Concessionária de energia realiza mais de 19 mil inspeções contra furto de energia em 2017 na RM Vale

Fiscalizações resultaram em volume recuperado equivalente ao abastecimento por um mês dos municípios de Cachoeira Paulista, Canas e Potim juntos; confira dados

Prática perigosa, que pode pôr em risco a vida das pessoas, o furto de energia também causa interrupções e instabilidades no fornecimento de todos os clientes. Para combater as fraudes, a EDP São Paulo realizou mais de 19 mil inspeções em campo em 2017, no Vale do Paraíba, recuperando mais de 7 mil megawatts-hora (MWh) irregulares. O volume seria suficiente para abastecer os municípios de Cachoeira Paulista, Canas e Potim juntos por um mês.

No combate a esse tipo de ocorrência, a empresa atua em duas frentes: inspeções direcionadas por modelos estatísticos computacionais, que têm como foco identificar inconsistências no sistema de medição da rede, e a retirada de ligações clandestinas, feitas diretamente a partir da rede de distribuição, que ficam visíveis às equipes de campo da Distribuidora.

“As atividades em campo são essenciais neste trabalho e realizadas por equipes técnicas com treinamento e equipamentos específicos para identificar manipulações nos medidores ou qualquer anormalidade”, explica Luciano Cavalcante, gestor executivo da EDP São Paulo. “O objetivo das ações contra o furto é prevenir acidentes com as ligações precárias e que não observam os padrões e normas técnicas, além de garantir a qualidade e continuidade do serviço aos clientes que pagam a conta em dia.”

Além do alto risco para a população e do impacto negativo no fornecimento, a fraude faz aumentar o valor da tarifa dos consumidores e causam prejuízo à Distribuidora. Como o cálculo do preço abrange também as perdas elétricas da Concessionária, o custo da energia usada irregularmente pelas pessoas que cometem o crime é parcialmente repassado a todos os usuários. O estado também é prejudicado, já que deixa de arrecadar o Imposto sobre Comercio e Serviço (ICMS), cobrado por meio da conta de luz.

Vale ressaltar que o Artigo 155 do Código Penal Brasileiro, prevê que o furto de energia é crime: “Subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel: pena de reclusão, de 01 (um) a 04 (quatro) anos, e multa”. Conforme a regra da Resolução Aneel, na autuação é realizada a cobrança de todo o valor não faturado durante o período da irregularidade e o custo administrativo.

Dados – Vae do Paraíba

 

Município Qtd. Inspeção – baixa tensão Energia recuperada calculada (MWh)
APARECIDA 338 47
CACAPAVA 553 223
CACHOEIRA PAULISTA 176 117
CANAS 41 0
CARAGUATATUBA 2.310 605
CRUZEIRO 1.871 344
GUARATINGUETA 1.950 280
JACAREI 1.868 493
JAMBEIRO 16 3
LORENA 861 161
MONTEIRO LOBATO 14 11
PINDAMONHANGABA 891 498
POTIM 326 159
ROSEIRA 66 22
SANTA BRANCA 61 4
SAO JOSE DOS CAMPOS 3.277 1.685
SAO SEBASTIAO 1.567 566
TAUBATE 3.181 2.017
TREMEMBE 211 175
Total 19.578 7.410

 

Como denunciar

Com intuito de coibir cada vez mais a prática, a EDP São Paulo pede que a população contribua, denunciando as ligações irregulares. A Distribuidora disponibiliza os canais de atendimento aos consumidores:

– Site EDP Onlinewww.edponline.com.br

– Aplicativo EDP Online (compatível com as plataformas Android™, iOS e Windows Phone)

– Agências de atendimento (o endereço de cada ponto pode ser encontrado no site EDP Online)

– Central de Atendimento ao Cliente: 0800 721 0123 (ligação gratuita, 24 horas/sete dias por semana).

 

LIFE | cotidiano - Publicado 11:45 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *