A novela Arena dos Esportes


Prevista para ser finalizada em 2012, obra está sendo discutida na Justiça; quem perde com imbróglio é a cidade e o torcedor

Projeto elaborado pela gestação municipal anterior, a Arena Municipal de Esportes – situada nas margens da Via Oeste, no Jardim das Indústrias – deveria ter sido finalizada em dezembro de 2012. O atraso da obra – que lembra o caso do novo Fórum no Jardim Aquarius – foi causado por uma série de fatores como falhas no projeto arquitetônico e disputa judicial entre empresas que participaram da licitação do ginásio – que prevê capacidade para cerca de 5 mil torcedores.
A construção teve início em 2011 a um custo de R$ 33,3 milhões. Vereadores criaram uma CEI (Comissão Especial de Inquérito) da Arena de Esportes no ano passado para investigar possíveis irregularidades estruturais e um suposto superfaturamento na ordem de R$ 4 milhões.
Recentemente, o vereador Carlinhos Tiaca (PMDB) protocolou no Ministério Público um ofício para complementar o relatório da CEI que questiona a legitimidade do terreno, que seria da empresa Al Trabulsi do Brasil Segundo Tiaca, erros cometidos pela gestão anterior “trouxeram danos aos cofres públicos”.
Para o presidente do PSDB de SJC, Anderson Farias, trata-se de uma armação política e que não há invasão de área na obra. De concreto, existe a cobrança de uma indenização no valor de R$ 1 milhão pleiteado pela AL Trabulsi junto à prefeitura. A gestão municipal anterior garante que o valor pago pelo terreno na época (cerca de R$ 500 mil) está correto.
No entanto, a AL Trabulsi conseguiu na Justiça o direito de receber a indenização. Em nota, a Secretaria de Obras informou que o caso está sendo discutido na Justiça e que por conta das irregularidades na execução do projeto, a prefeitura anulou o contrato com a empresa responsável pelos serviços. A companhia, entretanto, obteve liminar para permanecer no canteiro de obras até um novo pronunciamento do judiciário. Enquanto isso, a conservação do prédio e dos materiais é de inteira responsabilidade da mesma. Quem perde com as indefinições são os torcedores e os times de basquete e vôlei de São José, que não dispõem de um ginásio moderno e com boa capacidade de público. Vale lembrar que a final do NBB de 2012 teve que ser disputada em Mogi das Cruzes. Não há previsão definida para o término da obra. E assim caminha a mediocridade!


LIFE | destaques - Publicado 06:08 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube:
Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *