Entrevista Antonio Alwan (PSB)


O caminho do meio, uma nova alternativa para SJC!

Alwan pretende utilizar sua experiência na vida pública para ser a opção pacificadora na política joseense. Com raízes tucanas, o pré-candidato foi um dos grandes responsáveis pela ascensão do ex-prefeito Emanuel – mandatos em que atuou como secretário de governo

Com vasto currículo em diversos cargos públicos, o joseense Antônio Alwan (PSB) – comerciante de 57 anos – pretende atrair investimentos para que a adormecida economia da cidade volte a decolar. Para isso, garante que manterá diálogo com todos os segmentos e partidos.
“Vamos estabelecer a paz politica na adminis-tração para favorecer principalmente os mais necessitados”, diz, em entrevista exclusiva realizada na Praça Ulisses Guimarães. Sem titubear, o pré-candidato aponta a habitação como o principal problema atual de São José dos Campos e antecipa qual será sua estratégia – caso eleito – para solucionar o dilema. “Vou criar a secretaria especial de regularização de loteamentos, que legalizará os bairros que hoje são chamados de clandestinos. Isso no prazo máximo de quatro anos. Levaremos infraestrutura e saneamento básico para uma vida com dignidade”, garante.
Para a segurança, Alwan pretende ampliar o sistema de câmeras e atrair mais investimentos juntos aos governos estadual e federal. “Meu vice, coronel Mauro, é um grande conhecedor de segurança pública e um dos idealizadores do COI (Centro de Operações Integradas). O PSB possui interlocução com todos os partidos. Nossa candidatura é o caminho do meio, uma alternativa nessa dicotomia entre PT e PSDB”, afirma.
Quanto à saúde, Alwan aposta na valorização do servidor. “Já trabalhei na área da saúde, conheço bem o setor. Uma de nossas propostas é fazer um plano de carreira diferenciado para o médico, enfermeiro e setor administrativo Vamos investir nos servidores que têm contato com o munícipe”, conta.
Secretário de Governo na gestão do ex-prefeito Emanuel Fernandes, Antonio Alwan foi um dos grandes responsáveis pela infraestrutura da periferia da zona sul, na região do Campo dos Alemães e Dom Pedro. “Conseguimos isso por meio do rateio de parte do IPTU. Vamos usar essa experiência na vida pública em prol de toda a cidade”, relata. Interrogado sobre o último mandato do atual prefeito, o candidato aponta o trânsito como uma das principais deficiências da gestão municipal. “O trânsito piorou, mas a arrecadação subiu devido ao intenso crescimento da frota de veículos joseense. A ampliação do número de veículos particulares ocasionou aumento de R$43 milhões por ano de arrecadação de IPVA. A cidade não vê resultado na fluidez do trânsito e no transporte coletivo. Iremos pegar parte dessa arrecadação de IPVA e investir no sistema viário, transporte coletivo e também nas ciclovias, que precisam se interligar e ter eficiência efetiva como opção de locomoção e não somente para lazer”, enfatiza.
Ainda com relação ao trânsito, Alwan crítica a excessiva quantidade de semáforos na cidade. “São José precisa de semáforos sincronizados e de estudos que apontem o real deslocamento da população. O que não funciona é um semáforo a cada esquina. Eliminaremos os semáforos desnecessários e faremos um ordenamento racional do trânsito. É preciso investir com urgência em mobilidade urbana e o Jardim Aquarius é prova disso”.
Para a zona oeste, Alwan cita a importância da Via Oeste e da criação da Via Banhado, que faria a interligação entre as Vias Oeste e Norte. “´Funcionaria como uma alternativa para desafogar o trânsito. A prefeitura precisa fazer isso, tomar medidas efetivas que proporcionem soluções”, finaliza.

Caso Pinheirinho – “Nossa posição seria a do diálogo. A cidade não é favorável que as pessoas furem a fila da habitação, mas as pessoas mais carentes requerem uma atenção especial da prefeitura, o caminho do diálogo como um todo. É o ponto de partida e o ponto de chegada, sempre. Sociedade e poder público em um diálogo aberto. O Pinheirinho completou oito anos de ocupação. Se o governo federal se dispôs a ajudar, acho que a prefeitura deveria mudar o zoneamento para resolver a situação aproveitando a disposição do governo federal. Agora essas famílias seguem dispersas pela cidade”.


Aquarius Life – A Dilma vem fazendo uma politica agressiva para aquecer a indústria. Mesmo assim parece que São José está ficando para trás. Qual a estratégia para colocar a cidade novamente no foco dos grandes investimentos?
Antônio Alwan – “Vamos quebrar essa de quando o PT governa o PSDB não entra e vice-versa. Somos o caminho do meio e vamos atrair tudo de bom que o PT tiver e que o PSDB tiver. Temos que atrair investimentos com nossa mão-de-obra qualificada. Taubaté está passando por uma fase de expansão automobilística e Jacareí está criando um polo automobilístico enquanto São José atravessa um período complicado. Infelizmente, a questão política acaba prevalecendo sobre os interesses e necessidades da cidade. Não temos que privilegiar partido e sim ir atrás de investimento para melhorar a arrecadação do município”.


LIFE | politica - Publicado 09:03 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube:
Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *