Atenção, “Golpe da Triangulação” quase faz mais uma vítima perder muito dinheiro em São José!

O Golpe se trata na compra e venda de veículos (carros, motos e caminhões) praticados em site e aplicativos de vendas. As vítimas podem ser pessoas de qualquer cidade que estejam anunciando seu veículo online, assim como as pessoas que estejam comprando.

Neste mês um leitor da Life entrou em contato e explicou que quase caiu no golpe e resolveu nos comunicar para que possamos avisar o maior número possível de pessoas.

O Golpe!

A pessoa interessada em vender o seu veículo posta seu anúncio online em sites especializados de revenda de veículos.

O criminoso encontra este anúncio, se apodera das fotos e posta um novo anúncio. Neste novo anúncio, o veículo passa a ser ofertado pelo criminoso por um valor atrativo, um pouco abaixo do valor de tabela FIPE, e contendo o número de whatsapp do criminoso, como se ele estivesse vendendo o veículo.

Uma pessoa interessada é atraída por este anúncio do veículo e entra em contato pelo whatsapp com o criminoso, solicitando maiores informações sobre o veículo. O criminoso (normalmente agindo de modo extremamente atencioso, demonstrando fala muito bem articulada e logo, sem levantar nenhuma suspeita) presta todas as informações solicitadas pelo potencial comprador. Por fim, diz que é agenciador de venda de carros e ganha uma comissão pela venda.

Temos, portanto, 3 pessoas que estão envolvidas nestes fatos: o vendedor, o comprador e o golpista. Vale relembrar que vendedor e comprador são duas pessoas de boa-fé e ambos serão vítimas do golpe.

À medida que a negociação com o golpista evolui, o comprador demonstra interesse em conhecer o veículo, solicitando ao golpista uma vistoria presencial, para que possa ser concretizada a compra caso o comprador goste do veículo. O golpista diz que irá agendar a visita do comprador com seu cliente (o vendedor); Informa também que, no momento da vistoria, caso decida ficar com o veículo, o comprador deverá fazer o depósito bancário nas contas bancárias fornecidas pelo golpista (atenção: são contas bancárias de terceiros (laranjas), que não estão em nome do vendedor).

Para agendar a visita, o golpista estabelece um primeiro contato com o vendedor pelo whatsapp (nunca presencialmente) e, munido de documentos furtados ou documentos falsos, se apresenta como empresário ou como advogado, ou através de qualquer outra profissão que passe credibilidade. (neste momento o golpe pode tomar rumos distintos, a depender da história que o golpista contar ao vendedor). Na versão de nosso leitor, o golpista se apresenta ao vendedor como um empresário e diz ter interesse no carro pois está comprando um apartamento e a dona do imóvel aceitaria aquele carro de quase R$ 110mil como forma de pagamento; e diz que a dona do apartamento (a compradora) tem interesse em conhecer o carro pessoalmente e caso goste, ele (golpista) comprará o carro. Vale lembrar que a dona do apartamento é na verdade o comprador, que quer vistoriar o veículo;

Para não ocorrer nenhuma suspeita por parte do comprador de que se trata de um crime, o golpista solicita ao comprador que, no momento da vistoria, não comente nada com o vendedor sobre o valor que ele irá pagar pelo veículo e que também não diga nada sobre a conversa com o golpista – para justificar esta solicitação, o golpista normalmente inventa alguma história para o comprador bem convincente. O comprador, muito interessado na compra (pois o veículo está muito barato), acaba acreditando no golpista.

De igual maneira, para não ocorrer nenhuma suspeita por parte do vendedor de que se trata de um crime, o golpista (que se passou de empresário) solicita ao vendedor que não trate de valores do veículo com a dona do imóvel; diz que o acordo é um assunto dele (golpista) com a dona do imóvel (comprador). Caso contrário, ele (golpista) não teria interesse na compra do veículo; diz ainda que, caso a dona do imóvel goste do veículo no momento da vistoria, o vendedor poderia entregar as chaves a ela(comprador), pois ele (golpista) faria imediatamente um depósito do valor anunciado para a conta do vendedor.

ATENÇÃO: Neste momento do golpe, os dois (comprador) e (vendedor) estão indo vistoriar o veículo e nenhum deles sabe das versões que o golpista tem separadamente com cada um deles.

No momento do encontro e da vistoria do veículo, apenas comprador e o vendedor estarão presentes (o golpista comunica com ambos apenas pelo telefone e pelo whatsapp e nunca é visto pessoalmente). E naquele instante, nem o comprador e nem o vendedor entram em detalhes sobre a terceira pessoa (golpista), pois ele assim solicitou separadamente a cada um deles.

Caso o comprador decida ficar com o veículo, ele imediatamente avisa ao golpista pelo telefone/whatsapp que fará a compra, fazendo a transferência ali mesmo (pelo telefone celular) para a conta bancária que o golpista tinha lhe fornecido.

golpista imediatamente entra em contato com o vendedor e diz que a mulher gostou do carro e pede para aguardar 30 minutos que ele (golpista) fará o pagamento/depósito para a conta vendedor.

Comprador e vendedor ficam aguardando os 30 minutos;

O golpista deposita um ENVELOPE VAZIO na conta do vendedor, e lhe envia comprovante de depósito. Essas transações costumam ocorrer estrategicamente nas sextas-feiras e no fim de expediente do banco.

Neste momento duas coisas podem ocorrer: OU o vendedor com muita boa-fé já entrega o veículo ao comprador e este vai embora para casa (ficando o vendedor sem veículo e sem o pagamento); OU o vendedor aguarda para ver se o depósito foi compensado e, ao notar que o envelope foi vazio e que o dinheiro não “caiu” em sua conta, não entrega o veículo ao comprador (e este fica sem o seu dinheiro transferido e sem o veículo).

Neste momento, o golpe “perfeito” foi aplicado e o golpista bloqueia comprador e vendedor de seu whatsapp e desaparece impune e sem nunca ter sido visto pessoalmente.

Nesta história contada detalhadamente para você entender bem, nosso leitor não foi até a vistoria e não caiu no golpe. Procuramos o final desta história na internet que foi contada pelo advogado Gabriel Silame Ibrahim de Castro e é praticada em todo Brasil. Centenas de pessoas já perderam muito dinheiro.

LIFE | cotidiano - Publicado 18:21 | - Redação

Compartilhe:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube:
Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

3 thoughts on “Atenção, “Golpe da Triangulação” quase faz mais uma vítima perder muito dinheiro em São José!

  1. Francisco de Oliveira Borges disse:

    Quase cai nesse golpe também

  2. Mãe do Bruno disse:

    Golpe de Envelope vazio ( em tempos de PIX) , comprador / vendedor não fazerem perguntas pq o golpista não deixou, e o corretor (vulgo golpista) não aparecer fisicamente (deve ser Home-Office..kkk) Muito forçada essa história…deve ser pra render matéria.

  3. Georges C. Costaridis disse:

    Uma excelente informação, com bastantes detalhes sobre esse tipo de golpe e vai ajudar sim a evitar que mais pessoas caiam no conto. Ao vendedor: só libere o veículo ao constatar o valor devidamente comprovado na conta e assine o doc. de transferência para ter certeza que o novo comprador vai passá-lo a si, caso não decida ir ao cartório e já realizar a transferência para não correr o risco de ficar pagando multas que não são suas. Ao comprador: não aceite intermediários, fale francamente com o vendedor, comprove a posse pelo DUT, não faça negócio em 6ªs feiras ou vésperas de feriado. Mesmo deixando o veículo para venda por terceiros aja como se fosse você mesmo vendendo, vá até o fim acompanhando e entregando o veículo. E , ainda assim, boa sorte pois nesse país…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *