Lula e Marisa é indiciado por ocultar propriedade do triplex no Guarujá


Ex-presidente e sua esposa são enquadrados pela PF em corrupção e lavagem de dinheiro por aceitarem reforma feita por empreiteira investigada por desvios de dinheiro da Petrobras

A Polícia Federal indiciou, nesta sexta-feira(26), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em inquérito que investiga a posse de um tríplex do Condomínio Solaris, no Guarujá.

20455745A investigação apura se reforma realizada no tríplex foi feita a pedido do ex-presidente ou seus familiares. A PF concluiu que sim – Lula seria o verdadeiro dono do tríplex, algo que ele nega com veemência. Ele foi indiciado por corrupção e lavagem de dinheiro. Além dele, foi indiciada também sua mulher, Marisa Letícia. A PF calcula que as obras e a armazenagem de bens do casal, bancadas pela OAS, custaram R$ 2,4 milhões.

Essa é a primeira vez que Lula é indiciado na Operação Lava-Jato. O apartamento triplo no Guarujá foi adquirido pela OAS e foi reformado pela empreiteira, acusada de corrupção na Petrobrás. O responsável pelas obras foi o engenheiro  Paulo Gordilho, que teria participado da reforma da cozinha do tríplex e de outro imóvel que a PF também acredita pertencer a Lula, um sítio em Atibaia (SP). Lula nega conhecer Gordilho.

O inquérito foi concluído pelo delegado Márcio Anselmo.

Conforme a PF, Lula teria recebido “benesses” das empreiteiras que formaram um cartel para ganhar contratos da Petrobras. Entre elas, Odebrecht e OAS. Os dirigentes dessas duas empresas tentam firmar acordo de colaboração premiada com o Ministério Público Federal (MPF).

Foi para investigar os fatos ligados ao triplex e também ao sítio que Lula foi alvo de condução coercitiva, no dia 4 de março, durante a 24ª fase da Lava Jato, batizada de Operação Aletheia. A condução de Lula foi encarada quase como uma “detenção” por parte dos partidários do ex-presidente, cujos advogados fizeram reclamação formal junto à Organização das Nações Unidas (ONU) pelo tratamento dispensado a Lula.O indiciamento de Lula, no momento, se resume ao triplex. O caso do sítio em Atibaia permanece em investigação. Outro caso em que Lula é investigado pela Lava-Jato é o da empresa de palestras L.I.L.S. A PF suspeita que o ex-presidente não realizou algumas palestras, mas foi pago pelas empreiteiras, como compensação a favores recebidos durante o governo.

Os indiciados:

Lula – corrupção passiva, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro;
Marisa Letícia– corrupção passiva e lavagem de dinheiro;
Léo Pinheiro – corrupção ativa, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro;
Paulo Gordilho – corrupção ativa e lavagem de dinheiro;
Paulo Okamotto – corrupção passiva, falsidade ideológica e lavagem de capitais.

À Folha de S.Paulo, Lula sempre negou que tenha sido favorecido ilicitamente por empreiteiras. Os advogados Cristiano Zanin Martins e Roberto Teixeira alegam que Lula “não praticou qualquer ato ilegal antes, durante ou após o seu mandato e por isso não teme qualquer investigação”.


LIFE | politica - Publicado 15:34 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube:
Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *