Entrevista com a Secretária de Meio Ambiente

Andréa Francomano Bevilacqua fala sobre os projetos desenvolvidos, córregos da região e a atual situação do município, dentre outros temas relevantes para o crescimento sustentável. “Os principais problemas ambientais de São José são as queimadas e a crescente frota de veículos”, analisa. Confira os principais trechos da conversa exclusiva, realizada na sede da pasta – situada nas dependências do Parque da Cidade

A função da Secretaria de Meio Ambiente é zelar pela mata ciliar e preservação das nascentes urbanas. Mesmo não sendo de responsabilidade direta da pasta, a secretaria municipal permanece atenta junto aos órgãos estaduais responsáveis pela mensuração das qualidades do ar e da água. “Temos contratos e cobramos as empresas. O esgoto tratado em São José encontra-se na casa dos 90%, de acordo com a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo). O ar piorou, conforme balanço divulgado recentemente pela Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental)”, diz Andréa.
Segundo ela, o Vidoca vem apresentando melhoras no índice de DBO (Demanda Bioquímica de Oxigênio), ou seja, a poluição encontra-se em ritmo decrescente. Quanto ao Senhorinha, Andréa conta que o córrego não apresenta índices insatisfatórios de poluição.
“Existem peixes no Senhorinha. Seu entorno já contempla um parque linear composto em sua integridade por mata ciliar. A ideia é transformá-lo em parque urbano, conceito moderno que visa proporcionar muito verde e atividades ao ar livre. A proposta também visa facilitar o acesso, seja a pé, de bicicleta, carro ou transporte coletivo”, frisa.
Quanto ao Rio Paraíba do Sul, a entrevistada avalia que as indústrias estão poluindo menos e se mantém neutra com relação à eventual transposição para abastecer a Grande São Paulo. “Se for para melhorar a vidas das pessoas, devemos ser cooperativos. Agora se for para fins lucrativos, não vejo como boa solução. Isso ainda precisa ser muito debatido”, explana.
Para envolver a população nas discussões socioambientais, a secretária enfoca a importância da realização de grandes campanhas de mobilização, desenvolvidas principalmente por meio de parcerias com sociedades amigas de bairro. “Temos obtidos ótimos resultados em parceria com as SAB´s. São José tem uma característica interessante: a sociedade se envolve nas questões ambientais. Um exemplo claro é a coleta seletiva de lixo. A população naturalmente já separa os lixos. Notamos isso também nos bairros mais periféricos. São José vem evoluindo muito, vive um grande momento. As empresas de construção civil engajaram-se e estão preocupadas com o despejo de material. Está todo mundo consciente e bem informado”, destaca.
Na visão de Andréa, o diálogo com a população é imprescindível para alcançar resultados satisfatórios. “Não há outro caminho para a sustentabilidade. Todos devem pensar e agir juntos, com a mobilização de todos os setores”, relata.
Questionada sobre os principais entraves ambientais atuais de São José, Andréa é direta na resposta. “As queimadas e a crescente frota de veículos. Estamos localizados em um vale, onde as queimadas não se dispersam. Além disso, as pessoas precisam utilizar mais o transporte público e as bicicletas. Essa é a tendência para o futuro”, encerra.

Jardim Aquarius e o Plano de Arborização – Segundo a secretária, o Jardim Aquarius é um bairro que precisa de mais árvores – apesar da arborizada Praça Ulisses Guimarães. “Tem-se que avaliar a proporção entre pessoas e árvores. Vamos fazer um levantamento por bairro e propor melhorias, tanto para poda e remoção como também para o plantio de mudas. É um trabalho que já foi iniciado. Daqui a um ano e meio teremos esse levantamento pronto e aí definiremos quais ações serão aplicadas”, frisou. O plano de arborização urbana trará diretrizes para o planejamento arbóreo do município, indicando, por exemplo, as espécies mais adequadas para plantio, em cada situação. Além disso, serão estabelecidas regras para conservação das árvores, ampliação da vegetação de porte arbóreo nos bairros, reflorestamento de áreas de preservação em ambiente urbano, formação de corredores ecológicos e proteção das espécies tombadas. Esse plano indicará ainda as condições em que são permitidas a supressão arbórea e as devidas compensações ambientais.

Áreas urbanas – Árvores só podem ser plantadas pela prefeitura. Para plantar na calçada é preciso solicitação via 156. Em área particular a questão é tratada pela Secretaria de Meio Ambiente; em local público, o assunto é atendido pela Secretaria de Serviços Municipais.

Desafios do Jardim Aquarius – O bairro precisa superar problemas rotineiros como o adensamento, pouco espaço físico e intenso trânsito, que produzem forte ilha de calor.

Desafios de São José – São José dos Campos tem cerca de 120 mil árvores localizadas na área urbana do município, sete parques urbanos e centenas de praças e áreas verdes.
Dentre os principais entraves, destaques para a grande quantidade de entulhos jogados em terrenos e córregos, mobilidade urbana e ocupação irregular de terrenos – especialmente os locais situados em áreas de preservação permanente. “A melhor ação é promover campanhas de conscientização da população”, afirma Andréa.

Via Banhado – A via encontra-se em processo de licenciamento.

Cerca de 70% da área de São José está em zona rural – Em razão disso, a Secretaria de Meio Ambiente vem promovendo diversos projetos que prezam pelo desenvolvimento rural sustentável. O mais recente ocorreu em novembro: 1º Seminário de Desenvolvimento Rural Sustentável.

Multas – Para quem jogar entulho: R$5 mil por m³. Também é aplicada multa em caso de corte de árvore, mesmo estando em área particular: mais de R$1 mil.

São José possui maciços de cerrado em seu perímetro – Comum na região nordeste, existem dois maciços de cerrado na cidade. Os remanescentes estão situados nas bacias do Vidoca e Putim. A Secretaria de Meio Ambiente planeja criar um parque de cerrado para garantir estudos nessa área e conservação.

LIFE | entrevistas - Publicado 08:36 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *