Soou o alarme. E agora?

Incêndio é um dos principais temores em edifícios. Mas será que os prédios, moradores e trabalhadores estão preparados para agir em uma situação de emergência? Conheça soluções que salvam vidas e resguardam patrimônios

aquarius-life-76-seu-condominio-esta-preparado-para-um-incendio-01

Apesar da tecnologia dos tempos atuais, riscos de incêndio ainda são um dos principais temores de moradores e trabalhadores de grandes edifícios. Por não ser uma tarefa das mais simples, muitos prédios não estão preparados e devidamente regularizados junto aos órgãos competentes para minimizar uma eventual situação de emergência.
Notícias de incêndios em prédios não são raras e podem acontecer a qualquer momento, já que o fator “falha humana” tem papel fundamental neste processo. Vale ressaltar que o investimento em prevenção pode poupar vidas – que são o bem mais precioso – e preservar patrimônios. “A formação da brigada de incêndio é o mais importante dentro de um condomínio, seja residencial ou comercial. Mas também é difícil, já que muitas pessoas não se interessam”, afirma o bombeiro civil e diretor proprietário da Migotto Processos e Documentação, Cristiano Migotto.
Segundo ele é imprescindível a realização de simulações de incêndio. ”É extremamente necessário. Em muitos casos as próprias brigadas controlam o incêndio. O Corpo de Bombeiros vai apenas para registrar a ocorrência”, complementa. O número de integrantes necessários varia em cada edifício de acordo com a instrução técnica número 17 do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de SP.
“Há um cálculo da população da brigada de incêndio que precisa ser formada. Depende do grau de risco de cada local”, conta, antes de exemplificar a diferença entre a formação da brigada em prédio residencial e comercial. “O comercial é mais trabalhoso, já que uma pessoa que trabalha de manhã não permanece à noite no prédio. Já nos residenciais as pessoas moram no local. Fazemos o treinamento geralmente em um Sábado”.

Poucos sabem, mas na hora da emergência existe uma mão de direção nas escadas. Cristiano conta que os moradores devem descer sempre pelo lado direito, liberando o lado oposto para os homens do Corpo de Bombeiros. “Isso evita o travamento de pessoas na escada”, conta.
Recentemente um prédio comercial do Jardim Aquarius pegou fogo. Na ocasião, uma pessoa entrou no elevador, onde ficou presa por 30 minutos. “Poderia ter morrido caso a fumaça entrasse no elevador. O fosso não tem exaustão da fumaça”, frisa. E acrescenta.
“Uma equipe de brigada preparada poderia impedir que o fogo se proliferasse com tamanha força. O incidente seria minimizado.

As pessoas precisam saber os procedimentos básicos como a correta utilização dos extintores de incêndio. Existem os de água para materiais da Classe A (madeira, papel, papelão) e os de pó Químico Seco ou de CO2, que são para os materiais classificados em B (combustíveis) e C (materiais elétricos energizados)”, enfatiza.
Caso haja o uso de extintores inadequados conforme as Classes de Materiais, como a utilização de extintor de água em um curto-circuito isso equivale a situação de se jogar álcool no fogo. “Também se deve desligar de imediato a energia da sala ou do prédio para haver o combate do incêndio com segurança”, esclarece Migotto.

Portas corta-fogo – Segundo Migotto, a função delas é resistir o máximo possível ao fogo, já que a porta é composta por materiais que não propagam as chamas. “Dependendo da temperatura do fogo nenhum material resiste”, afirma.

Pressurização das escadas – A pressurização é feita por meio de um ventilador que fica na parte inferior do prédio. “Muitas pessoas pensam que a função da pressurização consiste em retirar a fumaça de dentro da escada de emergência, mas sua ação efetiva é colocar pressão na mesma e não deixar a fumaça entrar”, conta o bombeiro civil.

Importância do AVCB – Além de garantir que o estabelecimento esteja apto a combater incêndios, é importante enfatizar que os seguros não cobrem prejuízos de incêndio caso o laudo não esteja com a validade em dia.
Prédios de São José – Conforme avaliação do diretor proprietário da Migotto Processos e Documentação existem muitos edifícios na cidade – inclusive novos – que não estão preparados para uma situação de emergência. “Prédios novos são entregues com o AVCB em dia, mas muitas vezes a validade vence e o prédio ainda não está totalmente ocupado por condôminos, o que gera dificuldade ao síndico para formar a brigada”, diz.

Importância da consultoria – “É imprescindível a assessoria e orientações de uma empresa especializada. Isso gera economia financeira e de recursos, como a água por exemplo. Os procedimentos e manutenções são fáceis – desde que sejam feitas de forma correta e legal”, encerra o especialista.

Importância do Seguro – É importante contratar o seguro com uma corretora de seguros especializada. ‘’Hoje em dia – com diversos aparelhos eletrônicos nos imóveis – é extremamente importante o seguro contra incêndio, raio, explosão, vendaval e danos elétricos, tanto para apartamentos como salas comerciais’’, destaca Márcio Costa, proprietário da Costa e Sampaio Corretora de Seguros. Qualquer imóvel pode ser calculado e segurado com uma ampla disponibilidade de coberturas, atendendo as necessidades caso a caso. Também existem benefícios para assistência emergencial 24 horas como serviços elétricos, hidráulicos e de chaveiro, dentre outros. O Seguro de condomínio cobre somente as partes comuns do prédio, não garantindo móveis, aparelhos elétricos dos condôminos. ´´Sendo assim, é importantíssimo a contratação de um seguro residencial ou empresarial individual’’, finaliza Márcio Costa.
aquarius-life-76-anuncio-costa-e-migoto

 

LIFE | destaques - Publicado 12:14 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *