Maio registra queda de 75% nos casos de roubo


A zona oeste de São José dos Campos continua uma região segura, com baixos índices criminais. Enquanto a Região Metropolitana do Vale do Paraíba e a Grande São Paulo apresentam alta na violência – principalmente em latrocínio -, a região do Jardim Aquarius e adjacências registram queda.
Segundo informações do 1º Tenente, Alain Kalczuk, comandante interino das zonas oeste e central de São José, o mês de maio contabilizou uma queda de 75% nos casos de roubo.
Questionado sobre a possibilidade de intensificar as rondas nos entornos das Praças Pedro Maldos Rocha e também na Praça localizada na Rua Yukiko Ishida, locais que estariam sendo utilizados para o consumo de drogas, o Tenente informou que adotará essa medida, principalmente no período noturno. Ele salienta, porém, que o usuário de drogas, ao ser abordado sem o porte do entorpecente e ter sua situação consultada, é encaminhado à Ronda Social da Prefeitura.

Lei Seca – As operações continuarão na região da zona oeste e também por toda a cidade. Segundo o 1º Tenente Alain Kalczuk já é possível notar uma conscientização por parte dos motoristas.

Lei do Silêncio – “A Atuação será em conjunto com a prefeitura no que se refere à fiscalização. As chamadas dos reclamantes junto ao 190 também servirão como instrumento na aplicação da Lei municipal, que nos auxiliará bastante no combate a este tipo de ocorrência. Com relação ao detalhamento dos procedimentos, eles estão sendo normatizados”, afirma o policial.

Por dentro da Lei do Silêncio
Aprovada por unanimidade na Câmara Municipal, objetivo da lei é reduzir a poluição sonora nas ruas e bairros; a Polícia Militar tem autoridade para aplicar multa, a partir de R$ 500 para som acima do permitido. Confira os principais pontos:

Artigo 5º
Considera-se excessivo e perturbador do sossego e do bem estar público, os ruídos, vibrações, sons excessivos ou incômodos de qualquer natureza que ultrapassem o limite de 45 decibéis durante o período noturno (22h às 6h) e o limite de 85 decibéis das 6h às 22h.

Decibelímetro
Na impossibilidade, por qualquer motivo, de se realizar a aferição do som excessivo com a utilização do aparelho, a irregularidade poderá ser constatada através de levantamento de denúncias na PM.

Artigo 6º
O sujeito infrator poderá ser multado no valor de R$ 500, ter o objeto causador do barulho ou carro apreendido e recolhido. O infrator ainda deverá arcar com os custos da remoção e estada do veículo apreendido. Em caso de reincidência, o infrator pagará o dobro da multa.


LIFE | seguranca-2 - Publicado 15:10 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube:
Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *