É possível ter qualidade de vida após o diagnóstico de um câncer?


Vale do Paraíba conta com tratamento especializado para garantir rápido diagnóstico e acompanhamento adequado para o câncer ósseo

Mesmo com o avanço da medicina e a utilização de novas tecnologias no tratamento do câncer, a descoberta da doença pode causar não só mudanças físicas como também psicológicas, já que a maior parte das pessoas encara o tratamento de forma negativa.
A boa notícia é que a oncologia evoluiu e disponibiliza tratamentos diferentes e personalizados para cada paciente, aumentando as chances de cura e melhorando a qualidade de vida.
O especialista do Vale do Paraíba em Oncologia Ortopédica, Dr. Marco Mercadante, conta que apesar da reação de cada pessoa ser diferente, a maior parte delas recebe a notícia com a sensação de negação, ou seja, contesta o diagnóstico e sai do consultório sem aceitar o fato, demorando em média uma semana para reagendar a consulta e começar o tratamento. “É preciso que o médico explique tudo direitinho e detalhadamente para o paciente e família, mas ainda assim percebo uma grande negação. É importante confortar o paciente. Esse tempo de uma semana é necessário para aceitar a ideia, ouvir uma segunda opinião e procurar informações a respeito do diagnóstico”, afirma.
A tecnologia permite que antes de determinar qualquer mudança no estilo de vida, se entenda que há uma grande diferença entre o tratamento quimioterápico conduzido hoje e o que se fazia há vinte anos. Atualmente, existem diversos recursos para evitar a grande maioria dos efeitos colaterais da quimioterapia, podendo tornar a toxicidade aceitável para o paciente. Além disso, o desenvolvimento de recursos como tomografia, ressonância magnética e a combinação de duas técnicas de geração de imagens avançadas (o PET-CT) possibilitam identificar a localização e a extensão do câncer e, assim, planejar a terapia focando apenas o tumor, protegendo os órgãos e tecidos próximos.
No caso do câncer ósseo, que tem um tratamento extenso, as principais recomendações médicas para o paciente manter sua qualidade de vida são seguir corretamente os protocolos oncológicos, com acompanhamento nutricional, e sempre conversar e tirar dúvidas que surgem ao longo do processo. “O tratamento do câncer ósseo é longo e envolve diferentes etapas. No tratamento do osteossarcoma, por exemplo, o paciente passará por um longo período de quimioterapia (seis meses) para depois ser submetido a um procedimento cirúrgico de grande porte, que às vezes envolve amputações, e após isso será feita a quimioterapia pós-operatória”, afirma Marco Mercadante.

Alimentação – Quanto à alimentação, o especialista conta que é necessário um acompanhamento com nutricionistas especializados, pois o tratamento pode ocasionar dificuldade de alimentação, anemia e baixa imunidade. “A boa alimentação não só garante uma melhor qualidade de vida ao paciente como facilita a realização do procedimento cirúrgico e sua recuperação pós-operatória”, afirma.

Pós-operatório e recidiva – Infelizmente só é tido como curado aquele paciente que após cinco anos do tratamento completo não apresente qualquer sinal de reaparecimento da doença. Mesmo após esse período pode ocorrer a recidiva.
“A grande recomendação para os pacientes que estão na fase de cura é pratica-mente a mesma que fazemos para todos os pacientes: o diagnóstico precoce. Essa é a melhor arma que temos para um bom resultado e aumenta a chance de cura. No caso dos pacientes que já passaram pelo tratamento, devemos ficar atento aos sinais de reaparecimento da lesão. Mesmo após o tratamento completo do câncer ósseo, a maior parte dos pacientes fica com alguma limitação funcional, já que os pacientes com câncer ósseo primário são submetidos a cirurgias de grande porte, mas todo o processo de cura objetiva permitir que o paciente volte a seguir sua vida o mais próximo do que era antes do tratamento”, conta Marco.


LIFE | saude - Publicado 11:46 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube:
Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

One thought on “É possível ter qualidade de vida após o diagnóstico de um câncer?

  1. Entrevista para Revista Aquarius Life | Este é um projeto do Dr. Marco Mercadante que objetiva informar pacientes, familiares e profissionais de saúde a respeito do câncer ósseo. disse:

    […] Confira a entrevista no link http://www.aquariuslife.com.br/possivel-qualidade-vida-apos-diagnostico-cancer/#.U9qPyfldVcE […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *