GM pagará US$ 1 milhão para cada vítima dos carros da marca


Até agora, 28 milhões de carros da GM foram recolhidos por defeitos – mais do que o total de todas as outras montadoras juntas no ano passado

 A General Motors segue, em alta velocidade, um dos percursos mais críticos de sua trajetória: o aumento de carros da marca com defeito em todo mundo.

Em uma grande expansão de sua crise de segurança, a montadora anunciou ontem (30/06) o recall de mais 8,4 milhões de veículos em todo o mundo.

No total, 28 milhões de carros foram recolhidos por defeito pela GM apenas neste ano – mais do que os 22 milhões anunciados por todas as outras montadoras juntas no ano passado.

A montadora demorou dez anos para avisar os usuários e corrigir uma falha grave em vários de seus modelos, por receio da iniciativa custar mais do que o esperado.

Porém, o estrago está sendo muito maior. A empresa já contabilizou perdas de US$ 1,2 bilhão até agora, com a estimativa do valor subir bem mais com as indenizações.

Nesta segunda, o advogado Kenneth R. Feinberg, contratado pela GM para desenvolver um programa de compensação às vítimas, anunciou como a empresa pretende (financeiramente) reparar os danos causados.

Para começar, a montadora se dispõe a pagar US$ 1 milhão de indenização para a família de cada pessoa morta em consequência de um dos carros com defeito da companhia.

O valor terá ainda a adição de mais um cálculo do salário da vida perdida, bem como US$ 300.000 para o cônjuge e para cada dependente.

Ao determinar quem é elegível para pagamentos, Feinberg surgiu com critérios mais flexíveis do que as normas que a empresa usava antes. Agora, vítimas que estavam no banco traseiro, por exemplo, poderão ser indenizadas.

“Estamos assumindo a responsabilidade pelo que aconteceu, tratando-as com compaixão, decência e justiça. Para esse fim, nós estamos olhando para frente”, disse Mary T. Barra, presidente da General Motors.

As reclamações podem ser apresentadas de 01 de agosto a 31 de dezembro. Os primeiros cheques serão pagos a partir de outubro.

O novo recall

Entre os veículos com defeito, a GM disse que estava ciente de sete acidentes, oito feridos e três mortes.

Os 8,2 milhões de carros recém-recolhidos têm defeitos de ignição e incluem os modelos da Cadillac CTS e SRX, e o Chevrolet Malibu, Monte Carlo e Impala, bem como o Oldsmobile Intrigue e Alero, e Pontiac Grand Am e Grand Prix.

Os anos variam entre os modelos de 1997 a 2014.

A montadora começou a anunciar os recalls em fevereiro, quando 2,6 milhões de carros Chevrolet Cobalto e outros carros pequenos teriam sido fabricados com defeito.

Até agora, estima-se que 13 mortes e 54 acidentes tenham sido causados por modelos com problemas.


LIFE | cotidiano - Publicado 08:39 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube: Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *