Atividade física pode auxiliar contra insônia


Estudo da Unifesp relata que o exercício do corpo ajuda a combater os distúrbios do sono. “A endorfina é um calmante natural”, afirma psiquiatra


O que já era defendido pelos psiquiatras foi confirmado em estudo recente desenvolvido por pesquisadores da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e da Universidade Federal de Goiás: a prática de esportes contribui para a minimização da insônia – que representa um grande entrave na qualidade de vida de milhões de pessoas nos agitados dias atuais.
Apesar de existir controle da insônia por meio de medicamentos, o exercício físico é muito mais saudável e seguro, já que praticado com frequência fortalece o coração e eleva a autoestima. “É uma alternativa que vai de encontro à saúde e qualidade de vida. Exercícios físicos produzem endorfina, que age como calmante natural”, afirma o neuropsiquiatra, Carlos H. Ferreira Banys.
Segundo o especialista, as únicas restrições consistem no respeito aos limites do corpo e na preferência por horários distantes do momento de dormir. “A atividade física acelera o metabolismo. Por isso, pessoas que sofrem de insônia devem evitar a prática em horários tardios. Quanto antes, melhor, já que a adrenalina baixa e os músculos relaxam, propiciando a sensação de bem-estar pós-exercícios”, justifica.
O estudo recente – publicado na revista “Clinics” – especifica que o exercício ajuda nos distúrbios do sono e é eficaz principalmente contra insônia crônica. Os autores afirmam no trabalho que a atividade física tem sucesso similar aos hipnóticos (medicamentos que provocam sono).
Conforme Giselle Soares, do Departamento de
Psicobiologia da Unifesp, tanto os exercícios aeróbicos (como corrida) quanto os resistidos (com pesos) melhoram o sono e diminuem a depressão em idosos. “Uma das explicações para a melhora do sono está diretamente ligada à redução da ansiedade. Outra justificativa relaciona o esforço físico ao aumento da produção da serotonina cerebral”, destaca.
Ainda conforme o estudo, idosos portadores de insônia crônica que realizaram exercícios de quatro a doze meses passaram a adormecer rapidamente devido à redução de tempo entre o estado de vigília e o sono. “E com a melhora do sono, houve considerável evolução na qualidade de vida dos pacientes”, conta Giselle. O certo é que em meio à correria habitual, a prática de esportes é fundamental para uma rotina saudável e uma noite agradável de sono.


LIFE | saude - Publicado 06:22 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube:
Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *