicídio. O que torna a questão um grande problema de saúde pública.

Com um número tão alarmante, quem trabalha na área da saúde mental tem a delicada e complexa tarefa de determinar a melhor conduta de tratamento para cada caso.

O fato é que não há uma “fórmula secreta” para demover alguém do pensamento suicida. Se houvesse, facilitaria muito a vida de todos os profissionais envolvidos.  No entanto, ainda que falte um “recurso mágico”, existem avanços importantes na área médica e várias ferramentas terapêuticas eficazes para fornecer um tratamento acolhedor e especializado.

Tudo se inicia com um bom vínculo entre o cliente (paciente) e o profissional (psiquiatra/psicólogo). O objetivo inicial da aliança terapêutica é tratar o sofrimento e gerar, gradualmente, uma renovação e valorização da ideia de estar vivo. Isto sempre envolve um pacto de confiança à favor da vida. Cabe ressaltar que em todos os momentos e em todas as linhas de tratamento, o “bálsamo” é sempre o mesmo: o apoio e o carinho da família e dos amigos.

Muitos já devem ter ouvido a definição de que o suicídio é uma “solução permanente para um problema temporário”. Mas o que quase ninguém sabe ou diz, é que uma situação de emergência pode ser também uma excelente oportunidade para elevar o nível do crescimento e funcionamento psíquico. Ressignificar a dor é um dos mais belos passos que o ser humano pode dar.

É importante que possamos refletir sobre essas questões apontadas, afim de ter recursos que possam orientar onde houver situações de risco. Por fim, vale sempre a pena frisar, que a vida é muito bela e grandiosa para acabar por causa de uma crise. Seja ela qual for!

Andréa M L Sandoval
CRP51482-6
Contato: 3029-3568

LIFE | saude - Publicado 15:42 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

8 thoughts on “Suicídio: tirando o tema do escuro

  1. Ana Cristina Penteado Lopes Kfouri Trazzi disse:

    Excelente Andrea. Parabéns.

    • Andrea disse:

      Muito obrigada, Ana Cristina. Seu elogio significa muito pra mim.

      • Andrea disse:

        Muito obrigada!!!!

  2. Tania peixoto disse:

    Excelente texto andrea. Parabéns

    • Andrea disse:

      Obrigada, Tania!

  3. Clinger Gagliardi disse:

    …”o apoio e o carinho da família e dos amigos.”
    Perfeito. Porém acrescentaria a necessária e bem aplicada transmissão, ao “candidato ao suicídio”, da informação de que ele é importante e necessário aos que “ficarão”! Conferindo-lhe valor pessoal.

    • Andrea disse:

      Ótima colocação!

  4. Tânia Cristina Barbosa disse:

    Ótima Reflexão! Parabéns Andréa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *