Greve Geral nesta sexta, vai parar transporte, bancos, comércio e fábricas


Dirigentes sindicais e de movimentos sociais que compõem o Fórum de Lutas do Vale do Paraíba reafirmaram em entrevista coletiva, nesta terça-feira (25/04), que a região vai parar com a Greve Geral do dia 28.

A coletiva aconteceu na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e reuniu mais de vinte organizações da região, dentre elas, o sindicato dos metalúrgicos de Taubaté, dos condutores do Vale do Paraíba, dos comerciários, bancários, químicos, alimentação, Correios, dentre outros.

“Em toda região existe uma grande mobilização para parar o transporte coletivo e de fretamento. Fazemos um chamado a você para que no dia 28 não saia de casa, não mande seus filhos para a escola, não vá ao trabalho. O transporte vai parar e todos precisam parar contra as reformas”, afirmou José Carlos de Souza, diretor do Sindicato dos Condutores.

A representante da Apeoesp (Sindicato dos Professores Estaduais), Cleusa Trindade, afirmou que a educação estadual também vai parar. “Com as reformas, nossa juventude, que está na escola, não terá mais emprego, será precarizada pela reforma trabalhista e não terá direito à aposentadoria”.

Os bancários da região também aprovaram greve em assembleia. “Pedimos à população que não vá às agências bancárias, fique na sua casa como forma de protesto, desta forma, você também vai estar contribuindo com a Greve Geral”, afirmou Débora, diretora do Sindicato dos Bancários de São José dos Campos e Região.

“Convocamos a classe trabalhadora do Vale do Paraíba: dia 28 não é dia de trabalho, é dia de greve. É dia de protesto para derrotar a reforma da Previdência, trabalhista e a terceirização”, afirmou o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos Antônio Ferreira de Barros, o Macapá.

Além de paralisação nas fábricas, garagens de ônibus, bancos e comércios, estão programadas manifestações públicas nas cidades da região. Em São José dos Campos, os atos serão na Praça Afonso Pena, às 10h e 16h. Em Jacareí, o protesto será na Praça Conde Frontin, às 10h.

Preparativos finais
Nesta quarta-feira (26), uma plenária do Fórum de Lutas discutirá os preparativos finais da mobilização. A reunião será às 17h30, na sede do Sindicato dos Químicos.

Confira algumas das entidades que vão aderir à Greve Geral:

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região
Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté
Sindicatos dos Condutores do Vale do Paraíba
Sindicato dos Químicos de São José dos Campos
Sindicato dos Trabalhadores da Alimentação de São José dos Campos
Sindicato dos Servidores do INSS de São José dos Campos
Sindicato da Construção Civil de São José dos Campos
Sindicato dos Servidores de Jacareí
Apeoesp (Sindicato dos Professores do Estado de São Paulo)
Sindicato dos Servidores de São José dos Campos
Sindicato dos Petroleiros de São José dos Campos
Sindicato dos Bancários de São José dos Campos
Sindicato dos Comerciários de São José dos Campos
Sindicato dos Servidores Públicos de São José dos Campos
Sindicato dos Vidreiros de São José dos Campos
Sindicato dos Trabalhadores com Minérios e Derivados do Petróleo de São José dos Campos
Admap (Associação dos Aposentados e Pensionistas)
Comitê contra as reformas trabalhista e da Previdência de Jacareí
Movimento Mulheres em Luta
Sindicato dos Correios do Vale do Paraíba
Sindicato dos Têxteis de São José dos Campos
Sindicato dos Processadores de Dados de São José dos Campos
Movimento dos Sem Terra Luta Popular

Fonte: Jornal Josense


LIFE | cotidiano - Publicado 19:25 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube:
Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

One thought on “Greve Geral nesta sexta, vai parar transporte, bancos, comércio e fábricas

  1. Juliana telles disse:

    E sinetel também quero ver parar as empresas de telemarketing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *