Campanha de proteção ao pedestre tem ação de reforço nas travessias

A Prefeitura de São José dos Campos começou uma nova etapa da campanha que destaca a importância do respeito dos motoristas com os pedestres. Após a fase inicial de conscientização sobre a travessia preferencial do pedestre nas faixas, desde segunda-feira (10) estão sendo realizadas operações “Pare e Siga” nas travessias em que não há semáforos para pedestres.

A ação antecede a etapa em que haverá o reforço da fiscalização, que deverá acontecer em dezembro. O monitoramento é realizado atualmente, mas será intensificado para coibir abusos e dar mais segurança à população.

Nessa nova etapa da operação “Pare e Siga”, agentes de trânsito vão auxiliar motoristas e pedestres no exercício da preferência. Quando houver alguém sinalizando que deseja atravessar a via, os veículos serão parados, fazendo com que o motorista exercite o respeito à faixa. Os pedestres serão lembrados de utilizar sempre a faixa, sinalizar ao condutor, ter certeza de que foram vistos pelo condutor e somete atravessar depois que o veículo parar.

O início da “Pare e Siga” foi planejado como preparação ao período de compras de Natal, quando aumenta o fluxo de pedestres no centro e em áreas comerciais de outras regiões da cidade.

O motorista deve dar preferência de passagem ao pedestre que se encontre na faixa a ele destinada. Inclusive para aquele que não tenha concluído a travessia, mesmo que o sinal verde esteja para o veículo, bem como aos portadores de deficiência física, crianças, idosos e gestantes. O condutor que não respeitar o direito do pedestre na faixa de travessia incorre em infração gravíssima com multa de R$ 191,54 e perda de sete pontos na carteira, de acordo com o artigo 214, incisos I, II e III, do Código de Trânsito Brasileiro.

Proteção ao Pedestre

O reforço na fiscalização, aliado às ações de educação e engenharia de vias são atividades, visam diminuir o número de acidentes, especialmente relacionados ao elo mais frágil nas relações de trânsito: o pedestre.

Nos seis primeiros meses deste ano, foram registrados 1.031 acidentes. Deste total, os atropelamentos foram por 157, ocupando a terceira posição no balanço das ocorrências. A maioria dos registros de acidentes se refere a colisões: as transversais foram 209 e as laterais, 183.

No primeiro semestre do ano passado, foram 968 acidentes. Os atropelamentos estavam em segundo lugar com 178 ocorrências, precedidos das colisões laterais, com 255 registros.

Considerando os 36 acidentes com mortes ocorridos neste ano, em nove deles as vítimas eram pedestres – mesmo número registrado em 2013, quando ocorreram 24 acidentes com 9 óbitos.

Desde 2013, a administração municipal tem desenvolvido um trabalho para a proteção de pedestres com a implantação de travessias elevadas, iluminação de faixas na região central e instalação de ilhas de segurança ou gradis para disciplinar a travessia.

Neste ano, as ações foram reforçadas com a campanha: “Siga o passo da faixinha. Pedestre pisa na faixa. Motorista pisa no freio”. As atividades foram iniciadas durante a Semana Municipal de Trânsito e estabelecidas como programa permanente de proteção ao pedestre.

Motociclistas

Se os pedestres têm a preferência, garantida pela Lei de Mobilidade, os motociclistas são alvo de campanhas e ações devido ao número de acidentes com motos.

Nos seis primeiros meses deste ano, do total de 1.237 vítimas, 608 eram motociclistas. Em 2013, esse número foi de 552, em um universo de 1.162 vítimas de acidentes.

Dos 36 acidentes fatais desse primeiro semestre, em 15 as vítimas eram motociclistas. No ano passado, foram 24 acidentes, e em sete deles o principal grupo de risco era o de motociclistas.

Entre as causas associadas aos acidentes com motocicletas estão: falta de habilitação, embriaguez ou pouca experiência na direção.

Para mudar esse quadro e reduzir os índices, são realizadas blitze educativas, palestras em empresas, universidades e centros de formação e operações do programa Lei Seca. Além dessas ações permanentes, a Prefeitura tem realizado operações de fiscalização, em parceria com a Polícia Militar.

A chamada operação “Cavalo de Aço” é realizada em diferentes regiões da cidade e em diferentes horários para abordagens de veículos, em especial as motocicletas. Nas blitze, são verificadas a documentação o uso de equipamentos de segurança e a condição do veículo. O objetivo e inibir a circulação de motociclistas sem habilitação ou que estejam sobre o efeito de álcool.

Em 15 dias de operações foram vistoriados 135 veículos e realizadas 31 apreensões.

LIFE | cotidiano - Publicado 05:51 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: https://t.me/lifeinform
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Baixe nosso aplicativo para facilitar ainda mais o seu acesso.

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *