Frota do transporte público é sanitizada diariamente, garante prefeitura!

Desde o início da pandemia, todos os ônibus do transporte público de São José dos Campos têm recebido sanitizações extras, ainda nas garagens e nas paradas técnicas, para garantir a segurança de quem utiliza o serviço, informa a prefeitura.

Divulgação Prefeitura

Sempre polêmico, ainda mais neste momento de pandemia onde se prega o distanciamento social, o assunto do transporte público vai na contramão das medidas imposta pelas autoridades. Diariamente recebemos reclamações de lotação em ônibus em horários de pico nas principais rotas da cidade. Sem solução para minimizar a lotação, a prefeitura informou sobre algumas medidas para conter a disseminação do coronavírus e salvar vidas. Além dos veículos, os principais pontos da cidade, praças, Terminal Rodoviário Central e a ECO (Estação de Conexão) do Campos de São José, na região leste, também recebem os serviços de sanitização.

A prefeitura distribuiu, no início da pandemia, gratuitamente 100 mil máscaras aos usuários dentro dos veículos e nos principais pontos do município e os funcionários das empresas que operam o serviço receberam a vacina contra a gripe H1N1, máscaras e álcool em gel.

Segundo a prefeitura, diversas pesquisas pelo mundo apontam que o transporte público, mesmo com alta ocupação, é um local de baixo risco de contágio devido às características do serviço. Um estudo realizado pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (EUA) e Universidade de Oxford (Inglaterra), por exemplo, traz os motivos: período curto de permanência, espaço fechado bem ventilado (janelas abertas), obrigatório o uso máscara, pessoas não ficam falando, gritando, cantando e as empresas operadoras seguem protocolos de segurança.

Para prefeitura, estas características diferenciam completamente o serviço das aglomerações ou encontros até mesmo de pequenos grupos, onde as pessoas dificilmente seguem os protocolos de segurança, permanecem por um longo período no local, às vezes em ambientes fechados, não usam máscara e conversam entre si.

Uma pesquisa realizada pela prefeitura no segundo semestre do ano passado com pessoas recuperadas da covid-19, mostrou que apenas 5,8% dos entrevistados acreditavam terem sido contaminados dentro do transporte público.

A prefeitura reforça que os cuidados para conter a disseminação da covid-19 precisam ser mantidos, como o uso de máscaras, sempre lavar as mãos, usar o álcool em gel e evitar tocar os olhos e a boca.

Linha 244, Jardim São José / Terminal Central | Fotos Ivonete Sosso

Operação

A operação do transporte público durante a pandemia foi definida em uma ação conjunta entre a prefeitura, as empresas responsáveis pelo serviço e o Sindicato dos Condutores do Vale do Paraíba. Atualmente, cerca de 80% da frota de ônibus do município está sendo disponibilizada para a população e transporta, em média, 40% dos passageiros em comparação com dias normais antes da pandemia.
Assim como a flexibilização do governo estadual, a alteração operacional é gradativa e acompanhada diariamente para possíveis ajustes e alterações, com o foco no melhor atendimento aos usuários.

LIFE | cotidiano - Publicado 11:21 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube: Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

8 thoughts on “Frota do transporte público é sanitizada diariamente, garante prefeitura!

  1. Terezinha Oliveira disse:

    Sanitizar é bom sim, más o perigo maior de contágio está na superlotação. A Prefeitura precisa urgentemente solucionar o problema da superlotação em algumas linhas.

    • Bruno - oficial 👮‍♀️ disse:

      12 meses de pandemia!!! Você acredita mesmo que a prefeitura tem competência e boa vontade para resolver? 🤣🤣🤣🤣

  2. Rubens Filho disse:

    UÉ! É o que tem pra hoje.
    Se você SOMENTE responsabiliza o governo municipal e a empresa de ônibus para evitar ou diminuir a proliferação e contaminação do Sars-CoV-2 está esquecendo que quem vai adoecer primeiro é tu, jacú! e não o seu empregador, o dono da empresa ou o secretário de saúde e do transporte ou o prefeito. Portanto:
    – Use duas mascaras;
    – Use nas mãos gel álcool antes de entrar e depois de sair;
    – Não coce os olhos, nariz ou boca sem higienizar as suas mãos;
    – Evite falar, conversar e tossir E ESPIRRAR DENTRO do ônibus;
    Não tem como evitar 100% , mesmo seguindo rigorosamente as regras 100% do tempo todo, mas já minimiza muito. É vc que vai adoecer e(ou) transmitir o vírus.

    Fazer o errado é sempre mais fácil, curto, rápido, barato e mais lucrativo, mas nunca será O CERTO a fazer, mesmo o errado dando certo, até dar errado.

    Mesmo que o fazer errado esteja dando certo até o momento de dar errado. Fazer o certo nunca, jamais, será o errado a fazer.

    • Bruno - oficial 👮‍♀️ disse:

      Assim disse Rubens, que não pega ônibus 👉🏻👌🏻

  3. Rodrigo disse:

    Sanitizar só se for os ônibus da Z. Sul…pq da Z. Leste tem muito ônibus que parece que não “vê” agua a muito tempo.

  4. Bruno - oficial 👮‍♀️ disse:

    Não adianta!!! O problema é a aglomeração dentro do ônibus!!! Transmissão a todo vapor! A transmissão via superfícies é baixíssima!

  5. Rubens Filho falou e disse:

    Bruno – Of🖕🏼c🖕🏼l 👮‍♀️. Sindicalista do Jararaca, nem você. Que anda só no Corolla. Rsrsrsrsrs! Pior que uso ônibus interestadual. E vejo o descaso de um ou outro sem máscara apesar de ser obrigatório e avisado pelo motorista. Em Sanja prefiro usar bicicleta e andar a pé.
    Se não tem como diminuir a superlotação por diversas causas impedindo a circulação dos mesmos, ônibus e pessoas por 14 a 21 dias e(ou) aumentando o número de ônibus e(ou) flexibilizando o horário de entrada e saída do trabalho e(ou) fazer o distanciamento dentro do veículo ou nos pontos de ônibus e(ou) fazer testes para Covid-19 em todos que pegam os ônibus para identificar os assintomáticos então só resta fazer o quê para minimizar a cadeia de eventos após a infecção pelo Sars-CoV-2 dentro do transporte público?
    – Usar duas máscaras;
    – Usar nas mãos álcool gel antes de entrar e depois de sair do ônibus;
    – Não coçar os olhos, nariz ou boca sem higienizar as suas mãos;
    – Evite falar, conversar e tossir E ESPIRRAR DENTRO do ônibus;
    E não dá pra fazer 100% o tempo todo em algum momento vai esquecer ou falhar.

  6. Rubens Filho disse:

    …superlotação, por diversas razões, impedindo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *