Relatório do Banco Central mostra mais reajustes na gasolina e energia elétrica


O Banco Central divulgou recentemente a ata do Copom (Comitê de Política Monetária) da última reunião, realizada nos dias 28 e 29 de julho, quando a taxa básica de juros, Selic, subiu para 14,25% ao ano. O relatório aponta mais um aumento na expectativa de alta dos preços da gasolina, do botijão de gás e da energia elétrica neste ano.
De acordo com o documento, a conta de luz vai ficar 50,9% mais cara. Enquanto a gasolina ainda vai subir mais 9,2%, e o preço do gás de bujão vai ficar 4,6% mais alto. A única queda prevista é a da tarifa de telefone fixo, que deve cair 3% — essa queda é menor do que a prevista na ata anterior que era de -4,4%.
Ao todo, o comitê espera que os preços administrados por contrato e monitorados pelo governo fiquem 14,8% mais caros neste ano, contra expectativa de alta de 12,7%. Para o próximo ano, o conjunto dos preços administrados deve subir 5,7%, essa previsão na reunião anterior era de 5,3%.
Mais uma vez, o Copom afirma que as informações disponíveis sugerem “certa persistência da inflação”, o que se reflete, em parte, na dinâmica dos preços no segmento de serviços e, “no curto prazo, o processo de realinhamento dos preços administrados e choques temporários de oferta no segmento de alimentação e bebidas”.
As projeções coletadas pelo Gerin (Departamento de Relacionamento com Investidores e Estudos Especiais) para a variação da inflação oficial, o IPCA (Índice Nacional de Preço ao Consumidor Amplo), neste ano passou de 8,39% para 9,23%. Já as previsões para 2016 recuaram de 5,50% para 5,40%.
O Copom afirma ainda que “cabe especificamente à política monetária manter-se especialmente vigilante, para garantir que pressões detectadas em horizontes mais curtos não se propaguem para horizontes mais longos”.
Ao final do documento, o comitê diz que “o cenário de convergência da inflação para 4,5% no final de 2016 tem se fortalecido”. O texto foi modificado nesta ata, já que anteriormente não havia previsão.
Para o Comitê, os avanços alcançados no combate à inflação — a exemplo de sinais benignos vindos de indicadores de expectativas de médio e longo prazo — mostram que a estratégia de política monetária está na direção correta.

Gasolina x álcool: o que á mais vantajoso?
Baseado no poder calorífico dos combustíveis, o álcool é competitivo até chegar a 70% do preço da gasolina. Para fazer a conta, deve-se dividir o preço do álcool pelo da gasolina. Se o resultado ficar acima de 0,70 o álcool deixa de ser vantajoso.

Confira preços de combustíveis na região do Aquarius
Reportagem visitou sete postos e divulga os valores cobrados em cada estabelecimento!




LIFE | economia - Publicado 08:38 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube:
Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *