Satélite brasileiro é embarcado para a Índia para lançamento

O Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) embarcou nesta terça-feira (22) o Amazonia 1, primeiro satélite de sensoriamento remoto totalmente projetado, integrado, testado e operado pelo Brasil. O embarque foi realizado na manhã desta terça-feira (22) no aeroporto de São José dos Campos.

Foto PMSJC

Para a complexa transferência foi designado o cargueiro Boeing 777F, da Emirates SkyCargo, subsidiária de cargas da empresa dos Emirados Árabes Unidos. Foi a primeira vez que este tipo de aeronave aterrissou no aeroporto de São José dos Campos.

Ao todo, foram necessários 52 contêineres especiais para transportar com segurança os módulos do satélite, que pesa 638 kg. O voo fará uma primeira escala em Dacar, no Senegal, depois faz mais um pouso em Dubai, nos Emirados Árabes. De lá, segue para o destino final em Sriharikota, na Índia. A previsão é que a duração do voo até o destino final seja de aproximadamente 24 horas.

A operação especial para o embarque do satélite Amazonia 1 foi aprovada pela Agência Nacional de Aviação Civil. Quatro funcionários do Inpe seguiram junto na mesma aeronave para acompanharem a transferência.

Observação da Terra

O Amazonia 1 é um satélite de sensoriamento remoto e tem lançamento planejado para 22 de fevereiro de 2021, a partir da Índia pelo veículo lançador PSLV (Polar Satellite Launcher Vehicle).

Este é o primeiro satélite de observação da Terra completamente projetado, integrado, testado e operado pelo Brasil. “O Amazônia-1 vai ser lançado juntamente com a Índia. Eu gostaria que ele fosse lançado aqui no nosso Centro de Lançamento de Alcântara, mas ainda não temos capacidade de lançar um satélite dessa natureza, mas vamos ter em breve”, explicou anteriormente o Ministro da Ciência e Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes.

O diretor do Inpe, Clezio de Nardin, disse estar muito orgulhoso em participar deste relevante momento para o Brasil no campo científico aeroespacial. “Trata-se de um complexo satélite de sensoriamento remoto, desenvolvido por cientistas do Inpe. Temos que ressaltar o apoio logístico do Aeroporto de São José dos Campos, que está sendo municipalizado e também do consulado da Índia, que agiu de forma decisiva nesta parceria entre os dois países.

Apesar de estarmos muitos satisfeitos com os resultados até agora, temos ainda pela frente os riscos até o lançamento. Mas uma cidade como São José dos Campos, que se destaca por seu desenvolvimento, tem que passar por tudo isto para ser ainda maior”, afirmou o diretor.

O presidente da Agência Espacial Brasileira, Carlos Moura, ressaltou que o desenvolvimento do satélite só foi possível por uma união de forças. “O projeto foi possível devido ao esforço do ministro Marcos Pontes, com apoio da Casa Civil e do Ministério da Economia, que acreditaram e viabilizaram recursos para que fosse realizado”, afirmou.

 

LIFE | cotidiano - Publicado 08:01 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube:
Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

2 thoughts on “Satélite brasileiro é embarcado para a Índia para lançamento

  1. Bruno disse:

    Que vergonha não poder lançar do Brasil!!! Falta investimento!

    • Tiago disse:

      Pior que nem é por falta de investimento, o Brasil tem uma das bases mais bem localizadas para envio de satélites, em Alcântara, e empresas como a Boing queriam investir lá para usar, só que a anos está parado no congresso o projeto de lei que autorizaria este tipo de uso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *