Covid-19 e queda de cabelos

 Getty Images/iStockphoto

Diante do cenário atual, a pandemia de Covid-19, nós Dermatologistas nos deparamos com um sintoma que tem sido cada vez mais frequente: a queda de cabelos pós quadro de COVID ou fazendo parte do que chamamos de COVID prolongada.

A doença ainda é recente e alguns estudos têm demonstrado que os sintomas mais frequentes da COVID prolongada são fadiga, dores de cabeça, dificuldade de atenção, perda de cabelos e falta de ar.

Qualquer quadro infeccioso pode precipitar um quadro de queda de cabelos, o qual denominamos Eflúvio Telógeno Agudo. Nossos fios de cabelo têm um ciclo de crescimento, que pode durar mais ou menos 06 anos e após a fase de crescimento têm uma fase de repouso, seguida pela queda do fio. Isso acontece de forma aleatória no couro cabeludo, sendo que em condições normais, cerca de 10% dos nossos fios encontram-se na fase de queda. Por isso dizemos que é normal uma queda diária de em torno de 100-150 fios.

Quando acontece um quadro de infecção, principalmente acompanhado de febre, a fase de crescimento dos cabelos cessa e precocemente o fio entra em estado de repouso e após algum tempo – cerca de 3 meses após o quadro infeccioso – os fios começam a cair. Após um quadro de infecção ao invés de queda de 10% dos fios, este número chega a ser em torno de 30%, provocando queda de grande quantidade de fios, o que deixa os pacientes normalmente muito assustados.

Apesar da queda intensa, este processo é reversível, e os fios voltam a crescer. Porém, o cabelo cresce cerca de 1 centímetro por mês e num primeiro momento, o volume capilar demora para ser recuperado. Particularmente em relação à COVID, tem se observado que a queda de cabelos se inicia mais precocemente e acredita-se que esteja associada à febre (pacientes com febre alta podem apresentar mais queda) e à diminuição da oxigenação, que é muito frequente nos quadros de COVID.

Também é necessária uma investigação complementar, pois os pacientes, principalmente os que ficaram internados, podem apresentar deficiências de vitaminas, perda de peso, perda de apetite, o que pode contribuir com o agravamento do quadro.

Podemos observar ainda acentuação dos quadros de Alopécia Androgenética (Calvície) e Alopécia Areata (tipo de queda de cabelos autoimune).

É importante procurar um Dermatologista diante deste quadro para que seja feita uma investigação com exames laboratoriais e exame do couro cabeludo. Este tipo de queda de cabelos é passageira, porém pode ser necessário algum tipo de suplementação para contribuir com a melhora da queda.

Dra Natália Roma
Médica Dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia
CRM-SP 140467 – RQE 67036

Avenida Alfredo Ignacio Nogueira Penido, 255, sala 1507,
Ed. Le Classique – Telefone: (012) 3207-7457

 

LIFE | cotidiano - Publicado 23:25 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube: Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *