Cães com toxoplasmose não oferecem risco aos donos


Transmissão não ocorre por contato e sim por ingestão. Já os gatos requerem atenção maior: fezes podem contaminar alimentos. Gestantes demandam cuidados redobrados

Apesar de não ser de conhecimento popular, a toxoplasmose só é transmitida de cachorros para seres humanos no caso de ingestão da carne contaminada. Mesmo assim, para os apreciadores da carne canina – no caso de alguns países asiáticos -, basta evitar comê-la mal passada.
A toxoplasmose é uma doença infecciosa provocada pelo Toxoplasma gondii, que infecta a grande maioria dos animais, incluindo o homem. “A transmissão ocorre por ingestão e não pelo contato com o animal. Cachorros não são transmissores diretos. Eles apenas abrigam o parasita nos tecidos musculares. Já nos gatos, o parasita se aloja no intestino e as fezes podem transmitir o parasita ao homem por meio da ingestão de alimentos contaminados como verduras e frutas” explica o veterinário Roberto Takeo Shinkai.
Segundo ele, cachorros e donos podem manter uma vida normal, sem risco de transmissão. No entanto, no caso de gatos o cenário muda e é preciso higienizar os alimentos com atenção. “O maior perigo é para as gestantes. A toxoplasmose pode ocasionar cegueira e hidrocefalia, podendo ser letal para mãe e feto”, complementa o veterinário. Como a carne de boi também pode conter o parasita, o ideal é evitar a ingestão sem que ela esteja totalmente cozida.

O diagnóstico da toxoplasmose é realizado por meio de provas sorológicas em laboratórios capacitados e equipados. O tratamento tem como objetivo a eliminação rápida do parasita, evitando a sua multiplicação, combatendo os fenômenos inflamatórios. “Em cachorros não há tratamento. Nos gatos consiste em combater o protozoário”, frisa o entrevistado.

Os principais sintomas nos animais consistem em convulsões, tremores, fraqueza muscular, paralisia, emagrecimento, apatia, febre alta, vômitos, diarreia e distúrbios respiratórios. Nos seres humanos, além da cegueira e aborto, pode ocasionar sintomas similares aos da gripe como febre e cansaço.

Um fator importante é evitar que os animais domésticos tenham contato com outros da zona rural. “Longe dos centros urbanos a chance de transmissão é muito maior. Se um gato come um rato que tem toxoplasmose, por exemplo, o felino será contaminado e suas fezes podem ter contato com alimentos, que ingeridos pelo homem o contaminarão”, destaca.
A toxoplasmose não pode ser transmitida de uma pessoa para outra. Confira abaixo lembretes importantes sobre essa zoonose:

Você não pega toxoplasmose ao acariciar um gato.
– Não abandone seu gato por medo de contrair a doença.
– Você só pega toxoplasmose se ingerir terra ou alimentos contaminados por meio de fezes de gatos, mas bons hábitos de higiene e limpeza no preparo dos alimentos evitam isso.
– Cães, pombos e mordidas de gatos ou outros animais não transmitem a toxoplasmose.
– Não existe vacina contra a toxoplasmose.
– Você não precisa se desfazer de seu gato se estiver grávida. Basta manter bons hábitos de higiene.


LIFE | veterinaria - Publicado 06:20 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube:
Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *