Mesmo com crise, mercado de festas e cerimônias de casamento segue aquecido na RM Vale

Pesquisas apontam que não há crise de relacionamento entre as empresas do setor e a economia.

 weddingSim! Essa é a palavra mais esperada após o pedido de noivado. E depois de aceito, é o início de muito planejamento e preocupações com gastos que os noivos irão ter para formalizar a união. Mesmo com o aperto na economia, dizer que o casamento está fora de moda no Brasil definitivamente não é válido.

O que antes necessitava de muita pesquisa, hoje exige o dobro de dedicação dos noivos para encontrar produtos e fornecedores que caibam no bolso. Para se ter uma ideia do quanto se casa na RM Vale, basta observar a pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). A mais recente divulgada no final de 2015, registrou um total de 17.467 casamentos contra 17.245, em 2013. No Brasil, 1.106.440 uniões foram formalizadas.

O mercado de festas e cerimônias cresceu no país e o setor não tem encontrado barreiras que possam desacelerar a movimentação das cifras. O cenário mostra um fenômeno comum em momentos de turbulência financeira: adaptar o orçamento.  No ano passado, a Associação Brasileira de Eventos Sociais (Abrafesta) divulgou uma pesquisa, denominada “O Mercado de Eventos Sociais: indicadores sobre a oferta e a demanda”, que apenas na Região Sudeste foram gastos com cerimonias e casamentos R$ 8,6 bilhões. No Brasil, o consumo ficou em R$16,8 bilhões.

As empresas têm procurado se adaptar aos pedidos dos noivos que continuam fazendo orçamentos, pesquisas e buscando alternativas para cortar itens que considerem supérfluos.  No atelier de vestidos e trajes para festas, para se sobressair à instabilidade econômica do país, a loja vem agregando serviços diversos com orçamentos que cabem no bolso dos futuros cônjuges. “Temos que ser empreendedores, buscar saídas, criar ideias e parcerias que nos deem frutos e além de capacitar profissionais em busca sempre do melhor atendimento”, explica o diretor da Josephine, Fábio Miranda.

Para Fábio, uma das razões para que o mercado se mantenha aquecido está na constante renovação das ofertas. “Todo ano surge uma novidade, seja no ramo da fotografia, no buffet, nos trajes de festas. Os noivos sempre querem acompanhar a tendência”.

Planejamento

Para o conselheiro financeiro, Elmo Rossato, o segredo que mantém este setor em ascensão é simples e fundamental, planejamento financeiro é a palavra chave. Saber lidar com a parte financeira do casamento não é uma tarefa fácil e sim, um tanto desafiadora. “É necessário saber quais são os planos dos noivos para o futuro, de onde vai vir o orçamento para custear a festa, com quanto cada um poderá colaborar e até mesmo se vão precisar criar uma poupança só para isso, pois em um evento dessa categoria tudo deve ser pago até a data do casamento”, alerta.

Organizar em uma planilha com porcentagem, cotação, fluxo de pagamentos, fornecedores contratados, o que se pode cortar da lista vai te ajudar a definir um orçamento total (budget) para o casamento e dará uma diretriz aos noivos. “Além de ajudar a controlar as emoções desse momento, trará racionalidade na hora de tomar decisões”, comenta o conselheiro.

LIFE | variedades - Publicado 11:33 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *