Patético, apático e rebaixado; Palmeiras perde para Coritiba no interior!!!

Time do medíocre Gilson Kleina não criou uma única jogada e levou gol no final; equipe que vai a campo com Côrrea e Leandro nas laterais, J. Denoni, Henrique e Assunção no meio e na frente apenas Tiago Real, Luan e Obina não ganha nem na série C. Ridículo Palmeiras falta com respeito à torcida e segue firme rumo à série B. Nem San Gennaro salva!

Era o jogo da redenção e da arrancada. Foi criado um clima de final e a torcida apoiou o máximo que deu. Até que, aos 43 minutos do segundo tempo, Deivid marcou um gol de pênalti e fez com que a Série B se tornasse algo real para o Palmeiras no Campeonato Brasileiro. É verdade que matematicamente o time ainda pode escapar da queda, mesmo após a derrota por1 a0 para o Coritiba, nesta quinta-feira, na Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara (SP), pela 29.ª rodada, e ver a diferença para sair da zona da degola abrir nove pontos (35 a26), mas está cada vez mais difícil para o torcedor ver uma luz no fim do túnel.

Confundindo ansiedade com vontade, o time alviverde em momento algum passou a confiança que o torcedor esperava. O que se viu foi um time bagunçado em campo, que assim como aconteceu no clássico diante do São Paulo, mostrou uma apatia e por alguns minutos desatenção que lembrou a fase final de Felipão no Palmeiras.

O futebol apresenta muitas surpresas, por isso pode ser temerário assegurar isso, faltando ainda nove rodadas para o término do Brasileirão, mas a impressão é que as vitórias do Palmeiras sobre Figueirense, Ponte Preta e Millonarios (da Colômbia, pela Copa Sul-Americana) foram muito graças ao “doping psicológico” que geralmente um time tem quando troca de treinador. Diante do São Paulo e nesta quinta, voltaram os problemas de antigamente

O jogo
É incoerente ver um time que tem Marcos Assunção e sua maestria na bola parada não ter um jogador de velocidade para ir para cima dos adversários e cavar faltas. Maikon Leite e Mazinho, que poderiam ser esses jogadores, estavam no banco de reservas. Maikon Leite entrou só aos 12 minutos do segundo tempo, mas também tão nervoso quanto os demais. Tiago Real sofreu com a marcação e apareceu pouco no jogo. Assim, não restava outra jogada senão tentar chegar até a linha de fundo e cruzar para Obina, que teve de se virar sozinho dentro da área.

No final do primeiro tempo, a única coisa que o torcedor palmeirense tinha do que comemorar era que o Grêmio vencia o Sport e esse resultado não faria com que o time pernambucano disparasse na frente. No início da etapa final, Luan chegou a fazer uma bonita jogada, mas a conclusão foi péssima e a bola passou longe.

A ansiedade só aumentou e o relógio passou a ser um marcador mais voraz do que qualquer zagueiro do Coritiba. Obina chegou a fazer um gol, aos 27 minutos, mas estava impedido. O Coritiba teve duas boas oportunidades para marcar até que, aos 43, aconteceu o lance crucial. Após falha de Correa, Maurício Ramos derrubou Everton Ribeiro dentro da área. Deivid cobrou o pênalti e marcou.

O apoio da arquibancada virou protesto e os gritos de “Palmeiras” virou “Fora Tirone” e “time medíocre”. E assim caminha o Palmeiras para o fundo do poço. No domingo, o adversário será o Náutico, no Recife. O Coritiba joga contra o Bahia, em Curitiba.

LIFE | esportes - Publicado 23:43 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *