Música para todos os gostos, mas há quem não goste!

Shows musicais dos mais variados estilos – realizados em condomínios – vêm levando lazer e distração aos bairros em tempos de pandemia e isolamento social. Iniciativa também gera críticas pelo barulho e desrespeito à lei do silêncio

Foto Gabriela Sanches

Música é arte, é vida, é entretenimento e um dos lazeres mais aprazíveis do ser humano. O limite de um termina onde começa o do próximo. A relação entre estas duas frases vem sendo colocada em prática nestes tempos de pandemia no Jardim Aquarius. Para quebrar a monotonia do isolamento social diversos condomínios vêm promovendo verdadeiros shows musicais em suas áreas de lazer. Há também apresentações diretamente das sacadas. Mas não é exclusivo do Aquarius, vários outros condomínios de São José dos Campos vêm promovendo estes entretenimentos.
Tem estilos para todos os gostos. Rock, pop, samba, jazz, eletrônico e instrumentais de grande qualidade. Os “shows” ocorrem geralmente no período noturno, com início por volta das 19h e encerramento antes das 22h. Mas, toda ação gera uma reação. Muitos moradores desaprovam as apresentações musicais devido ao barulho e ao desrespeito à lei do silêncio.
Vale ressaltar que algumas apresentações tiveram caráter solidário e arrecadaram alimentos para instituições beneficentes de São José dos Campos. Confira comentários feitos no grupo do Jardim Aquarius do Facebook!

“Sou contra, é desnecessário!!! E se vc não gosta de barulho? E se não gosta de determinado tipo de música?”, diz Josiel Andrade.

“É cada uma que inventam, total falta de respeito. Trata-se de uma imposição”, opina Franciele Amaral.

“O volume estava absurdo! Vamos combinar, música é bacana, MÚSICA! Youtube é gratuito, ponha na sua TV, mas bancar macaco de imitação de italianos que começaram com essa prática, porém ACÚSTICA (instrumentos e voz apenas), é “meio” ridículo. Virou bagunça com prédios disputando qual é mais “original” e “gentil” com seus moradores. Excesso!”, avalia outro participante.

“Cheio de bandeiras de empresas.. oferecimento de não sei quem…. Isso deixou de ser por amor faz tempo… virou propaganda…”, complementa outro comentário.

“Gente vocês só sabe reclamar também, tenha dó vai”, argumenta a publicitária Maria Clara.

“Falta de respeito! Estou do lado desse barulho com uma bebê de 2 meses tentando dormir”, rebate outra moradora.

“GENTE CHATAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!! 20hrs da noite querendo reclamar!! Meu Deusssss!!”, diz uma internauta.

“Estamos em ambiente urbano, te garanto que esse som não vai passar das 22h”, comenta um defensor das apresentações.

“Penso nos idosos, doentes, crianças que dormem cedo, bebezinhos, gente o povo é sem noção, se fosse à tarde ainda vá lá! Mesmo assim tá muito alto, moro na Aruanã. Imagino pra quem tá do lado e perto. Absurdo, tá altíssimo”, rebate um morador.

LIFE | cotidiano - Publicado 19:25 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

16 thoughts on “Música para todos os gostos, mas há quem não goste!

  1. Sebadtiao disse:

    De um modo geral, esses shows não tem qualidade. Ninguém canta nada, só barulho e incomoda a todos. O povo tem que se tocar…literalmente…

  2. Regina Marta Maciel disse:

    Aqui lá vila adyanna quase todo final de semana tem, música boa som sem exagero está maravilhoso e não vejo reclamação ,

    • Georges disse:

      A sua opinião de música boa é a mesma dos demais que convivem na sua comunidade? O metrô em SP colocou música boa nos vagões e teve uma enxurrada de reclamações. Nos ônibus pedem que o cidadão escute sua música boa com fones de ouvido pois ninguém é obrigado a compartilhar seu gosto pessoal de musica boa. Imagino que sua musica boa deva ser ao menos parecida com as musicas bos de que gosto mas e se não for?

  3. Marilda disse:

    Acho que é um momento Para confraternização. Vamos estimular o recolhimento de doações e,vamos pensar melhor, não extrapolai horário permitido.

    Sofro eu que o vizinho dos fundos fica ouvindo música alta e, a partir de certo momento, todos estão bebados e vira briga.

    Agradeça a quem leva boa música até você!

  4. Maria Elena Moreto Novaes disse:

    Hummmm.ahnnn..e se eu não gostar do tipo de música??? NÃO SOU OBRIGADA. E outro detalhe! O que vai resolver ou acrescentar no meu estado de “”confinamento”” “isolamento” ou “encarceramento” ? Aceito respostas a esse questionamento. Obrigada de nada. rsrsrs

  5. Galvao disse:

    Só Elogios quando fizemos no Atlanta, Dallas e San Marino! Som agradou 90% dos moradores!
    Beneficente ao Músico, sem trabalho! Agradeceu imensamente!

    • Georges disse:

      Com certeza os 10% a quem o som não agradou se sentiram invadidos na sua privacidade. Mas…e daí né? Use, as redes sociais, façam um grupo, coloquem fones de ouvido e beneficie o músico sem trabalho da mesma maneira.

      • Michel disse:

        Vai cantar na casa do caraio.. se eu quiser música eu uso fone de ouvido..não vou ficar ouvindo gente berrando em janela..pede o os músicos pedir auxílio emergencial..

  6. João Mário Antunes Pereira disse:

    “Quem ouve o que quer ponha fone de ouvido” é o que está escrito nos ônibus.
    A fiscalização devia levar os equipamentos, e dar uma multa de pelo menos 10 mil reais.
    Estou como membro voluntário no Conselho Municipal da Saúde de São José, represento as 10 UBS, UPA e Hospital Clínicas Sul.
    A lei é clara: das 18 às 22 horas é permitido no máx 50 decibéis.
    Obrigado.
    O bom juízo agradece.

  7. Nair Rosa disse:

    Quando acaba as 22 horas, está bom
    Pior sou eu que meu vizinho pensa que está de férias e fica no karaokê alto numa gritaria até às 4:30 da manhã,meu filho perdeu provas online ,aulas, por conta do barulho,

  8. Rose disse:

    Aqui no Esplanada 2 estamos com este desconforto também.
    Começou com música legal, um instrumento apenas, repertório calmo e volume bom, sem incomodar.
    Agora neste ultimo Sábado, parecia Show, com gritos de moradores e som alto demais.
    E o pior, sem poder sair de perto, estamos em isolamento!
    O que era para ser prazer, vira tortura por falta de equilíbrio e de limites.

  9. Bruno disse:

    É um tremenda falta de respeito! No Aquarius a construtora RDC, tirando proveito da situação fez uma apresentação horrível, até 22h, com som acima de 90 decibéis! Com faixa no chão e o cantor anunciando o tempo todo essa construtora! Não estamos de férias!!! Liguei no 190, que nada fez! Da próxima vou jogar ovos! E essa casa construtora imoral deveria ter recebido uma multa! Escrotos!!!!!!!

  10. Bruno disse:

    Vão cantar na xxxx que pariu!!!! Cretinossssss!!!!!!!

  11. Leonor Felix Teixeira de Sousa disse:

    Se a música for de boa qualidade e em uma altura normal tudo bem, desde que seja uma ou duas, mas ficar cantando por mais de uma hora! Ninguém merece né?

  12. Georges disse:

    Em todos os lugares existem pessoas que perderam um ente querido, quer por covid ou qualquer outro motivo, que estão acamados e precisam de repouso, que possui alguém internado em hospital e estão apreensivos ou simplesmente estavam assistindo um filme, série,lendo, ouvindo a sua música de preferência e de repente vem um show aporrinhar por 2, 3 horas e muitas das vêzes com estilo musical que o cristão jamais ouviria por opção …. não é simplesmente porque a maioria quer que o direito aparece, respeitem a individualidade. Tem tanta modernidade disponível. Usem as redes sociais, um par de fone de ouvidos e façam a bagunça que quiserem no grupo.Assim ninguém que tem nada a ver com isso continua exercendo seu direito de estar em paz na sua própria casa.

  13. Bruno disse:

    Construtora RDC = lixoooo!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *